Turquia invade norte da Síria para expulsar o Daesh e milícias curdas

BrookingsInst / Flickr

Recep Tayyip Erdogan, Primeiro-ministro turco e candidato à Presidência

Recep Tayyip Erdogan, Primeiro-ministro turco e candidato à Presidência

O exército da Turquia e as forças da coligação internacional lançaram esta quarta-feira uma operação que visa expulsar os extremistas do Daesh e milícias turcas da cidade síria de Jarablos, perto da fronteira turca.

O exército turco, apoiado pelas forças da coligação internacional, lançou antes do amanhecer a operação “Escudo do Eufrates”, com aviões de combate e tropas especiais para expulsar o EI de Jarablos, localidade na fronteira com a Turquia.

“As Forças Armadas da Turquia e a Coligação Internacional de Forças Aéreas lançaram uma operação militar com o objetivo de limpar o distrito de Jarablos, na província de Aleppo, da organização terrorista Daesh” (acrónimo árabe do grupo extremista Estado Islâmico), refere um comunicado divulgado pelo gabinete do primeiro-ministro turco.

Uma dezena de tanques turcos entraram em território sírio, disparando contra posições detidas pelo EI na localidade síria de Jarablos, constatou esta manhã um repórter fotográfico da agência noticiosa France Presse (AFP).

Jarablos é o último ponto de passagem controlado pelo EI na fronteira turco-síria.

“A partir das 4h (2h em Lisboa), as nossas forças lançaram uma operação contra os grupos terroristas do Daesh e do PYD“, anunciou o Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, num discurso proferido em Ancara, referindo-se ao Partido da União Democrática, curdo.

O chefe da diplomacia turca, Mevlut Cavusoglu, anunciou, na terça-feira, que a Turquia iria dar “todos os tipos de apoio” à operação contra o grupo jihadista.

Por essa razão, Ancara ordenou a evacuação de uma localidade turca situada junto à fronteira, mesmo em frente àquela cidade síria.

Fethullah Gulen

A ofensiva foi lançada no mesmo dia em que o vice-presidente norte-americano, Joe Biden, chegou a Ancara para encontros com o primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, e Erdogan para debater, nomeadamente, a crise síria.

Biden, que chegou a meio da manhã ao país, é o mais alto responsável ocidental a visita a Turquia desde a tentativa de golpe de Estado a 15 de julho.

As autoridades turcas acusaram o religioso Fethullah Gulen, exilado nos Estados Unidos, de ser o responsável pela tentativa de golpe de Estado e têm pressionado os Estados Unidos para extraditarem o teólogo.

Washington afirmou que precisa de provas e não apenas de acusações para extraditar Gulen. Responsáveis turcos advertiram que as relações bilaterais poderão ser prejudicadas se o religioso não for enviado para a Turquia.

A tentativa de golpe de Estado desencadeou uma onda de acusações na imprensa pró-governamental e, mesmo de um ministro turco, contra os Estados Unidos, denunciando o alegado envolvimento de Washington na organização da revolta.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. O perigo vem exatamente daqui.
    Nada disto é fruto do acaso. O “golpe militar” que foi esmagado na Turquia foi mais uma novela ( bode expiatório ) para justificar o fortalecimento no poder deste individuo e estreitar relações com a Russia. Esta aproximação, dum país da NATO como é a Turquia, irá gerar confusão de certeza, no seio da NATO e, porventura, numa escala mais global.

RESPONDER

Enorme impacto cósmico pode ter assolado a Terra há 12.800 anos

Uma equipa de cientistas descobriu excesso de platina em material sedimentar extraído de depósitos de turfa localizados em Wonderkrater, Limpopo, na África do Sul, revelou uma nova investigação. De acordo com um novo estudo, cujos resultados …

Astronauta capta o colossal "Olho do Sahara" a partir da EEI

A Agência Espacial Europeia publicou neste domingo uma fotografia da colossal estrutura de Richat, uma formação geológica enigmática no centro da Mauritânia, conhecida como o "Olho do Sahara". A estrutura, que tem cerca de 40 quilómetros …

NASA revela novos fatos espaciais que os astronautas vão levar para a Lua (e são pura ficção científica)

A NASA apresentou na terça-feira, na sua sede, em Washington, Estados Unidos, os novos fatos espaciais que os astronautas da missão Artemis vão usar em 2024, quando voltarem à Lua. Fatos feitos em modelos 3D, à …

Panama Papers. Mossack Fonseca não gostou do filme e processou Netflix por difamação

A dupla de sócios do escritório de advogados Mossack Fonseca, envolvido no caso “Panama Papers”, moveu um processo em tribunal por difamação contra a Netflix. A plataforma anuncia a estreia, para esta sexta-feira, do filme “Laundromat: …

Porsche e Boeing unem-se em projeto de táxi aéreo premium

A Porsche e a Boeing estão a unir esforços para explorar o mercado de mobilidade área urbana. Aproveitando os seus pontos fortes, as duas empresas prometem desenvolver um táxi aéreo para o futuro. Numa verdadeira fusão …

Fotografia com pombos? Na Tailândia, há "profissionais" contratados para assustá-los

A área de uma das portas da cidade, Tha Pae, parte do que resta da muralha vermelha que protegia a cidade antiga em Chiang Mai, na Tailândia, é uma das maiores atrações turísticas locais. Os turistas …

Sky News lança canal sem qualquer notícia sobre o Brexit

O canal Sky News Brexit-Free foi esta quarta-feira para o ar às 17h horas, sendo que os seus programas serão transmitidos até às 22h, de segunda a sexta-feira. O grupo de televisão britânico Sky vai lançou …

Vacina contra o cancro da mama pode estar disponível dentro de 8 anos

Investigadores da Clínica Mayo desenvolveram uma vacina contra o cancro ovário e da mama que poderá estar disponível comercialmente dentro de apenas oito anos. A ideia da vacina é estimular o próprio sistema imunológico dos pacientes …

Busca pelo avião de Amelia Earhart só encontrou chapéus, detritos de um naufrágio e uma lata de refrigerante

A mais recente busca pelos restos do avião de Amelia Earhart, a famosa aviadora americana que desapareceu sobre o Pacífico em 1937, terminou sem resultados. De acordo com o jornal norte-americano The New York Times, a investigação …

Protestos em Hong Kong. LeBron acusado de apoiar regime chinês

A super estrela do basquetebol LeBron James juntou-se à polémica entre a NBA e a China, após apelidar de “mal-informado” o treinador dos Houston Rockets, Daryl Morey, que expressou apoio aos manifestantes em Hong Kong …