A última celebração nesta catedral acabou em confrontos. Quase 500 anos depois, volta a celebrar missa

A Catedral de São Pedro de Genebra celebra este sábado a primeira missa católica em quase 500 anos, depois de ter sido transformada pela Reforma no grande templo internacional dos protestantes, num gesto simbólico pelo ecumenismo, adiantou a AFP.

A última missa na Catedral de São Pedro aconteceu em 1535 e terminou em confrontos, com os clérigos expulsos e o edifício espoliado de estátuas e objetos de cultos, símbolos da idolatria. No ano seguinte a Reforma haveria de triunfar em Genebra, que permanece como o grande centro de reunião internacional do protestantismo.

No sábado, pelas 18h30 locais (17h30 em Lisboa), a primeira missa em quase cinco séculos vai decorrer sob o signo da “hospitalidade e do reconhecimento”, graças a um convite carregado de simbolismo da igreja protestante de Genebra à igreja católica local, que ocupou o local por mais de um milénio até ter sido despejada.

A iniciativa pretende levar o ecumenismo um pouco mais longe do que os clássicos encontros inter-religiosos. “Será uma missa católica num templo protestante”, disse o abade Pascal Desthieux, vigário episcopal de Genebra, que vai presidir ao ofício.

A Catedral de São Pedro, igualmente lugar de acolhimento de numerosas cerimónias locais e nacionais laicas suíças, “é um local emblemático para todos os habitantes de Genebra”, sublinhou, referindo o entusiasmo da comunidade católica.

As igrejas próximas não vão celebrar missas nessa tarde para levar os fiéis a convergir para São Pedro.

O culto protestante retoma o seu curso no domingo, com os tradicionais ofícios da manhã e da tarde, num edifício onde se encontra a cadeira do pai fundador da Reforma, João Calvino, ao lado do memorial de grandes nomes da fundação do protestantismo, como o soldado-poeta francês Agrippa D’Aubigné, que morreu em Genebra em 1630.

“Nós queremos avançar pela via da reaproximação, escolhendo claramente a confiança em vez da desconfiança”, com um “gesto importante” num “local importante simbolicamente”, sublinhou o pastor Emmanuel Fuchs, presidente da igreja protestante de Genebra. “Não podemos ficar prisioneiros da leitura histórica. A História deve ser um pedestal que nos suporta, não um espartilho”, sublinhou.

Numa cidade onde o catolicismo voltou a ser a principal religião, responsáveis protestantes e católicos sublinham que as duas igrejas trabalham localmente em conjunto há muito tempo, tendo, por exemplo, capelães comuns para os doentes ou para os presos.

A estrita separação entre Estado e Igreja, que prevalece em Genebra, ao contrário de outros cantões suíços, também pressiona à reaproximação, refere a AFP. Apesar de recolher a aceitação de uma maioria da comunidade protestante e das suas instituições, a iniciativa de hoje não deixa de ser sensível.

Roma resiste a reconhecer os reformistas enquanto igreja e entre os protestantes ainda permanece uma desconfiança face ao Vaticano, encarando o papado como uma instituição autoritária.

Os responsáveis religiosos da cidade de Genebra procuram evitar que a iniciativa seja encarada como uma “reconquista” católica em terras de Calvino.

“Seguramente que é uma iniciativa que surpreendeu algumas pessoas, desiludiu outras, e outras podem mesmo ter ficado zangadas”, reconheceu o pastor Fuchs, que acrescentou que a igreja protestante tem “hábitos de debate” e toma decisões “de forma democrática”, referindo acreditar num “largo consenso”, ainda assim.

“Não se trata de maneira nenhuma em tentar recuperar a catedral. Já temos a nossa basílica e grandes igrejas. Não há qualquer agenda escondida”, garantiu o abade Desthieux.

Numa mensagem a ser transmitida no início da missa, o clérigo católico conta reconhecer e agradecer aos seus “irmãos protestantes” o acolhimento, aproveitando para pedir perdão em nome dos católicos por terem “desconsiderado, julgado mal e condenado” os protestantes.

Fuchs, por seu lado, disse estar confiante que a igreja católica vai celebrar essa missa “com toda a inteligência e a subtileza que o lugar e momento impõem”.

Se a iniciativa será repetida, isso fica pendente de uma avaliação “aos frutos” da missa de hoje, acrescentou.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Chega apresenta proposta que prevê castração química para pedófilos

O projeto de revisão constitucional do Chega, entregue hoje no parlamento, prevê a remoção dos órgãos genitais a criminosos condenados por violação de menores, algo que em si mesmo encerra dúvidas de conformidade com a …

Fluminense: as derrotas pós-Evanilson e as quatro ausências de Fred

O reforço do FC Porto deixou a equipa brasileira que, desde essa transferência, contabiliza mais derrotas do que vitórias. A instabilidade de Fred não ajuda. Portugal continua mais atento ao Flamengo do que ao Fluminense, mesmo …

MP suíço pede 28 meses de prisão para presidente do PSG e 3 anos para Valcke

O Ministério Público suíço pediu, esta terça-feira, uma pena de 28 meses de prisão para Nasser Al-Khelaïfi, presidente do Paris Saint-Germain, e de três anos para Jérôme Valcke, antigo número dois da FIFA. Trata-se dos primeiros …

Empresa japonesa cria lâmpada UV inócua para humanos que inativa coronavírus

Uma empresa japonesa desenvolveu uma lâmpada de radiação ultravioleta que inativa o novo coronavírus, recorrendo a um comprimento de onda que um estudo científico diz ser inócuo para os seres humanos. A lâmpada Care 222 foi …

Trump pede à ONU atribuição de sanções à China por ter "ocultado factos relevantes"

O Presidente dos EUA, Donald Trump, exortou hoje as Nações Unidas a “pedirem responsabilidades à China” pela sua atuação na fase inicial da expansão da pandemia de covid-19. Na sua intervenção durante o debate geral da …

Há um "clima de medo e insatisfação" nas Forças Armadas, diz Associação de Sargentos

O presidente da Associação Nacional de Sargentos (ANS), Lima Coelho, disse à Rádio Renascença que se vive um "clima de medo e insatisfação nas Forças Armadas", que inclui ameaças, avaliações injustas, demora excessiva das reclamações …

Teletrabalho e questões ambientais são prioridade para o PS no início da sessão legislativa

A líder parlamentar do PS afirma que duas das principais prioridades da sua bancada no início da presente sessão legislativa vão passar pela regulamentação do teletrabalho e pela aprovação de uma lei de bases do …

Justiça alemã abre novo inquérito contra suspeito do desaparecimento de Maddie

A justiça alemã abriu um novo inquérito contra o principal suspeito do desaparecimento de Maddie McCann, relativo à violação de uma jovem irlandesa, em 2004, anunciou, esta terça-feira, o procurador de Brunswick. "Posso confirmar que investigamos …

Mais de metade dos portugueses acredita que os fundos europeus vão ser mal geridos

Mais de metade dos portugueses (60,6%) acredita que os fundos europeus que Portugal vai receber para fazer face à pandemia vão ser mal geridos, revela uma sondagem da Intercampus para o Jornal de Negócios e …

CMVM avança com suspensão de ex-secretário de Estado da Energia da OMIP

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) notificou, esta segunda-feira, o ex-secretário de Estado da abertura de um processo para a sua suspensão da administração da OMIP, alegando "dúvida fundada" quanto à adequação aos …