Veterinários em greve pedem revogação imediata do diploma que prejudica “gravemente a saúde pública”

O segundo dia de greve dos veterinários que trabalham na Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) registou na quarta-feira uma adesão de 70% em todo o país, segundo um sindicatos que decretou paralisação de 48 horas.

Os médicos veterinários terminaram esta quarta-feira uma greve de 48 horas para protestaram contra a transferência de competências da DGAV para as autarquias, considerando que esta municipalização e descentralização prejudica “gravemente a saúde pública”.

Orlando Gonçalves, coordenador do Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Norte, disse à agência Lusa que a greve teve uma adesão de 70% em todo o país, existindo uma maior incidência na região Centro.

Orlando Gonçalves adiantou que a paralisação levou ao encerramento de matadouros. O sindicalista afirmou que o principal motivo de descontentamento dos médicos veterinários é “a municipalização e descentralização da DGAV”, um decreto-lei que entrou em vigor em janeiro e que vai pôr em risco a saúde pública.

Segundo Orlando Gonçalves, 60 câmaras municipais já afirmaram que em breve vão assumir estas competências e as restantes autarquias vão ter que adotar esta medida até 2021.

A Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais sustenta que aproximadamente 80% do atual trabalho realizado por funcionários da DGAV vão passar, com a nova lei, para gestão camarária, perdendo-se assim “a autonomia, isenção, imparcialidade e independência das decisões no âmbito das atividades inspetivas que hoje existem sob o comando da DGAV”.

“Não estamos a reivindicar nada relacionado com a carreira e mais dinheiro”, sublinha Eduardo Correia, presidente do Sindicato Nacional dos Médicos Veterinários, ao Jornal de Notícias. “Estamos é preocupados com as consequências da dependência dos 278 municípios”. Planeia-se uma “atomização dos serviços de inspeção” que “só pode ter uma razão económica”, porque passariam a ser as autarquias a pagar estes profissionais, mas que “vem prejudicar a saúde pública”.

Além do aparente livre arbítrio para decidir sobre a vacinação dos animais e as inspeções a realizar em cada exploração, no caso de crises de doenças animais e segurança de alimentos será necessário coordenar 278 entidades — muitas delas sem planos previamente estabelecidos —, para conseguir dar uma resposta coordenada a nível nacional.

A greve de 48 horas iniciada na terça-feira foi decretada pela Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais, Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado e Sindicato dos Médicos Veterinários.

Na terça-feira, os médicos veterinários realizaram uma concentração em frente ao Ministério da Agricultura, em Lisboa, para exigir também a criação da carreira de inspeção sanitária.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

As árvores não existem. Quem o diz são os terraplanistas

Uma teoria da conspiração sobre árvores está agora a intrigar o mundo. Um terraplanista explica que as árvores não existem e que não passam de arbustos. A teoria surgiu num vídeo publicado em 2016 no YouTube, …

CGTP convoca “grande manifestação” para 10 de julho

A CGTP-IN convocou uma “grande manifestação” em Lisboa, para dia 10 de julho, data em que se discute o Estado da Nação, como forma de luta à proposta de revisão do Código Laboral. Numa conferência de …

A Liberdade Iluminando o Mundo chegou a Nova Iorque há 134 anos. Vinha em 214 caixas

https://vimeo.com/342845039 A 17 de junho de 1885, a fragata Isere aportava em Nova Iorque levando a bordo 350 peças, que seguiam em 214 caixas. Depois de montado, este gigante puzzle daria forma a um dos monumentos …

INE chumba pergunta sobre origem étnico-racial no censos

O Instituto Nacional de Estatística (INE) não vai incluir no Censos 2021 uma pergunta sobre a origem étnico-racial dos cidadãos, como pretendia a maioria dos membros do grupo de trabalho criado pelo Governo para avaliar …

Já morreram 100 crianças na Índia devido a um vírus cerebral associado à lichia

Já morreram 100 crianças devido a um surto de encefalite aguda no estado de Bihar, na Índia. Destas, 20 morreram em apenas um dia, a 16 de junho, escreve a imprensa local esta segunda-feira. As primeiras …

Praça de Touros da Póvoa de Varzim vai ser demolida

A Praça de Touros da Póvoa de Varzim vai ser demolida para dar lugar a um pavilhão multiusos. O presidente da Câmara, Aires Pereira, aproveitou o Dia da Cidade, no domingo, para apresentar o novo …

Autoridade dos Transportes defende sanções quando há falhas no metro

A Autoridade da Mobilidade e dos Transportes defende a "definição de requisitos mínimos de qualidade e de sanções em caso de incumprimento" por parte das operadoras do metro junto dos utentes. Após uma avaliação dos metros …

Oliveirense sagra-se bicampeã nacional de basquetebol

A Oliveirense sagrou-se pela segunda vez consecutiva campeã portuguesa de basquetebol, ao vencer em casa do Benfica, por 97-72, no quarto jogo da final. A Oliveirense, que chegou ao intervalo com uma vantagem de 53-41, conquistou …

Ivo Vieira é o novo treinador do Vitória de Guimarães

Ivo Vieira vai orientar o Vitória de Guimarães, depois de ter assinado um contrato válido para 2019/2020, anunciou o emblema vimaranense no site oficial. "A Vitória SAD informa que chegou a acordo com o treinador Ivo …

Dono da Altice compra leiloeira Sotheby's

O dono da Altice comprou a leiloeira Sotheby's, numa operação no valor de 3,7 mil milhões de dólares, cerca de 3,3 mil milhões de euros. O acordo definitivo foi assinado entre a Sotheby's e a BidFair …