Urso de Ouro de Berlim para “Táxi”, do iraniano dissidente Jafar Panahi

AslanMedia / Flickr

O cineasta iraniano dissidente Jafar Panahi

O cineasta iraniano dissidente Jafar Panahi

O 65.º Festival de Cinema de Berlim, sensível a questões políticas, coroou hoje o cineasta iraniano dissidente Jafar Panahi, proibido de trabalhar no Irão e de viajar para o estrangeiro, atribuindo o Urso de Ouro ao seu filme “Táxi”.

Na ausência do cineasta, o maior prémio da Berlinale foi recebido pela sua sobrinha, Hana Saeidi, atriz no filme.

“Sou incapaz de dizer o que quer que seja. Estou demasiado comovida“, disse a rapariga, de lágrimas nos olhos, brandindo o troféu.

O presidente do júri, o realizador norte-americano Darren Aronofsky, declarou, por sua vez, que “os constrangimentos obrigam muitas vezes os contadores de histórias a fazer as suas melhores obras, mas esses limites podem por vezes ser tão opressores que destroem um projeto ou afundam a alma do artista”.

Contudo, “em vez de deixar que lhe destruam o espírito e de o abandonar, em vez de se deixar invadir pela ira e pela frustração, Jafar Panahi escreveu uma carta de amor ao cinema“, sublinhou, acrescentando que o seu filme está “cheio do amor que ele transmite à sua arte, à sua comunidade, ao seu país e ao seu público”.

Muito aplaudido na Berlinale, “Táxi” é uma crónica da sociedade iraniana, através das deambulações de um motorista de táxi pelas ruas de Teerão, papel desempenhado pelo próprio realizador.

Os seus passageiros, iranianos, dizem muito sobre o seu país, cuja alma Jafar Panahi se esforça por captar.

Depois de “Isto não é um filme” e “Pardé”, esta é a terceira longa-metragem que Panahi realiza desafiando as autoridades iranianas, desde que foi preso em 2010, quando preparava um filme sobre as manifestações contra a contestada reeleição do então Presidente, Mahmud Ahmadinejad, em 2009.

Condenado a seis anos de prisão e 20 anos de proibição de realizar filmes e de viajar, o cineasta recuperou a liberdade, mas uma liberdade precária que lhe permite filmar clandestinamente sem, contudo, poder sair do Irão.

Observador politicamente empenhado da sociedade, Jafar Panahi, de 54 anos, é um ‘habitué’ da Berlinale: recebeu o Grande Prémio do Júri em 2006, com “Fora-de-Jogo”, e o prémio de melhor argumento em 2013, com “Pardé”.

No ano passado, o Urso de Ouro foi para o ‘thriller’ chinês “Black Coal, Thin Ice”, de Diao Yinan.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Pela primeira vez, uma astronauta corrige página da Wikipédia a partir do Espaço

Pela primeira vez na história da Humanidade, a astronauta norte-americana Christina H. Koch fez a edição de uma página da Wikipedia na Internet a partir da Estação Espacial Internacional (EEI), enquanto orbitava o planeta Terra. A …

Rover Mars 2020 vai procurar fósseis microscópicos

Cientistas do rover Mars 2020 da NASA descobriram o que poderá ser um dos melhores locais para procurar sinais de vida antiga na Cratera Jezero, onde o veículo vai pousar no dia 18 de fevereiro …

MP quer passar a ouvir todas as crianças expostas a violência doméstica

A procuradora-geral da República quer que os magistrados do Ministério Público peçam sempre ao juiz de instrução criminal que as crianças expostas a violência doméstica sejam ouvidas em tribunal para memória futura. A procuradora-geral da República, …

Greta Thunberg no Parlamento entre final do mês e início de dezembro

A ativista sueca aceitou participar numa sessão na Assembleia da República, em Lisboa, promovida pela comissão parlamentar de Ambiente, Energia e Ordenamento do Território, que se realizará entre o final deste mês e início de …

Phineas Fisher. O "hacker fantoche" que está a pagar para piratearem bancos e petrolíferas

Phineas Fisher é um hackers mais infames do mundo e procura agora renovar esse estatuto ao oferecer 100 mil dólares a quem piratear instituições capitalistas, como bancos e empresas petrolíferas. O hacker ficou conhecido após ter …

Conselho Superior da Magistratura arquiva processo disciplinar a Carlos Alexandre

O Conselho Superior da Magistratura decidiu arquivar o processo disciplinar relativo ao juiz do Tribunal de Instrução Criminal por declarações sobre o sorteio da fase de instrução do processo Operação Marquês. "O plenário de hoje do …

Jardins e complexo de estufas descobertos num dos bunker de Hitler

Um grupo de especialistas descobriu jardins e um complexo de estufas, que serviu para cultivar legumes e frutas, num dos maiores quartéis generais de Adolf Hitler durante a II Guerra Mundial, o bunker conhecido como …

Ataque a Alcochete. Advogados pedem impugnação do auto de notícia da GNR

Uma discrepância nas datas de elaboração e de assinatura do auto de notícia que relata a invasão à academia do Sporting motivou, esta terça-feira, a apresentação de um requerimento de impugnação subscrito por vários advogados. No …

Japão diz que é seguro libertar água radioativa de Fukushima no Pacífico

O Ministério da Economia, Comércio e Indústria do Japão afirmou esta segunda-feira que é seguro libertar água contaminada de Fukushima no Oceano Pacífico, de acordo com o jornal local Japan Today. A central nuclear, recorde-se, sofreu …

Dez autarcas e quatro clubes entre os 68 acusados na operação Ajuste Secreto

O Ministério Público da Feira deduziu acusação contra 68 arguidos, incluindo dez autarcas e ex-autarcas, quatro clubes desportivos e os seus respetivos presidentes, no âmbito da operação "Ajuste Secreto". Numa nota publicada no seu site oficial, …