Vício das selfies pode provocar problemas mentais

A moda de tirar autorretratos com telemóveis – mais conhecidos como selfies – e divulgar na Internet pode levar a problemas mentais, como depressões ou paranoia, se não se obtiver reconhecimento público, advertiu uma médica tailandesa.

“Prestar demasiada atenção às fotografias publicadas, controlando quem as vê ou a quem agrada ou comenta, com a esperança de atingir o maior número de likes [gostos] é um sintoma de que as selfies estão a provocar um problema”, disse a especialista Panpimol Wipulakorn, do departamento de saúde mental tailandês, citada pela Efe.

A médica assinalou que tais comportamentos poderão dar origem a problemas cerebrais no futuro, especialmente aqueles que estão relacionados com falta de confiança própria.

“As selfies causam um impacto na vida de cada indivíduo. Publicar fotos para encontrar a aprovação dos colegas está na natureza do homem. Se fazemos algo e encontramos uma pequena recompensa, voltaremos a repetir o ato”, explicou.

“Faz-me um like!”

No entanto, esta recompensa que é alcançar a aceitação social tem diferentes efeitos, dependendo da pessoa: alguns contentam-se obtendo poucos likes, outros “necessitam” de atingir o máximo que puderem e ficam “viciados” neste reconhecimento social, adianta Panpimol.

As pessoas que não atingem a quantidade de apoios esperados optam por publicar uma nova selfie, mas se a resposta continuar a ser negativa isso poderá afetar a confiança ou criar pensamentos negativos sobre si mesmo.

A segurança e a autoestima são cruciais para o desenvolvimento do indivíduo para alcançar a felicidade e a satisfação pessoal, aponta a médica tailandesa.

A carência causa ansiedade, dúvidas e a infelicidade do individuo, os quais podem derivar em problemas maiores como a paranoia, depressão, comportamentos ciumentos e personalidade suscetível, acrescenta.

Selfies

A palavra selfie, que designa uma foto que tiramos a nós próprios e que habitualmente colocamos nas redes sociais, foi eleita como a “palavra do ano 2013” pelos dicionários de Oxford de língua inglesa.

Uma das selfies mais célebres do momento foi tirada pelo Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, junto aos seus homólogos do Reino Unido, David Cameron, e Dinamarca, Hell Thorning, durante o funeral do antigo chefe de Estado sul-africano e prémio Nobel da Paz, Nelson Mandela.

A médica tailandesa sublinha que, além dos danos pessoais, as selfies também podem ter impacto no crescimento de países em desenvolvimento. Isto porque a falta de confiança dos jovens pode criar uma nova geração “sem liderança”, de pessoas “sem capacidade criativa e inovadora”.

Por isso, hábitos como ser observador, praticar desporto e ter atividades com familiares e amigos, ir ao cinema ou viajar, são algumas das ideias defendidas pela médica para combater o vício das selfies.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Chuva de críticas à F1 em Portimão. Organização promete expulsar quem não cumprir distanciamento

Fotografias das bancadas da Fórmula 1 em Portimão começaram a correr este sábado nas redes sociais, gerando alguma polémica e descansando uma série de críticas, uma vez que as bancadas pareciam ter mais público do …

Ordem dos Médicos alerta para “grave sobrecarga” nas urgências pela Linha SNS 24

A Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos (SRCOM) alertou que a atuação da Linha SNS 24, no âmbito da covid-19, causa uma “grave sobrecarga” nas urgências, pelo que defende alterações na referenciação dos …

"Votei num tipo chamado Trump". Presidente dos EUA votou antecipadamente na Florida

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, votou este sábado antecipadamente em West Palm Beach, na Florida, para as eleições presidenciais, juntando-se aos quase 55 milhões de americanos que também já o fizeram. Donald Trump …

Chegou o camião autónomo que não precisa de motorista para se deslocar

No ano passado foi lançado o T-pod, um protótipo de um camião elétrico autónomo e sem cabine. Agora, o seu fabricante, a empresa sueca Einride, revelou a última geração do veículo, que vai passar a …

"O medo não é a vacina". Centenas de pessoas contestam medidas do Governo em Lisboa

Centenas de pessoas contestaram este sábado as medidas impostas pelo Governo para mitigar os efeitos da pandemia de covid-19, com gritos pela “liberdade” e pela “verdade”, numa manifestação realizada na praça do Rossio, em Lisboa. A …

Os humanos estão a pôr em causa a alimentação dos animais predadores

Os animais predadores que vivem perto de humanos estão a obter metade dos alimentos supostos e isso pode ser muito prejudicial, referem investigadores americanos. De acordo com um novo estudo publicado no jornal Proceedings of the …

Plataformas de streaming passam a ter de pagar 1% do seu lucro ao Estado

As plataformas de streaming passam a pagar uma taxa, após a proposta de lei ser aprovada esta sexta-feira, na Assembleia da República. Serviços como a Netflix, a HBO Portugal ou a Disney +, passam a …

Porto 1-0 Gil Vicente | Dupla Shoya-Evanilson embala “dragão”

Difícil, mas justo. O FC Porto recebeu o Gil Vicente numa noite chuvosa no Dragão, dominou claramente até aos 75 minutos – altura em que Zaidu foi expulso – e venceu por 1-0. Um resultado …

O novo recurso da Google encontra qualquer música. Basta cantarolar, assobiar ou cantar

Na semana passada, a gigante tecnológica da Google lançou uma versão atualizada da aplicação que ajuda a encontrar qualquer música que esteja presa na sua cabeça - mas que não saiba o nome. Com a nova …

Pintura de Jacob Lawrence desaparecida há 60 anos foi encontrada em Nova Iorque

Uma visitante do Met, nos Estados Unidos, descobriu o paredeiro do quadro desaparecido de Jacob Lawrence. A mulher associou o quadro a um pendurado na sala de estar dos seus vizinhos, suspeitando que poderia fazer …