UE condena a retirada da imunidade a Juan Guaidó

Raul Martinez / EPA

Juan Guaidó na chegada a Caracas

A União Europeia (UE) condenou, esta quinta-feira, a decisão de levantar a imunidade do líder da oposição venezuelana, Juan Guaido, acusando este ato de “grave violação” da Constituição, que colapsou as hipóteses de uma solução pacífica para a crise do país.

“A UE rejeita a decisão tomada pela não reconhecida Assembleia Nacional Constituinte de levantar a imunidade parlamentar de Juan Guaidó”, disse a chefe da diplomacia, Federica Mogherini, num comunicado em nome de todos os 28 membros do bloco, avançou a agência France Presse, citada pela Raw Story.

Os legisladores da controversa Assembleia Constituinte da Venezuela – leal ao presidente Nicolás Maduro – autorizaram o tribunal a processar Juan Guaidó por este se auto-proclamar presidente do país.

Juan Guaidó “é um assunto da Justiça”

“Esta decisão é uma grave violação da Constituição venezuelana, bem como do estado de direito e da separação de poderes, já que o único órgão autorizado a levantar a imunidade dos membros do parlamento é a Assembleia Nacional”, disse Federica Mogherini.

E acrescentou: “Esses atos minam um caminho político para sair da crise e apenas levam a uma maior polarização e escalada das tensões no país”.

Juan Guaidó, o presidente da Assembleia Nacional controlada pela oposição, declarou-se presidente interino em janeiro, quando a crise económica e política da Venezuela intensificou-se. Esta medida foi reconhecida por mais de 50 países, incluindo muitos da UE.

Federica Mogherini pediu que a imunidade “constitucionalmente obrigatória” de Juan Guaidó seja respeitada, afirmando que o mesmo não deve ser detido ou intimidado.

Críticos da Assembleia Constituinte, criada há dois anos, dizem que esta foi concebida para autorizar as decisões de Nicolás Maduro e deixar de lado a Assembleia Nacional, controlada pela oposição.

Paralelamente à disputa política, a Venezuela foi atingida por uma série de apagões, que deixaram milhões de pessoas sem água, levando o governo a substituir o ministro da Energia do país e a instituir o racionamento de energia.

TP, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Portanto a “UE rejeita a decisão tomada pela não reconhecida Assembleia Nacional”, mas reconhece o presidente da assembleia Juan Guaidó com legitimo e legitima ele se auto nomear presidente da Venezuela…
    Não sou a favor do Maduro, mas com este tipo de decisões e reconhecimentos estúpidos e ilegítimos só vão acabar por tornar o Maduro um “bom” presidente.
    Este mundo esta loco!

RESPONDER

Deputado do PSD que avançou com proposta de referendo à eutanásia acabou a assumir alcoolismo

Pedro Rodrigues, deputado social-democrata e antigo líder da JSD, assumiu publicamente, através do Facebook, ter um problema de alcoolismo. Num texto publicado no Facebook, o social-democrata explica que faz esta revelação por estar a ser vítima …

Morreu doente que parou o Parlamento para pedir tratamento para a hepatite C

José Carlos Saldanha ficou conhecido, há cinco anos, por interromper o ministro da Saúde numa sessão do Parlamento para pedir tratamento para a hepatite C. A informação foi confirmada à agência Lusa por fonte oficial do …

Com dívidas ao Fisco, cavaleiro João Moura "sem dinheiro" para alimentar cães. Arrisca 2 anos de prisão

O cavaleiro João Moura está acusado do crime de maus-tratos e abandono de animais depois de lhe terem sido retirados 18 cães galgos, em aparente estado de subnutrição. Um dos animais acabou por morrer, pelo …

Desmantelada fábrica ilegal de tabaco. Funcionava num bunker

Uma operação levada a cabo pela Guardia Civil esta terça-feira desmantelou uma fábrica ilegal de tabaco, em Espanha, e deteve a organização clandestina que a geria: vinte pessoas foram detidas, de nacionalidades britânica, lituana e …

China diz que surto está "sob controlo" após 14 províncias não reportarem novos casos

O surto do coronavírus Covid-19 está "sob controlo", depois de a atualização diária mostrar que 14 das 34 províncias e regiões autónomas do país não detetaram novos casos, anunciaram esta sexta-feira as autoridades chinesas. O vice-diretor …

Após 2 anos preso, Pedro Dias assume três homicídios e diz-se arrependido

Pedro Dias, conhecido pelos homicídios de Aguiar da Beira, manifesta-se arrependido pelos crimes por que foi condenado a 25 anos de prisão, após cumprir dois anos da pena. Um arrependimento que é também um assumir …

Orçamento da UE. Proposta agrava corte de Portugal na coesão em 2 mil milhões

A proposta do presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, prevê um corte de 2 mil milhões de euros no envelope da coesão para Portugal. Os chefes de Estado e de Governo da União Europeia iniciaram esta …

Russos atormentam Estados Unidos outra vez. Presidenciais são o alvo

Os serviços secretos norte-americanos estão convencidos de que os russos estão, novamente, a tentar influenciar as presidenciais daquele país. Faltam nove meses para as eleições presidenciais norte-americanas, mas já há suspeitas de que os russos estão …

Processo obscuro e pouco transparente. Expansão do Metro do Porto cria mal-estar

O alargamento do Metro do Porto está a criar mal-estar entre algumas autarquias da área Metropolitana do Porto. Os autarcas falam num processo obscuro e pouco transparente. O protocolo para consolidação da expansão da rede de …

Barcelona contrata jogador com o mercado fechado (mas Leganés não pôde fazer o mesmo)

O Barcelona foi autorizado a contratar um jogador com o mercado fechado, mas o pedido do Leganés foi rejeitado. O clube perdeu Braithwaite para o clube catalão. O FC Barcelona anunciou, esta quinta-feira, a contratação do …