Vai passar pela Terra um “arranha-céus” a 122 mil quilómetros por hora

Um “asteróide potencialmente perigoso” dirige-se para a Terra a uma velocidade de mais de 122.000 quilómetros por hora, informou a agência espacial norte-americana NASA.

O asteróide 2002 AJ129 vai aproximar-se da Terra no próximo dia 4 de fevereiro. No momento da máxima aproximação, o asteróide passará a mais de 4,2 milhões de quilómetros de nosso planeta, cerca de 11 vezes a distância da Terra à Lua.

Apesar o corpo celeste ter sido classificado pela NASA, numa nota publicada esta sexta-feira, como um PHA – “asteróide potencialmente perigoso“, a agência espacial norte-americana esclarece que, quer no dia 4 de fevereiro, quer num futuro previsível, o 2002 AJ129 não representa qualquer ameaça real de colisão contra a Terra.

“Temos estado a acompanhar este asteróide nos últimos 14 anos e conhecemos a sua órbita com muita precisão”, afirmou Paul Chodas, especialista do Centro de Estudos de Objectos Próximos da Terra do Laboratório de Propulsão a Jacto da NASA.

“Os nossos cálculos indicam que o 2002 AJ129 não tem qualquer possibilidade de colidir com a Terra, em qualquer momento durante os próximos 100 anos“, acrescenta o cientista da NASA.

O 2002 AJ129, um asteróide de tamanho médio cujo diâmetro é de 0.5-1.2 quilómetros, supera em tamanho o edifício mais alto do mundo, o arranha-céu Burj Khalifa.

Foi descoberto a 15 de janeiro de 2002, no quadro do antigo projecto de rastreamento de asteróides próximos da Terra, financiado pela NASA, do Observatório de Haleakala, no Havaí, Estados Unidos.

ZAP // Sputnik News / NASA

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Se não representa qualquer perigo, porquê o : potencialmente perigoso???

    Deve ser como o aquecimento global, passou um pouco mais ao lado.

    • As evidências descaradas que existem sobre mudanças climáticas nos restantes planetas do nosso sistema solar, para além da Terra, apresentadas pela própria NASA, indicam que o tão aclamado “aquecimento global” antropogénico é uma farsa, não querendo retirar a importância e dever do Homem em tratar e preservar da melhor forma o nosso lindo planeta.
      Mas não esperem que a NASA explique e nos diga diretamente que existem alterações climaticas nos outros planetas. Eles não atam as pontas soltas por nós. Temos de ser nós próprios a procurar e desvendar o óbvio, que está escondido em plena vista.

  2. O “passar ao lado” pode ter implicações aqui no nosso planeta, tal como a Lua que mesmo longe actua na Terra. Acerca do “potencialmente perigoso”, isto pode indicar uma alteração no nosso campo gravitacional que poderá ter como consequência uma agitação de marés ou mesmo algum impacto tanto na nossa orbita à volta do Sol como na rotação da próxima Terra.
    Estamos em 2018, nunca foi tão fácil ter acesso à informação e ainda assim escolhemos dizer disparates. Para refletir.

    • Calcula-se que este asteróide tenha uma massa de 3e+15 Kg (um 3 seguido de 15 zeros). O conjunto terra/lua tem uma massa combinada de 6e+24 Kg (um 6 seguido de 24 zeros). Ou seja o asteróide tem 0,00000005% da massa do conjunto terra/lua, ou seja, 20 milhões de vezes menos massa.

      Um mosquito pesa em média 3mg. Comparado com um adulto de 85Kg o mosquito tem 300 mil vezes menos massa do que o homem, o que é esmagadormente mais próximo do que a relação da massa do asteróide com o conjunto terra/lua.

      Você sente realmente algum tipo de influencia gravítica sempre que um mosquito voa perto de si?

