Turquia ordena detenção de 35 jornalistas

Daniel Kopatsch / EPA

Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan

A polícia de Istambul lançou, esta quinta-feira, uma operação para deter 35 jornalistas que o Ministério Público turco acusa de terem ligações a Fethullah Gülen, clérigo acusado de instigar o golpe de Estado falhado de julho de 2016.

“Têm-me sob custódia”, escreveu quinta-feira Burak Ekici, editor do diário da oposição BirGün, na sua conta do Twitter.

A acusação da procuradoria turca assenta no facto de os jornalistas terem usado a aplicação de mensagens encriptadas ByLock – que tem 215 mil utilizadores em todo o país -, uma ferramenta que, de acordo com as autoridades turcas, foi desenvolvida para permitir a comunicação encriptada entre os “golpistas”.

Segundo a Plataforma para o Jornalismo Independente, com sede em Istambul, 164 jornalistas continuam na prisão na Turquia.

No final de julho realizou-se a primeira audiência do julgamento contra 19 jornalistas e funcionários do Cumhuriyet, jornal da oposição turca, por alegado apoio a organizações terroristas, num caso que fez aumentar as preocupações com os direitos e liberdades no país.

Os 19 acusados incluem o editor chefe do diário “Cumhuriyet”, Murat Sabuncu, o jornalista de investigação Ahmet Sik, o comentador Kadri Gursel e o cartoonista Musa Kart, que são acusados de patrocinar várias organizações ilegais, entre as quais militantes curdos e o movimento do clérigo Fethullah Gülen.

Se condenados arriscam penas de prisão de entre oito e 43 anos. Dos 19 acusados apenas cinco aguardam em liberdade o resultado do julgamento.

Dois dos suspeitos, incluindo o antigo chefe da redação do “Cumhuriyet Can Dündar”, que está exilado na Alemanha, são julgados à revelia.

O encarceramento dos jornalistas, dirigentes e outros colaboradores da publicação insere-se no quadro de uma repressão generalizada do Governo do país, na sequência do golpe militar fracassado que levou à detenção de mais de 50 mil pessoas, incluindo jornalistas, deputados da oposição e ativistas.

Inicialmente, esta campanha visava apenas as pessoas suspeitas de golpismo, mas expandiram-se a todos os opositores do Presidente turco, Tayyip Recep Erdogan.

Fethullah Gülen, tido como inimigo número um de Erdogan, é acusado por Ancara de ter “orquestrado” a tentativa de golpe de Estado. O predicador, que se encontra exilado nos EUA desde 1999, nega firmemente as acusações contra si.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Descoberto em Ílhavo primeiro sítio pré-histórico subaquático português

Uma equipa de arqueólogos descobriu vestígios de uma mancha de ocupação ou possível acampamento do neolítico a cerca de dois metros de profundidade na Ria de Aveiro, em Ílhavo. "Temos estado a apanhar algumas surpresas valentes. …

Rei de Espanha não propôs nenhum nome para investidura. País enfrenta novas eleições a 10 de novembro

A Espanha vai realizar novas eleições. Os dirigentes do Cidadãos, Albert Rivera, e do Partido Popular, Pablo Casado, disseram "não" à investidura de Pedro Sánchez como presidente do Governo espanhol e o rei Felipe VI …

Os dinamarqueses vão plantar um milhão de árvores sem saírem do sofá

No último sábado, a emissora dinamarquesa TV2 transmitiu um programa em direto para convidar os espectadores a doarem dinheiro para plantar árvores. O objetivo, de acordo com o jornal britânico The Guardian o produtor Martin Sundstrøm, …

A melhor escola da Europa para estudar ciência fica em Santarém

É em Alcanena, no distrito de Santarém, que se localiza o agrupamento de escolas com o selo de qualidade do STEM School Proeficient, atribuído pela União Europeia. O estabelecimento de ensino recebeu a melhor classificação …

Câmara da Moita dá parecer negativo ao Estudo de Impacte Ambiental do novo aeroporto do Montijo

A Câmara da Moita, no distrito de Setúbal, aprovou uma posição em que dá parecer negativo ao Estudo de Impacte Ambiental (EIA) do novo aeroporto do Montijo, devido ao “conjunto de impactes negativos”. O município da …

Morreu a criança que ficou paralisada após comer hambúrguer do Lidl contaminado

Em 2011, Nolan Moittie comeu o hambúrguer contaminado com a bactéria E.Coli comprado no Lidl. Depois de ter ficado com graves sequelas neurológicas e diabético, o rapaz acabou por falecer este sábado, com apenas 10 …

Taylor Swift atua no Nos Alive 2020

Taylor Swift é o segundo nome para a edição de 2020 no Nos Alive. A cantora estreia-se em território português no dia 9 de julho, anunciou a própria artista no seu site oficial. A organização do …

Turista agride gondoleiro em Veneza por causa de uma selfie

Um gondoleiro foi agredido por um turista, na cidade de Veneza, em Itália, neste domingo, num confronto que terá sido provocado por uma selfie. De acordo com o Newsweek, o incidente ocorreu no domingo à tarde, …

Doença associada a cigarros eletrónicos faz sétima vítima mortal nos EUA

O número de vítimas mortais por doença pulmonar associada à utilização de cigarros eletrónicos subiu para sete, anunciaram esta terça-feira as autoridades de saúde norte-americanas. A vítima era do sexo masculino, tinha 40 anos e vivia …

Richard Stallman, guru do software livre, demite-se do MIT após defender Jeffrey Epstein

Richard Stallman, programador, ativista e defensor do software livre, demitiu-se do cargo de professor convidado do laboratório de inteligência artificial do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos EUA. A demissão acontece depois de serem tornadas …