Vermes predadores gigantes viviam no fundo do mar há 5,3 milhões de anos

Universidade de Granada

Eunice aphroditois.

Uma equipa de investigadores encontrou um novo registo fóssil de vermes predadores gigantes em sedimentos do Mioceno, entre 23 e 5,3 milhões de anos atrás.

Estas misteriosas criaturas, possíveis predecessoras da espécie Eunice aphroditois, tinham aproximadamente 2 metros de comprimento e 3 centímetros de diâmetro, e viviam em tocas.

Com base na reconstrução de tocas gigantes observadas em sedimentos marinhos do Mioceno do nordeste de Taiwan, os investigadores concluíram que estes vestígios de fósseis podem ter colonizado o fundo do mar do continente eurasiano há cerca de 20 milhões de anos, lê-se no comunicado de imprensa citado pelo EurekAlert.

Os resultados do estudo foram publicados recentemente na conceituada revista Scientific Reports.

Os cientistas reconstruiram o novo registo fóssil, a que chamaram de Pennichnus formosae. Consiste numa toca em forma de ‘L’, com aproximadamente dois metros de comprimento e três centímetros de diâmetro, que sugerem o tamanho e a forma do organismo que fez a estrutura.

A espécie Eunice aphroditois esconde-se em tocas longas e estreitas no fundo do mar e impulsionam-se para cima para agarrar a presa com as suas mandíbulas fortes.

Os autores sugerem que o movimento envolvido na captura das presas e na retirada para a sua toca para digeri-las causou várias alterações na estrutura das tocas. Essas alterações são conservadas no Pennichnus formosae e são indicativas da deformação do sedimento em torno da parte superior da toca.

Embora invertebrados marinhos tenham existido desde o início do Paleozoico, os seus corpos são compostos principalmente de tecidos moles e, portanto, raramente são preservados. Acredita-se que o registo fóssil descoberto neste estudo seja o primeiro espécime conhecido de um predador de emboscada subsuperficial.

O líder da equipa de investigadores, Olmo Míguez Salas, da Universidade de Granada, em Espanha, observa que esta descoberta “fornece uma visão rara do comportamento destas criaturas sob o fundo do mar e também destaca o valor do estudo de registos fósseis para compreender o comportamento de organismos do passado”.

Daniel Costa Daniel Costa, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Sem paralelo em qualquer outra experiência externa". Marcelo elogia reuniões no Infarmed

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, considera que as reuniões do Infarmed, que juntam especialistas, líderes políticos e parceiros sociais, são realizadas “num quadro político e institucional sem paralelo em qualquer outra experiência …

Fotografia da NASA demonstra Teoria da Relatividade Geral de Einstein

O aglomerado Abell 2813 tem tanta massa que atua como uma lente gravitacional, fazendo com que a luz de galáxias distantes se curve à sua volta. A lente gravitacional acontece quando a massa de um objeto …

Astrónomos descobrem uma super-Terra perto de uma estrela gelada

Uma equipa de investigadores descobriu uma super-Terra a orbitar GJ 740, uma estrela anã fria localizada a cerca de 36 anos-luz do nosso planeta. Nos últimos anos, os cientistas têm levado a cabo uma busca exaustiva …

Já pode "adotar" um pedaço de Notre-Dame para ajudar na sua reconstrução

Uma organização está a dar a oportunidade de o público ajudar na reconstrução de artefactos específicos da catedral de Notre-Dame, em França, que foi parcialmente destruída por um incêndio em 2019. De acordo com a cadeia …

Proporção divina identificada na gerbera

Descobrir como se formam os padrões distintos e omnipresentes das cabeças das flores tem intrigado os cientistas há séculos. Quando se pede a alguém que desenhe um girassol, quase todas as pessoas desenham um grande círculo …

Audi apresenta o novo Q4 e-tron que traz uma autonomia até 520 km

Ainda antes do verão, a Audi vai colocar no mercado o seu primeiro SUV elétrico concebido de raiz e não adaptado a partir de uma plataforma concebida para motores a combustão. O Q4 e-tron destaca-se pela …

Vanuatu em alerta depois de um corpo com covid-19 ter dado à costa

Vanuatu proibiu viagens de e para a sua principal ilha três dias depois de ter dado à costa um corpo de um pescador filipino, que testou positivo à covid-19. De acordo com a Radio New Zealand, …

Cientistas russos querem criar a primeira vacina comestível contra a covid-19

O Instituto de Medicina Experimental de São Petersburgo, na Rússia, anunciou o seu plano de concluir dentro de um ano os testes pré-clínicos da primeira vacina comestível do mundo contra o novo coronavírus. Em entrevista à …

Em plena crise política, o país mais pobre das Américas ainda não recebeu nenhuma vacina

Numa altura em que a maior parte dos países já têm o processo de vacinação a decorrer, o governo do Haiti ainda não garantiu uma única dose da vacina contra o coronavírus. O país mais pobre …

Afinal, Leonardo da Vinci não esculpiu o busto de Flora

Está terminada a controvérsia que durou mais de cem anos após a aquisição do Busto de Flora em 1909, por Wilhelm von Bode. A datação por radiocarbono revelou, recentemente, que a obra não foi …