UE vai suspender importações de empresas envolvidas no escândalo de carne no Brasil

196

Valter Campanato / Agência Brasil

O presidente interino do Brasil, Michel Temer

O presidente interino do Brasil, Michel Temer

A Comissão Europeia garantiu esta segunda-feira que está a acompanhar a investigação a fraudes, envolvendo produtos animais de consumo, e que todas as empresas envolvidas estão impedidas de exportar para a União Europeia.

“A Comissão está informada sobre a investigação que decorre no Brasil e pediu, na sexta-feira, clarificações às autoridades brasileiras”, disse o porta-voz do executivo comunitário para a saúde, Enrico Brívio, na conferência de imprensa diária.

Bruxelas, adiantou, “garantirá que todas as empresas envolvidas na fraude estão impedidas de exportar para a UE“, adiantando que a Comissão pediu aos Estados-membros para aumentarem os controlos sobre a carne vinda do Brasil.

Na sexta-feira, a Polícia Federal brasileira começou a cumprir 309 mandados judiciais em seis Estados e no Distrito Federal, numa operação que investiga o envolvimento de fiscais do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA) e empresários do setor num esquema de facilitação de licenças e fiscalização irregular de frigoríficos.

No domingo, o Presidente do Brasil, Michel Temer, garantiu que a carne brasileira é segura e que a organização que adulterava estes produtos já foi desmantelada e que se tratou de um caso “pontual”.

Temer recebeu esta segunda-feira, numa reunião de emergência, cerca de 20 embaixadores de países que figuram entre os 150 importadores de carnes brasileiras, para responder a dúvidas suscitadas pelo caso que envolve uma organização criminosa que adulterava esses produtos, tanto para o mercado local, como externo.

Durante o encontro, que decorreu no palácio presidencial do Planalto, em Brasília, o Presidente brasileiro garantiu que as investigações permitiram desmantelar um “pequeno” grupo e sublinhou os rigorosos controlos aplicados a carnes brasileiras, “que foram reconhecidos por todos os importadores”.

Temer precisou que, de 4.837 empresas do sector da carne, apenas 21 estão sob suspeita e que cerca de 30 dos mais de dez mil funcionários de fiscalização sanitária do país estão implicados no escândalo.

O Brasil é o maior exportador mundial de carne bovina e de frango, e o quarto no segmento de carne de porco, com as vendas externas destes três setores a representar no ano passado 7,2% desse comércio, na ordem dos 11,6 milhões de dólares (cerca de 3,5 milhões de euros).

De acordo com a polícia federal, funcionários públicos eram subornados por diretores de empresas para darem aval a carnes com prazos de validade já ultrapassados, mas adulteradas.

Entre as práticas, foi comprovado o uso de químicos para melhorar o aspeto das carnes, a falsificação de etiquetas com a data de validade ou a inclusão de alimentos não adequados para consumo na elaboração de enchidos.

Outros 21 estabelecimentos estão sob investigação e o Ministério da Agricultura afastou 33 funcionários por envolvimento no esquema.

// Lusa

RESPONDER

Tomate na horta

Legumes biológicos podem transformar-se em vacinas

A criação de hortas caseiras ou a participação em hortas urbanas pode ajudar os legumes a "adaptarem-se" à poluição e a funcionarem como "vacinas", defende o especialista espanhol em agricultura biológica Mariano Bueno. "Defendo hortas em …

Polícia identifica terrorista de Londres como Khalid Masood, de 52 anos

Polícia identifica terrorista de Londres como Khalid Masood, de 52 anos

O terrorista que ontem matou três pessoas e deixou 40 feridos em Londres, antes de ser abatido pela polícia, foi identificado como Khalid Masood, de 52 anos, informou esta quinta-feira a Scotland Yard. A Polícia Metropolitana …

Edifício da Câmara Municipal de Lisboa

Envelope que provocou indisposição a funcionária não tinha substâncias tóxicas

O envelope remetido à Câmara Municipal de Lisboa e que levou uma funcionária a sentir-se indisposta e receber assistência hospital não continha qualquer substância tóxica ou perigosa, disse fonte da Polícia Judiciária. A mesma fonte indicou …

.

Polícia belga detém homem que tentava conduzir contra multidão em Antuérpia

A polícia belga deteve, esta quinta-feira, um homem que tentava conduzir a alta velocidade contra uma multidão na zona comercial Meir, em Antuérpia, no norte da Bélgica, informou a polícia. O condutor não parou num sinal …

O ex-ministro Armando Vara

Vara não se lembra de ter falado com Sócrates sobre a CGD

"Não me lembro de ter falado com o engenheiro Sócrates sobre a CGD", disse o antigo administrador da Caixa Geral de Depósitos, Armando Vara, durante a sua audição na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) à …

-

Ex-deputado russo crítico de Putin foi morto a tiro em Kiev

O ex-deputado comunista russo Denis Voronenkov foi assassinado nesta quinta-feira a tiros junto a um hotel no centro de Kiev, informou o chefe da Polícia da capital ucraniana, André Krischenko. Em declarações ao canal de televisão …

Os três pastorinhos de Fátima

O Papa aprovou o milagre. Francisco e Jacinta já são Santos

O Papa Francisco aprovou, nesta quinta-feira, o milagre que permite a canonização dos beatos Francisco e Jacinta Marto, os Pastorinhos de Fátima. O anúncio foi feito no site oficial da sala de imprensa da Santa Sé …

O governador do banco de Portugal, Carlos Costa

Banco de Portugal segurou Ricardo Salgado no BES recusando retirar-lhe a idoneidade

A administração do Banco de Portugal foi contra a opinião dos técnicos da instituição reguladora que defendiam a retirada de idoneidade a Ricardo Salgado, mantendo, assim, o banqueiro à frente do BES. A notícia é avançada …

O búlgaro Dinko Valev tornou-se uma "celebridade" nacional

Búlgaro comprou helicóptero militar para "caçar refugiados"

Dinko Valev é conhecido por dedicar os seus tempos livres a perseguir migrantes na fronteira com a Turquia. Agora, o "superherói" búlgaro comprou um helicóptero militar para impedir que "jiadistas", disfarçados de refugiados, entrem no …

Polícia britânico em vigilância a Whitehall após o atentado terrorista junto ao parlamento britânico, em Londres

Atacante de Londres era britânico e foi investigado. Estado Islâmico reivindica

A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, revelou hoje que o autor do ataque de quarta-feira ao parlamento era de nacionalidade britânica e já tinha sido investigado pelos serviços secretos por ligações à violência extrema. Perante …