Um Rembrandt mais detalhado do que nunca graças a fotografia de 717 gigapixéis

A Ronda da Noite, de Rembrandt, está mais detalhada do que nunca, graças à fotografia de maior resolução de uma obra de arte alguma vez criada. 

O Rijksmuseum, em Amesterdão, divulgou aquela que garante ser a fotografia de maior resolução de uma obra de arte alguma vez criada.

A fotografia obtida é quatro vezes mais nítida do que a da sua predecessora, publicada há cerca de 18 meses.

O trabalho permite ampliar as mais pequenas partículas de pigmento da pintura, graças à resolução de 717 gigapixéis, sendo que cada pixel representa uma área de 0,005 milímetros quadrados.

Com uma distância entre pixeis de apenas 5 micrómetros, e cada pixel em si representando um espaço menor do que um glóbulo vermelho, existe agora uma quantidade de detalhes nunca antes vista, escreve o New Atlas.

A imagem completa tem 8.439 fotografias individuais de 5,5 por 4,1 centímetros e vai ajudar no trabalho de restauro da obra-prima. A equipa usou uma câmara especial e recorreu à Inteligência Artificial (IA) para juntar todas as fotografias mais pequenas e formar a grande imagem final.

A fotografia, disponível no site do Rijksmuseum, foi feita no âmbito do trabalho de investigação e restauro da pintura, que se iniciou em 2019.

O projeto de restauro e investigação de A Ronda da Noite é o maior e mais ambicioso de sempre da história do Rijksmuseum.

A pintura a óleo é uma das mais famosas de Rembrandt.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.