Formigas presas há anos num bunker nuclear tornaram-se canibais para sobreviver

Wojciech Czechowski

Uma “colónia” de um milhão de formigas canibais presas há anos num bunker nuclear escaparam, anunciaram cientistas da Polónia.

As formigas, que não tinham outra fonte de alimento além de os seus companheiros mortos, foram descobertas em 2013.

Eram compostas apenas por formigas operárias, o que significa que não se podiam reproduzir. Porém, o seu número continuou a crescer – o que era um mistério.

De acordo com o estudo publicado na semana passada na revista especializada Journal of Hymenoptera Research, os investigadores analisaram a colónia para entender como funcionava e instalaram uma rota de fuga para ver se os seus membros deixariam asua casa se tivessem essa a opção.

A equipa, liderada por Wojciech Czechowski, do Museu e Instituto de Zoologia e da Academia Polaca de Ciências, estava a realizar uma pesquisa com morcegos que moravam num bunker nuclear soviético abandonado quando encontraram as formigas que moravam num antigo bunker onde armas eram mantidas.

De acordo com o Newsweek, as formigas não tinham acesso ao mundo exterior e pareciam ter vindo de um ninho posicionado sobre um cano de ventilação. Quando as formigas caíram no cano, ficaram no bunker.

No entanto, depois de voltar ao local dois anos depois, os cientistas descobriram que a colónia tinha crescido, apesar de não haver fonte de alimento, calor e luz. Uma estimativa da população sugeria que havia centenas de milhares, senão mesmo um milhão de formigas a viver no bunker.

As formigas são conhecidas por construir colónias em lugares incomuns. Já foram encontrados ninhos no chassi de um carro e dentro de uma caixa de madeira em completa escuridão. No entanto, em todos os outros casos, as formigas eram capazes de ir e vir.

“As massas de formigas-operárias presas no bunker não tinham escolha“, escreveu a equipa. “Estavam apenas a sobreviver e a continuar as suas tarefas sociais nas condições estabelecidas pelo ambiente extremo”.

Os cientistas decidiram analisar o seu comportamento. Instalaram um calçadão que levava a outro tubo de ventilação que as formigas podiam usar para escapar. Um ano depois, regressaram e descobriram que a colónia tinha desaparecido quase completamente.

Depois de ter uma rota de fuga, as formigas parecem ter regressado ao ninho original. Ao cair no tubo de ventilação, conseguiram voltar, sendo que o abrigo estava “deserto”.

A equipa inspecionou os cadáveres que foram deixados para trás e encontrou marcas de mordida e buracos, principalmente no abdómen. Segundo os investigadores, isso prova que as formigas estavam a comer os companheiros de ninho para sobreviver.

“A sobrevivência e o crescimento da colónia ao longo dos anos, sem produzir filhos, foi possível devido ao suprimento contínuo de novas formigas do ninho superior e à acumulação de cadáveres de companheiros de ninho”, concluiu a equipa. “Os cadáveres serviram como uma fonte inesgotável de alimento, o que permitiu a sobrevivência das formigas presas em condições extremamente desfavoráveis”.

Os cientistas disseram ainda que este caso mostra que as formigas conseguem manter a auto-organização “mesmo em condições que vão muito além dos limites de sobrevivência da espécie”. auto-organização “mesmo em condições que vão muito além dos limites de sobrevivência da espécie”, acrescentaram.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Isto está tão bem explicado que não percebo se percebi.

    As formigas não se reproduziram, apenas havia um cano por onde iam caindo as formigas da colónia. Depois de caírem por esse cano para dentro do bunker já não conseguiam sair. Sobreviviam comendo outras formigas. Não percebi se comiam outras formigas só depois destas morrerem ou se também as matavam para as comer.

    Não havia escolha.
    Não há nenhum caso de organização.
    Apenas pura sobrevivência.

    Se percebi bem, não há aqui nenhum caso de formigas a construirem colónias em lugares incomuns nem nenhuma conclusão científica a retirar da história..

  2. Este artigo não faz qualquer sentido! Então, na impossibilidade de se reproduzirem, caíram mais de um milhão de formigas no buraco, para além das que obviamente foram necessárias para alimentar esse milhão?

RESPONDER

Entre críticas a Rio e Marcelo, Ventura teve um drive-in com música de baile (e comparou-se a Sá Carneiro)

Ventura demarcou-se dos insultos de apoiantes à comunicação social, mas não admitiu que o seu mandatário os incentivou, chamando “inimigos” aos jornalistas. Terminou o dia num comício na praia de Leça da Palmeira mas em …

Governo Regional da Madeira garante que aumento de casos se deve às celebrações de fim de ano

O presidente do Governo da Madeira afirmou que o aumento de casos de covid-19 registado nos últimos dias na região é resultado das celebrações do fim do ano, assegurando fiscalização mais apertada nos bares aos …

Novo máximo diário com 218 mortes. Morre uma pessoa com covid-19 a cada 7 minutos

Portugal contabilizou esta terça-feira 218 mortes, um novo máximo de óbitos em 24 horas, relacionados com a covid-19, e 10.455 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Quase metade das …

Ana Gomes teme que processos BES e Operação Marquês acabem como o dos submarinos

A candidata presidencial Ana Gomes disse ontem temer que processos como os do BES e da Operação Marquês terminem como o dos submarinos, em que considerou que se "trabalhou para a prescrição". Na conversa online que …

Recuperação só em 2022, disse Vestager. Leão quer aprovação rápida dos planos para a UE

A vice-presidente executiva da Comissão Europeia, Margrethe Vestager, afirmou que a recuperação europeia só será "sentida como tal" em 2022, mas que no outono já poderão ser visíveis alguns sinais, caso a vacinação contra a …

Marcelo aprova novas medidas e anuncia reunião com especialistas para discutir situação das escolas

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, assinou esta terça-feira o decreto do Governo que altera a regulamentação do estado de emergência devido à pandemia de covid-19 e anunciou uma reunião com especialistas na …

Jerónimo na campanha de João Ferreira para homenagear os que "se levantaram contra o fascismo"

O candidato presidencial comunista contou com a presença do secretário-geral do PCP, esta segunda-feira, na Marinha Grande, que destacou a importância de lutar contra os atuais "traços de regressão democrática". Durante uma ação na Escola Secundária …

Gilberto, Vertonghen, Grimaldo, Diogo Gonçalves e Waldschmidt infetados

Os futebolistas do Benfica Gilberto, Vertonghen, Grimaldo, Diogo Gonçalves e Luca Waldschmidt são os mais recentes casos positivos ao novo coronavírus no plantel do Benfica, informou esta terça-feira o clube da Luz. “O Sport Lisboa e …

Hospital de Portalegre abre inquérito a morte de doente que esteve 3 horas em ambulância

O hospital de Portalegre vai abrir um inquérito para apurar as circunstâncias da morte de um octogenário, na noite de segunda-feira, na área dedicada aos doentes respiratórios, depois de estar quase três horas numa ambulância, …

"Não somos heróis". Há quartéis que podem fechar se não houver vacinas para os bombeiros

O presidente da Associação Nacional de Bombeiros Profissionais (ANBP), Fernando Curto, disse que se o número de bombeiros infetados com covid-19 continuar a este ritmo muitos quartéis podem ter de encerrar. "As carrinhas de transporte de …