Turquia ordena detenção de 35 jornalistas

Daniel Kopatsch / EPA

Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan

A polícia de Istambul lançou, esta quinta-feira, uma operação para deter 35 jornalistas que o Ministério Público turco acusa de terem ligações a Fethullah Gülen, clérigo acusado de instigar o golpe de Estado falhado de julho de 2016.

“Têm-me sob custódia”, escreveu quinta-feira Burak Ekici, editor do diário da oposição BirGün, na sua conta do Twitter.

A acusação da procuradoria turca assenta no facto de os jornalistas terem usado a aplicação de mensagens encriptadas ByLock – que tem 215 mil utilizadores em todo o país -, uma ferramenta que, de acordo com as autoridades turcas, foi desenvolvida para permitir a comunicação encriptada entre os “golpistas”.

Segundo a Plataforma para o Jornalismo Independente, com sede em Istambul, 164 jornalistas continuam na prisão na Turquia.

No final de julho realizou-se a primeira audiência do julgamento contra 19 jornalistas e funcionários do Cumhuriyet, jornal da oposição turca, por alegado apoio a organizações terroristas, num caso que fez aumentar as preocupações com os direitos e liberdades no país.

Os 19 acusados incluem o editor chefe do diário “Cumhuriyet”, Murat Sabuncu, o jornalista de investigação Ahmet Sik, o comentador Kadri Gursel e o cartoonista Musa Kart, que são acusados de patrocinar várias organizações ilegais, entre as quais militantes curdos e o movimento do clérigo Fethullah Gülen.

Se condenados arriscam penas de prisão de entre oito e 43 anos. Dos 19 acusados apenas cinco aguardam em liberdade o resultado do julgamento.

Dois dos suspeitos, incluindo o antigo chefe da redação do “Cumhuriyet Can Dündar”, que está exilado na Alemanha, são julgados à revelia.

O encarceramento dos jornalistas, dirigentes e outros colaboradores da publicação insere-se no quadro de uma repressão generalizada do Governo do país, na sequência do golpe militar fracassado que levou à detenção de mais de 50 mil pessoas, incluindo jornalistas, deputados da oposição e ativistas.

Inicialmente, esta campanha visava apenas as pessoas suspeitas de golpismo, mas expandiram-se a todos os opositores do Presidente turco, Tayyip Recep Erdogan.

Fethullah Gülen, tido como inimigo número um de Erdogan, é acusado por Ancara de ter “orquestrado” a tentativa de golpe de Estado. O predicador, que se encontra exilado nos EUA desde 1999, nega firmemente as acusações contra si.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Governo italiano vai contratar 60 mil pessoas para vigiar distanciamento social

O Governo italiano vai contratar "assistentes cívicos" para garantir que os cidadãos cumprem o distanciamento social. Depois de mais de dois meses confinados nas suas casas para conter a propagação do coronavírus, os italianos começaram a …

Rio volta a admitir que PSD viabilize Orçamento Suplementar do Governo

O presidente do PSD afirmou hoje que viabilizará ao Governo uma proposta de Orçamento Suplementar, "como tudo indica que é", que proceda à adaptação de medidas a tomar até ao final do ano para o …

J.K. Rowling anuncia novo livro infantil a ser publicado gratuitamente online

A escritora britânica J.K. Rowling, autora da saga "Harry Potter", vai publicar um novo livro infantil, intitulado "The Ickabog", um conto de fadas que será disponibilizado 'online', gratuitamente e em formato de série, a partir …

Empresa portuguesa cria cabine que faz desinfeção total em 25 segundos

A Starmodular, uma empresa com sede em Belmonte, distrito de Castelo Branco, criou um sistema destinado a espaços abertos ao público que permite a desinfeção total em 25 segundos para evitar a propagação da Covid-19, …

TAP duramente criticada por marginalização do Norte. Rio fala em "empresa regional"

Rui Rio foi apenas uma das várias vozes que criticaram o novo plano de voo da TAP, em que a maioria das ligações repostas são de Lisboa. Marcelo Rebelo de Sousa também demonstrou a sua …

Teatros e cinemas podem reabrir, mas com um lugar de intervalo

Teatros, salas de espetáculos e cinemas podem reabrir com todas as filas ocupadas e um lugar de intervalo entre os espetadores, que serão obrigados a usar máscara. Teatros, salas de espetáculos e cinemas podem reabrir, a …

Em disputa com os EUA, China avança com a construção de 700 laboratórios

A China está a acelerar a construção de 700 novos laboratórios perante um cenário de corrida tecnológica contra os Estados Unidos. O objetivo é aumentar a competitividade do país. A tensão entre Pequim e Washington tem …

Oposição urge Boris Johnson a despedir assessor por ter violado o confinamento

Os partidos da oposição escreveram hoje ao primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, urgindo a demissão do assessor Dominic Cummings, a quem acusam de ter "abalado gravemente a confiança" da população nos apelos oficiais sobre a pandemia …

Atletas que sorriem durante as corridas gastam menos oxigénio

Os atletas que sorriem gastam menos oxigénio, trabalham de forma mais económica e têm um nível de esforço menor, refere um estudo realizado pelas universidades de Ulster e Swansea, divulgado esta terça-feira. Os investigadores pediram a …

OMS analisa possíveis primeiros casos de infeção de animais para o homem

A Organização Mundial de Saúde (OMS) admite que pelo menos três infeções por Covid-19 nos Países Baixos possam ser os primeiros casos conhecidos de transmissão do novo coronavírus dos animais para o homem, tendo martas …