Vice de Pinto da Costa arguido em caso de segurança ilegal e crimes na noite

Estela Silva / Lusa

Antero Henrique (esq), vice-presidente do FC Porto, com Fernando Gomes, administrador da SAD portista.

O director-geral do FC Porto, Antero Henrique, foi constituído arguido no âmbito da investigação em torno de empresas de segurança e crimes de violência na noite do Porto. O número 2 de Pinto da Costa será suspeito de requisitar serviços de segurança ilegal, nomeadamente a jogadores portistas, com o objectivo de intimidação.

O processo que decorre no Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP) motivou a realização de 50 buscas, durante esta quinta-feira, em Lisboa, Porto, Amarante, Lamego, Braga, Vila Real e Lousada, que motivaram a detenção de 15 pessoas e a apreensão de “121 mil euros, 40 armas, 10 automóveis e munições de diversos calibres“, conforme adianta o Diário de Notícias.

No âmbito desta designada “Operação Fénix”, a casa de Antero Henrique foi também alvo de buscas, onde lhe foram apreendidos 70 mil euros em dinheiro, segundo noticia o Correio da Manhã.

A SAD portista também recebeu a visita das autoridades, conforme confirmou o próprio FC Porto em comunicado.

Antero Henrique será suspeito de “vigilância a craques do FC Porto“, segundo aponta o Correio da Manhã. O Record acrescenta que o “vice” portista é arguido por “suspeitas de ter requisitado serviços de segurança à SPDE, com o objectivo de intimidar outras pessoas”.

A SPDE é uma empresa de segurança “suspeita de dominar o mundo da noite no Porto“, de acordo com o Diário de Notícias, e que faz também a segurança nos jogos de futebol do FC Porto.

fcporto.pt

Antero Henrique, vice-presidente do FC Porto, com o treinador portista, Julen Lopetegui

Antero Henrique, vice-presidente do FC Porto, com o treinador portista, Julen Lopetegui

O “rei” da noite no Porto

Um dos 15 detidos no âmbito da investigação é o director e dono da SPDE, Eduardo Silva, elemento que já esteve envolvido em outros processos e que, conforme nota o Correio da Manhã, foi “baleado na cabeça na altura em que foi investigada a ‘Noite Branca‘”. Ele é “uma espécie de “rei” da noite do Porto no ramo da segurança privada“, aponta o Diário de Notícias.

Eduardo Silva foi visto, por diversas vezes, a supervisionar pessoalmente a segurança de Pinto da Costa e chegou a estar envolvido num incidente com um comissário da PSP no Estádio do Dragão.

Detido foi também o ex-agente da PSP Jorge Couto, que foi expulso daquela força da autoridade e que é primo de Bruno Pidá, o líder do Gangue da Ribeira do Porto.

A Procuradoria-Geral da República anunciou entretanto que a investigação se centra em torno de “actividades ilícitas no âmbito de empresa de segurança privada em estabelecimentos de diversão nocturna, susceptíveis de integrar a prática de crimes de associação criminosa, de exercício ilícito da actividade de segurança privada, de detenção de arma proibida, de extorsão agravada, de coacção, de ofensas à integridade física qualificada e de favorecimento pessoal”.

A PSP, por seu lado, nota que o caso se centra num “grupo violento que operava numa considerável faixa do território nacional“, conforme cita o Diário de Notícias.

Os 15 detidos vão ser ouvidos nesta sexta-feira pelo juiz Carlos Alexandre no Tribunal Central de Instrução Criminal.

SV, ZAP

4 COMENTÁRIOS

        • Um talhante desobrigado e que desmembre uma manada em menos de 12 meses, isso será ter uma grande “pedalada”.

          Um “pensante” obrigado e vergado ao peso da caixa dos pirolitos isso sim requer “uma” de 2 pedaleiras para mãos e pés e quando fora delas nem descolam do solo que pisam tal o peso que lhes cai nos ombros. Outro sim, é uma cabeçorra, não é é de grande “pedalada” com certeza!

RESPONDER

Guia de descontos para uma Black Friday em grande

O conceito começou por ser uma referência ao colapso da Bolsa de Valores de Nova Iorque, em 1929. Mas a Black Friday como hoje a conhecemos só surgiu nos anos 60, quando o setor do …

Morreu o actor João Ricardo

O actor e encenador João Ricardo, 53 anos, morreu esta quinta-feira, em Lisboa, disse à Lusa a agência do actor. O actor João Ricardo, conhecido pelo seu trabalho na televisão, no teatro e no cinema, nasceu …

Chegou à Finlândia o pão feito com farinha de grilo

Uma das maiores empresas de produtos alimentares da Finlândia vai começar a vender pão de insetos, no qual grilos comuns são moídos e acrescentados à farinha normal, representando cerca de 3% do peso de cada …

39 anos por um crime que não cometeu. Finalmente livre

Craig Coley, agora com 70 anos, cumpria pena de prisão perpétua pela autoria de dois homicídios em 1978. No entanto, 39 anos depois, a sua inocência foi provada e o norte-americano foi libertado. O governador da …

Neutralidade da Internet em jogo nos EUA. Portugal é mau exemplo

A administração Trump quer reverter o princípio do livre acesso a qualquer tipo de conteúdo na Internet. Jornais internacionais apontam Portugal como exemplo de falta de neutralidade. Os Estados Unidos da América vão votar o fim …

Trabalhadores do privado voltam a receber subsídios de Natal e de férias por inteiro

O pagamento dos subsídios de Natal e de férias no setor privado vai deixar de ser feito parcialmente em duodécimos e voltará a ser feito de uma só vez, em 2018, depois da aprovação de …

O milionário que matou o Gawker quer os restos do cadáver

Os advogados do vingativo milionário Peter Thiel apresentaram, esta semana, uma ação para contestar uma previdência cautelar que o impede de comprar os ativos do já "adormecido" Gawker. Em causa, estão os arquivos de 14 …

Governo quer terrenos privados limpos até 15 de março

Os proprietários privados têm "até 15 de março" para limpar as áreas envolventes às casas isoladas, aldeias e estradas e, se não o fizeram, os municípios terão "até ao final de maio" para proceder a …

Uma explosão, segredos de Estado e rumores, mas ainda não há sinal do submarino

As buscas pelo submarino argentino ARA San Juan, que está desaparecido há oito dias, entraram numa fase crítica, quando as esperanças de encontrar a tripulação viva estão praticamente esgotadas. Sem pistas sobre o submarino, há …

Bancos aumentaram ganhos com as comissões pagas pelos clientes

A banca nacional facturou 1,62 mil milhões de euros em comissões líquidas, pagas pelos clientes, desde Janeiro até Setembro de 2017. Um valor que reflecte uma subida de 5,7% relativamente a 2016. Estes dados são avançados …