Valls candidato do partido de Macron nas legislativas. “PS está morto”

Webstern Socialiste / Flickr

Manuel Valls, primeiro-ministro da França

Manuel Valls, primeiro-ministro da França

O ex-primeiro-ministro socialista francês anunciou, esta terça-feira, que vai ser candidato às legislativas de junho pelo novo partido do presidente eleito, Emmanuel Macron, sublinhando que o Partido Socialista “não tem futuro”.

“Os velhos partidos estão a morrer ou estão mortos”, afirmou Manuel Valls numa entrevista à estação de rádio da cadeia RTL. “Este Partido Socialista está morto. Ficou para trás, não representa a sua história e os seus valores”, disse ainda.

O ex-primeiro ministro acrescentou que vai ser “candidato da maioria presidencial”, através do “La République en Marche”, o novo partido recentemente constituído por Macron, que serviu de base política às presidenciais do passado domingo e que inicialmente se chamava apenas “En Marche”.

Emmanuel Macron, um candidato centrista, venceu no domingo a segunda volta das presidenciais francesas, com 66,1% dos votos, derrotando a candidata da extrema-direita, Marine Le Pen (33,9%). De acordo com as sondagens, a abstenção ter-se-á situado nos 25,3%, a maior taxa numa segunda volta em eleições presidenciais desde 1969.

O jovem político, de 39 anos, tornou-se o presidente mais jovem da história de França desde Luis Napoleão Bonaparte (1848-1852), sobrinho de Napoleão Bonaparte, presidente aos 40 anos de idade.

No discurso da vitória, o novo chefe de Estado pediu votos nas legislativas, que se realizam em junho, para construir uma maioria verdadeira e forte, a maioria da mudança que o país aspira.

O presidente francês, François Hollande, anunciou esta segunda-feira que a tomada de posse do presidente eleito se realiza no domingo.

O seu programa é de inspiração social-liberal, prometendo reconciliar “liberdade e proteção”, reformar o subsídio de desemprego, criar apoios para os jovens de bairros desfavorecidos e “olhar para a classe média”, “esquecida pela direita e pela esquerda”.

O seu discurso, politicamente transversal, agrada sobretudo aos jovens urbanos e aos empresários, mas não é popular junto das classes populares, sobretudo rurais, pela globalização que defende.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Como o PS francês está morto alguns agora como este senhor e o próprio Macron tentam-se refugiar num novo partido para salvar a pele como políticos, por cá vejo por aí muita gente calada acerca do assunto que costumam vir logo à baila a fazer comparações quando a coisa lhes corre ao jeito.

  2. Tem toda a razão, mudam o nome do partido, mas como não podem perder o tacho, porque não sabem fazer mais nada, as pessoas são as mesmas, a incompetência mantem-se.
    Uiii se fosse um partido mais à direita a fazer o que estes fazem o que não faltaria, já era abertura de tele jornais…. enfim criou-se um sistema que só serve ao compadrio que eles criaram.
    E nós estamos a deixar… isso é que é grave

    • Portugal, como país mais atrasado da Europa, ainda tem um PS mais morto que vivo. Até ainda tem uns comunistas na Assembleia, quando pela Europa fora já foram todos varridos!!!

  3. Valls, que nas primárias levou logo no toutiço, junta-se agora a outro grupelho. Se fosse algum ps que tivesse ganho lá ia o costa beijar-lhe o anel… Outro tal como o hollande, que o soares tanto elogiou!!!

Rainha Isabel II está a procura de um gestor de redes sociais

A família real britânica está à procura de um gestor de redes sociais. O salário vai oscilar entre os 53 e 59 mil euros anuais por 37 horas semanais, de segunda a sexta-feira. A rainha Isabel II …

Cinco antepassados de crocodilos viveram há 150 milhões de anos na Lourinhã

Pelo menos cinco crocodilomorfos, antepassados dos crocodilos, viveram na região da Lourinhã há 150 milhões de anos, durante o período do Jurássico. Num artigo publicado na Zoological Journal of the Linnean Society, os paleontólogos Alexandre Guillaume, …

A radiação de Chernobyl está a deixar as vespas esfomeadas (e isso é má notícia)

A Zona de Exclusão de Chernobyl é a área em torno da cidade ucraniana de Pripyat, onde a Central Nuclear de Chernobyl entrou em colapso em 1986. Apesar de não haver humanos na região, e …

Beethoven deixou a 10.ª sinfonia inacabada (e a IA vai completá-la)

Um dos maiores dilemas da história da música é a obra inacabada de Ludwig van Beethoven (1770-1827), a "10ª sinfonia", com muitos músicos a esforçar-se para finalizá-la, utilizando alguns dos fragmentos disponíveis, mas sem sucesso. Desta …

Orcas bebé têm maior probabilidade de sobreviver se viverem com a avó

Crias de orca que vivam com a avó têm uma maior probabilidade de sobreviver quando comparadas às outras orcas. A experiência destas espécimes mais velhas é essencial para o grupo. Tal como nos humanos, as avós …

A "capital mundial das pessoas feias" mora na Itália

Piobbico, na Itália, é uma cidade medieval repleta de grandes edifícios de pedra cercados por florestas exuberantes. No entanto, a cidade é conhecida pela feiura dos seus habitantes. Esta cidade, com cerca de 2.000 habitantes, alberga …

Jovem norte-americano despistou-se e caiu ao rio. Siri chamou os bombeiros

Um jovem norte-americano estava a caminho da universidade quando perdeu o controlo do carro, que derrapou sobre gelo, e foi parar ao rio Winnebago. Como não conseguiu encontrar o seu telemóvel, recorreu à Siri para …

Basta uma máscara impressa para enganar os sistemas de reconhecimento facial

Especialistas da empresa de inteligência artificial Kneron testaram sistemas em três continentes e vários falharam. O reconhecimento facial é, cada vez mais, um método de controlo e de segurança encarado como credível e, inclusivamente, usado …

Pandit olha para as vacas como família e quer produzir "leite ético" para vegans

Um agricultor nos Estados Unidos quer produzir "leite ético" para vegans, mantendo como prioridade o bem-estar e a saúde das vacas. Ultimamente, o consumo de leite tem sido posto cada vez mais em causa. Não só …

Jogadores do Arsenal doam um dia de salário para ações solidárias

Os futebolistas e a equipa técnica do Arsenal vão doar um dia de salário para ações solidárias de Natal. Os elementos técnicos também entraram na iniciativa, que prevê, ainda, a doação da receita do próximo …