UE avisa Turquia após apreensão de jornal crítico de Erdogan

unaoc / Flickr

Recep Erdogan, Presidente da Turquia

Recep Erdogan, Presidente da Turquia

Presidente do Parlamento Europeu prometeu abordar o assunto com o primeiro-ministro turco, depois da tomada de posse do jornal Zaman pelo Estado.

Um dia depois de o tribunal ter decidido que o maior jornal da Turquia, o Zaman, passa a ser controlado pelo Estado através de um administrador público, a União Europeia já lançou um aviso ao país a relembrar a importância da “liberdade de imprensa”.

“A UE tem sublinhado constantemente que a Turquia, enquanto país candidato, deve respeitar e promover elevados padrões e práticas democráticas, entre os quais a liberdade dos media“, refere um comunicado do serviço diplomático da União, citado pela Lusa.

“Meios de comunicação social livres, diversos e independentes constituem um dos pilares de uma sociedade democrática, facilitando a livre circulação de informação e ideias e assegurando transparência e prestação de contas”, adianta.

Segundo o Diário de Notícias, também o presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz, condenou a atitude do Governo turco, considerando-a “mais um revés à liberdade de imprensa”, e prometeu abordar o assunto com o primeiro-ministro turco já esta segunda-feira.

Shulz e o turco Ahmet Davutoglu vão encontrar-se amanhã antes da cimeira União Europeia-Turquia, que acontece em Bruxelas.

Durante o dia de ontem, a polícia disparou gás lacrimogéneo e balas de borracha para dispersar os manifestantes que se juntaram em frente às instalações do jornal, em Istambul.

Segundo a BBC, jornalistas do Zaman viram ontem o acesso negado aos servidores do jornal e o editor principal, Abdulhamit Bilici, foi despedido.

A edição do jornal deste domingo, a primeira depois de estar sob o controlo do Estado, mostra uma imagem do presidente Erdogan acompanhada por um artigo sobre uma nova ponte que está perto de estar concluída.

“Em menos de 48 horas, a nova administração tornou o Zaman numa peça de propaganda do regime turco”, escreveu no Twitter a jornalista Sevgi Akarcesme.

Alguns dos elementos da equipa do antigo Zaman juntaram-se para criar um novo jornal, com o nome de Yarina Bakis. Fotografias da ação violenta da polícia contra os manifestantes fizeram a sua primeira página.

O Zaman estava fortemente ligado ao clérigo Fettullah Gülen, um antigo aliado de Erdogan que agora é acusado de uma tentativa de golpe de Estado.

Gülen vive atualmente nos Estados Unidos e é considerado o fundador do Hizmet, um movimento considerado “terrorista” pelo Governo.

ZAP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

20 anos depois, aldeias no Peru ainda sofrem com derrame de mercúrio

Em junho de 2000, um camião derramou mercúrio, da mina de ouro Yanacocha, a maior da América Latina, em três aldeias do Peru. 20 anos depois, os moradores ainda sofrem as consequências deste acidente. Quando Francisca …

Caso BPP. Ex-banqueiro João Rendeiro acusado de nova burla

O Ministério Público (MP) acusou o ex-presidente e fundador do BPP, João Rendeiro, de mais um crime de burla qualificada no caso BPP, segundo avança o Correio da Manhã. A acusação relaciona-se, de acordo com o …

EUA "confiscam" na Tailândia 200 mil máscaras que iam para a Alemanha

A polícia de Berlim, na Alemanha, encomendou 200 mil máscaras cirúrgicas a uma empresa americana. Porém, foram "confiscadas" em Banguecoque, na Tailândia, e desviadas para os Estados Unidos. O ministro do Interior de Berlim considerou o …

Valência chega a acordo com Diogo Leite. Saída do FC Porto estará quase consumada

O Valência tem 20 milhões de euros para oferecer ao FC Porto em troca do defesa-central Diogo Leite, com quem já terá chegado a acordo. De acordo com o jornal desportivo A Bola, Diogo Leite já …

Jornais espanhóis fazem boicote às "conferências-farsas" do Governo

Os jornais espanhóis, como o Libertad Digital, o El Mundo, o ABC e o Vozpópuli, estão a boicotar as conferências de imprensa do governo de Espanha, acusando-o de filtrar as perguntas dos meios de comunicação. Tudo começou …

Número diário de óbitos desce em Espanha. Mais um campo de refugiados grego em quarentena

Em Espanha, o número diário de óbitos por infeção de covid-19 tem mantido uma tendência de subida. Já na Alemanha, há menos casos, mas mais mortes. Espanha continua a manter a tendência de descida do número …

Trump diz que o pior está para vir (mas admite aliviar restrições para ir à missa na Páscoa)

Este sábado, o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, admitiu que o pior ainda está para vir e que ainda “vai haver muitas mortes". Depois, disse que está a pensar aliviar as restrições para permitir …

Covid-19. Mais 754 casos de infeção e 29 mortes em Portugal

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Deral da Saúde (DGS) este domingo, há 11.278 infetados por covid-19 em Portugal e 295 óbitos. O número de infetados por covid-19 subiu, este domingo, para um total …

Inspetores do SEF suspeitos de assassinar ucraniano foram identificados em carta anónima

Os três inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) suspeitos de assassinar um ucraniano no aeroporto de Lisboa foram identificados numa carta anónima enviada à Polícia Judiciária (PJ). De acordo com o semanário Expresso, a …

Avião fretado pelo Estado aterra em Lisboa com 20 toneladas de equipamento médico

Um avião fretado pelo Estado português chegou este sábado a Lisboa com equipamento médico proveniente de Pequim, incluindo 144 ventiladores e máscaras de proteção respiratória, destinados ao Sistema Nacional de Saúde (SNS), informou a embaixada …