UE e EUA reforçam sanções contra a Rússia

Thomas Hawk / Flickr

O Presidente da Rússia, Vladimir Putin

O Presidente da Rússia, Vladimir Putin

A União Europeia e os Estados Unidos reforçaram hoje as sanções impostas à Rússia pelo seu papel na crise na Ucrânia.

Na UE, segundo fontes diplomáticas citadas por agências internacionais, 15 nomes de responsáveis russos e ucranianos foram adicionados à lista de mais de 50 personalidades impedidas de obter vistos para território europeu e sujeitas ao congelamento de bens que tenham em países europeus.

A decisão foi tomada ao nível dos embaixadores dos 28 junto da UE, numa reunião extraordinária, e os novos nomes da lista serão publicados no jornal oficial da UE, em princípio na terça-feira.

Nos Estados Unidos, as sanções foram alargadas a sete novos responsáveis e 17 empresas russas com ligações ao círculo mais próximo do presidente russo, Vladimir Putin.

Washington decidiu também tornar mais rigorosos os critérios para a emissão de licenças de exportação de produtos de alta tecnologia de uso militar, segundo um comunicado divulgado em Manila, onde o presidente, Barack Obama, está em visita oficial.

“Os Estados Unidos tomaram novas medidas hoje em resposta à intervenção ilegal da Rússia na Ucrânia e aos atos provocatórios que debilitam a democracia ucraniana e ameaçam a sua paz, segurança, estabilidade, soberania e integridade territorial”, lê-se no texto.

“O envolvimento da Rússia nos recentes atos de violência no leste da Ucrânia é inquestionável”, acrescenta o texto, sustentando que a Rússia nada fez para aplicar o acordo assinado com a Ucrânia, a UE e os Estados Unidos em Genebra.

As sanções norte-americanas, que se sucedem a um primeiro conjunto decidido no início de março, visam entre outros responsáveis Oleg Belantsev, nomeado em março enviado do presidente Vladimir Putin para a Crimeia, Dmitri Kozak, vice-primeiro-ministro, e Serguei Chemezov, diretor do programa estatal de produção e exportação de tecnologia.

Resposta da Rússia

A Rússia prometeu hoje dar uma resposta “dolorosa” às novas sanções anunciadas pelos Estados Unidos contra sete responsáveis políticos e 17 empresas russas pelo envolvimento de Moscovo na crise na Ucrânia.

“Vamos responder, com certeza”, afirmou o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Serguei Riabkov, citado pelas agências russas.

“Estamos certos de que essa resposta terá um efeito doloroso para Washington”, acrescentou.

O vice-ministro escusou-se a dar pormenores, mas afirmou que a Rússia tem um “amplo leque” de opções.

A Casa Branca anunciou hoje em comunicado o alargamento das sanções impostas à Rússia a sete novos responsáveis políticos e 17 empresas com ligações ao círculo mais próximo do Presidente russo, Vladimir Putin.

No comunicado, Washington afirma que a medida é uma “resposta à intervenção ilegal da Rússia na Ucrânia e aos atos provocatórios que debilitam a democracia ucraniana e ameaçam a sua paz, segurança, estabilidade, soberania e integridade territorial”.

Para Riabkov, as novas medidas norte-americanas apenas contribuem para aumentar a tensão na Ucrânia e as palavras usadas para as justificar “mostram que os Estados Unidos perderam completamente o contacto com a realidade”.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas conseguiram manter tecido cerebral de cobaias vivo durante semanas

Cientistas japoneses conseguiram manter partes de tecido cerebral de cobaias vivas e viáveis durante 25 dias, isoladas numa cultura, graças a um novo método. De acordo com o Science Alert, a chave para o sucesso foi …

Arqueólogos descobrem 25 sítios que comprovam presença militar romana no Norte e na Galiza

Investigadores portugueses e galegos descobriram 25 novos sítios no Norte de Portugal e na Galiza que “comprovam arqueologicamente” a presença militar romana nos dois territórios, correspondendo a maioria dos locais a “acampamentos militares”, revelou hoje …

EUA poderão manter alguns efetivos na Síria para proteger poços de petróleo

Os EUA planeiam deixar alguns efetivos no nordeste da Síria para proteger instalações petrolíferas e garantir o combate contra um possível ressurgimento do grupo extremista Estado Islâmico (EI), disse hoje o secretário de Defesa dos …

Polícias realizam manifestação conjunta em Lisboa a 21 de novembro

Elementos da PSP e da GNR realizam a 21 de novembro, em Lisboa, uma manifestação conjunta para exigirem ao novo Governo "a resolução rápida" dos problemas que ficaram por resolver na anterior legislatura. Com o lema …

Sérvia punida por racismo no jogo com Portugal

A UEFA condenou nesta segunda-feira a Sérvia a disputar o próximo jogo da fase de qualificação para o Euro 2020 à porta fechada, por manifestações racistas na partida com Portugal, disputada em Belgrado, que terminou …

Juve Leo lança críticas à direção: Um clube sem rumo e que precisa de bodes expiatórios

Depois de o Sporting rescindir os protocolos com a Juventude Leonina e com o Diretivo Ultras XXI devido à "escalada de violência" recente, a Juve Leo reagiu em comunicado com duras críticas à direção de …

Um terço dos fogos deste ano tiveram como causa queima e queimadas

Um terço dos incêndios florestais registados este ano e investigados tiveram como causa queimadas e queimas, revela o último relatório do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF). O relatório provisório de incêndios rurais, …

De Nova Iorque a Sydney em 19 horas. Avião da Qantas bate recorde

O primeiro voo comercial direto entre as cidades de Nova Iorque e Sydney, com mais de 19 horas, terminou, este domingo, na cidade australiana. O teste realizado pela companhia aérea Qantas faz parte do Project Sunrise, …

Marcelo ficou "muito impressionado" pela destruição do furacão Lorenzo nos Açores

O Presidente da República visitou, este domingo, o porto das Lajes das Flores, que ficou destruído após a passagem do furacão Lorenzo pelos Açores, mostrando-se "muito impressionado" pela destruição "massiva". "Muito impressionado com aquilo que foi …

Sporting é o terceiro clube com mais jogadores da formação espalhados pela Europa

O Sporting é o terceiro clube com mais jogadores da sua formação a atuarem nas ligas europeias e o emblema português mais representado nas 'big 5', segundo o observatório de futebol do Centro Internacional de …