      • Caro Pedro Afonso,
        partindo do princípio que os 85 kg não têm a força gravítica do sol, vou supôr que o dito mosquito não se sinta atraído por essa massa ao ponto de mudar a sua trajectória a cada passagem que faça nas suas imediações apenas devido às influências das forças atractivas;
        por outro lado, o mosquito é ser um consciente, com capacidade de decisão e, como tal, escolhe um trajecto em detrimento de outro, i.e. não é um objecto inanimado apenas sujeito as forças que se lhe impõem;
        para além disso, o corpo humano sente qualquer alteração de gravidade que lhe seja induzida, podemos é não ter sensibilidade suficiente para a notar duma forma consciente/macroscópica. A título de exemplo vide URL: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21266543
        Como tal, comparar o par mosquito/humano ao par asteróide/terra não é correcto.

        Cumprimentos.

        • Caro Filipe S.
          Claro que não é correcto comparar o par mosquito/humano ao par asteróide/terra porque o par mosquito/humano tem uma relacão de forças, apesar de minúscula e praticamente negligenciável, ainda assim imensamente superior ao par asteróide/terra.
          Portanto, se quando consideradas todas as forças a influencia gravítica de um mosquito não nos influencia, a do asteróide muito, mas muito, muito menos!
          Foi só isso que quiz explicar ao senhor Zorro.

Um “caixão” nuclear da Guerra Fria pode estar prestes a colapsar

Durante a Guerra Fria, os EUA lançaram 67 bombas atómicas nas Ilhas Marshall, no oceano Pacífico. No fim nos anos 70, os detritos expostos à radiação nas seis ilhas foram transportados para um poço gigante …

App usada para ler dados biométricos de europeus no Reino Unido pode ser pirateada

A aplicação digital criada pelo governo britânico para recolher dados biométricos dos europeus candidatos ao estatuto de residente no Reino Unido, obrigatório depois do Brexit e pedido por 210 mil portugueses, pode ser pirateada, alertou …

Bruxelas abre processo de infração contra Reino Unido por não nomear comissário europeu

A Comissão Europeia anunciou esta quinta-feira a abertura de um procedimento de infração contra o Reino Unido por este Estado-membro, que está em processo de saída da União Europeia (UE), não ter nomeado um comissário. “Enquanto …

Urgência pediátrica do Garcia de Orta encerra à noite a partir de segunda-feira

O serviço de urgência pediátrica do Hospital Garcia de Orta, em Almada, vai fechar à noite a partir de segunda-feira, disse a ministra da Saúde, que prolongou o horário de duas unidades de saúde para …

Hipercarro elétrico da Aspark pulveriza recorde de aceleração

O novo hipercarro elétrico Aspark Owl vai começar a sua produção já no próximo ano e conta já com o recorde de aceleração. O carro vai dos 0 aos 100 km/h em 1,69 segundos. Depois de …

Pelé desafia Ronaldo a bater o seu recorde de 1.283 golos

O ex-futebolista internacional brasileiro Pelé desafiou esta quinta-feira o avançado português Cristiano Ronaldo a superar o seu recorde de 1.283 golos. “Espero que, com a quantidade de golos que já marcou, e foram muitos, tenha saúde …

A automatização pode acabar com 800 milhões de empregos em cerca de 15 anos

Uma análise do Bank of America Merrill Lynch revelou que cerca de 800 milhões de empregos podem desaparecer em todo o mundo até 2035. Esse resultado deve-se à diminuição do custo de automatização. Segundo noticiou o …

Portugueses que ganham até 660 euros mensais podem ficar isentos de IRS em 2020

Os portugueses que auferem até 660 euros mensais, num total de 14 meses, alcançando um máximo anual de 9.224,2 euros podem ficar isentos de IRS em 2020, avança o Jornal de Negócios. De acordo com o …

Milhares de aves encontradas mortas junto a lago na Índia. Desconhecem-se ainda as razões

No passado domingo, 2.400 pássaros - incluindo 20 espécies migratórias - foram encontrados mortos perto do Sambhar Salt Lake, na Índia. Os locais alertaram as autoridades florestais, que esperam os resultados das análises para determinar …

João Félix deve regressar aos relvados na próxima semana

O internacional português João Félix deve regressar aos relvados na próxima semana e pode mesmo vir a ser opção do Atlético de Madrid para o jogo frente ao Granada, marcado para o próximo dia 23 …