Um terço das urgências de obstetrícia do Amadora-Sintra não cumpre mínimos

Pelo menos um terço das urgências de ginecologia e obstetrícia do hospital Amadora-Sintra foram asseguradas por equipas sem o número mínimo de profissionais exigido, levando à transferência de grávidas, revelou o bastonário da Ordem dos Médicos.

“No mês de julho, dos 62 períodos de urgência, 20 não tiveram sequer a equipa mínima que é recomendada pelo colégio de especialidade, o que significa que, nalguns casos, a situação é dramática”, afirmou Miguel Guimarães aos jornalistas, no final de uma visita ao Hospital Fernando Fonseca, na Amadora, na sequência da ameaça de demissão das chefes de equipa do serviço de urgência por falta de condições de segurança clínica.

O bastonário deu como exemplo o dia 14 de julho, em que o serviço de urgência na área de ginecologia e obstetrícia esteva a ser assegurado por uma especialista acompanhada por uma jovem interna e um médico de clínica geral.

“Não é possível num hospital que serve uma população de quase 600 mil habitantes, que tem uma atividade do serviço de urgência enorme, ter uma equipa abaixo dos mínimos”, salientou o bastonário.

A médica Teresa Matos, uma das chefes da equipa de ginecologia e obstetrícia do hospital, revelou que em todas as situações que o serviço esteve a funcionar com equipas abaixo do mínimo, várias grávidas tiverem de ser transferidas para outros hospitais.

Questionada sobre se os médicos vão mesmo avançar para a demissão, a especialista — que é também coordenadora do bloco de partos – disse que estão “à espera de ver quais são as respostas, as soluções” que vão ser apresentadas e está marcada uma reunião para decidir uma posição comum para dia 14.

Miguel Guimarães defendeu que o serviço precisa “com urgência” de mais cinco especialistas: “é uma emergência mesmo, porque, caso contrário, pode acontecer que a equipa de obstetrícia e ginecologia não possa funcionar em determinados dias”.

Teresa Matos lembrou ainda que o serviço tem “um corpo clínico envelhecido”. Dos 17 especialistas que fazem urgência, nove têm mais de 55 anos, dois têm 54, o que faz com que nada possa garantir que os médicos não apresentem, no próximo mês, uma recusa em fazer noites ou mesmo as urgências. Dos sete especialistas que têm menos de 50 anos, dois estão de licença de maternidade, observou ainda.

Segundo o bastonário, o Amadora-Sintra foi identificado pelo colégio de especialidade de Obstetrícia e Ginecologia com um dos três hospitais do país com mais carências nesta área, juntamente com os hospitais de Braga e de Faro.

Para Miguel Guimarães, os médicos que asseguram este serviço de urgência “têm sido uns heróis, porque multiplicam urgência, atrás de urgência, mas sentem que na realidade a segurança clínica pode estar em causa”. No entanto, ressalvou, “a população pode recorrer tranquilamente a este hospital”.

Miguel Guimarães lembrou que estes médicos deram 15 dias (até meio de agosto) para que sejam feitas novas contratações e advertiu que, “se isso não acontecer, eles não podem continuar a assumir a responsabilidade”.

Na sua opinião, essa responsabilidade deve ser atribuída aos políticos, já que são estes os “responsáveis por aquilo que está a acontecer” e “não os médicos”, que “dão o máximo no sentido do dever e de defender a causa pública”. “O limite está a ser ultrapassado”, concluiu.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

A Rússia criou a arma mais mortífera da história. Foi há 72 anos

Comummente conhecida por AK-47, a espingarda Kalashnikov foi responsável por milhões de mortes durante a nossa História, sendo uma das armas mais populares do mundo e a mais fabricada pela indústria de armamento. Segundo o The Conversation, …

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …

Pombos estão a perder dedos ou patas por causa da poluição

Basta passar algum tempo na praça de uma cidade para ver que alguns pombos têm patas feridas ou dedos em falta. Embora possamos pensar que isto é causado por algum vírus ou pelos eventuais desentendimentos …

Descoberto no Japão fóssil de pássaro com 120 milhões de anos

O fóssil de um pássaro do Cretáceo recentemente descoberto no Japão pode levar os cientistas a repensarem alguns detalhes sobre a evolução do voo. Há cerca de 120 milhões de anos, um pássaro com o tamanho …

Irão corta acesso à Internet após protestos contra a subida do preço da gasolina

O Irão cortou o acesso à internet no sábado, após os protestos contra o aumento do preço da gasolina, que provocaram fortes confrontos entre manifestantes e forças de segurança. O Irão cortou o acesso à internet …

A maior parte das Testemunhas de Jeová não apresenta queixa em caso de abuso sexual. Mas uma nova lei pode alterar essa realidade

Em casos de abuso sexual dentro organização religiosa Testemunhas de Jeová, a maior parte das vítimas não acusa os agressores por receio de serem excluídas, revelou um artigo da Vice. Agora, uma nova lei norte-americana, …

Hong Kong. Agente atingido por flecha e operação policial reforçada com canhão de água

Um polícia foi atingido numa perna por uma flecha lançada por manifestantes antigovernamentais e pró-democracia, informaram as forças de segurança, que reforçaram a operação no local com um canhão de água. Um polícia foi atingido …

Príncipe André nega ter abusado sexualmente de jovem de 17 anos

O príncipe André, filho de Isabel I, é acusado de ter abusado sexualmente de Virginia Giuffre, uma jovem que na altura tinha 17 anos. O caso remonta ao dia 10 de março de 2001 e, este …

FC Porto tira pão da boca ao Sporting ao desviar central brasileiro

Os 'dragões' podem estar perto de chegar a acordo para a transferência de Gustavo Henrique. O central do Santos estava em negociações com o Sporting, mas uma forte investida do FC Porto, pode ter mudado …