35 anos após o desastre nuclear, o “turismo negro” vai sobrevoar Chernobyl

Vladyslav Cherkasenko / Unsplash

Sinal de aviso de radioatividade em Pripyat, cidade próxima da Central Nuclear de Chernobyl, na Ucrânia

Para comemorar o 35.º aniversário da catástrofe, a Ukrainian International Airlines está a organizar uma excursão aérea que dará aos passageiros a oportunidade de contemplar a Central Nuclear de Chernobyl e a cidade abandonada de Pripyat a partir dos céus.

Se já sonhou em sobrevoar o local do pior desastre nuclear da História, esta pode ser a sua oportunidade. A Ukrainian International Airlines (UIA) vai fazer um voo panorâmico sobre a zona restrita da cidade de Pripyat e da antiga Central Nuclear de Chernobyl.

Segundo a CNN, a viagem será realizada a bordo de um Embraer 195, no dia 25 de abril, véspera da data em que o Reator n.º 4 explodiu, em 1986.

O itinerário é simples. Por 106 dólares (cerca de 88 euros), os viajantes podem descolar do Aeroporto Boryspil de Kiev e voar até Chernobyl, tendo uma visão panorâmica da Zona de Exclusão à volta da central nuclear.

O avião vai sobrevoar a região a altura mínima permitida de 900 metros, chegando o mais perto possível da central nuclear sem comprometer a segurança dos passageiros.

Além de uma fotografia na cabine e de uma selfie com o piloto, o bilhete para esta aventura turística inclui também uma tour especial a um Boeing 777 da companhia aérea, no aeroporto de Boryspil.

As informações a bordo do avião serão fornecidas por guias da Chernobyl Tour, uma conhecida empresa ucraniana especializada em turismo em zonas de exclusão.

Embora possa parecer estranho, os organizadores admitem mesmo que a viagem não teria acontecido sem a pandemia de covid-19, que obrigou a reinventar a indústria. “Há uma aeronave disponível e a nossa equipa tem tempo livre para fazer projetos criativos”, sustentou Bohdan Skotnykov, chefe de projeto da UIA.

Apesar de esta excursão estar mais voltada para a aviação, a verdade é que a iniciativa continua uma tradição popular de turismo negro que, antes das restrições consequentes da pandemia, viu dezenas de milhares de visitantes explorarem o local do desastre sombrio em torno de Chernobyl e da cidade abandonada de Pripyat.

“Chernobyl é o destino turístico de maior sucesso na Ucrânia”, disse Yaroslav Yemelyanenko, diretor da Chernobyl Tour. “Antes da pandemia, o número de turistas duplicava a cada ano.”

Na madrugada do dia 26 de abril de 1986, o Reator n.º 4 da Central Nuclear de Chernobyl explodiu e espalhou material radioativo na pequena cidade de Pripyat, na Ucrânia, que fazia parte da antiga União Soviética.

O acidente nuclear tomou enormes proporções ao espalhar altos níveis de radiação na atmosfera, afetando países vizinhos. Este desastre tornou-se o maior acidente nuclear da História, resultou na morte de milhares de pessoas e obrigou a rápida evacuação da cidade de Pripyat e de cidades próximas.

  Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Festejos do Sporting. IGAI garante que "não omitiu informação ou branqueou factos"

A inspetora-geral da Administração Interna garantiu no Parlamento, esta quarta-feira, que a IGAI "não omitiu informação ou branqueou factos" no relatório sobre os festejos do Sporting, sustentando que tudo o que foi investigado consta do …

PAN só viabiliza OE "se houver compromisso do Governo em alterar" a proposta

A porta-voz do PAN afirmou, esta quarta-feira, que o partido só poderá viabilizar o Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) se o Governo se comprometer com alterações à proposta na especialidade. Inês Sousa Real falava aos …

Colômbia condenada por não ter investigado agressões "verbais, físicas e sexuais" a jornalista

De acordo com a sentença, o Estado colombiano não investigou devidamente o caso de sequestro, tortura e violação da jornalista Jinedth Bedoya, que estava a trabalhar numa reportagem sobre a guerra civil em 2000. O Tribunal …

Rio diz ter "obrigação" de avançar com recandidatura à liderança do PSD

O presidente do PSD justificou a sua recandidatura à liderança, esta quarta-feira, pela "obrigação" de colocar o interesse do país e do partido à frente da sua vida pessoal. No final de uma audiência com o …

Fenprof e FNE convocam greve nacional de professores para 5 de novembro

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) e a Federação Nacional da Educação (FNE) anunciaram, esta quarta-feira, que vão convocar uma greve nacional de professores para 5 de novembro. Em comunicado, a Fenprof refere que a greve …

PCP reconhece aproximação do Governo, mas diz que ainda é insuficiente

O líder parlamentar do PCP considerou, esta quarta-feira, que houve uma aproximação do Governo às propostas do partido, mas que ainda não é suficiente para alterar a avaliação feita sobre o Orçamento do Estado para …

Alemanha pode falhar objetivo de doação de vacinas contra a covid-19 (e culpa fabricantes)

A Alemanha pode falhar o seu objetivo de doar 100 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 a países mais pobres. Um funcionário do ministério da saúde alemão revelou, numa carta a Bruxelas, que a …

Alexei Navalny vence Prémio Sakharov 2021

O opositor russo Alexei Navalny é o vencedor do Prémio Sakharov para a Liberdade de Pensamento 2021, anunciou o Parlamento Europeu, esta quarta-feira. Alexei Navalny foi nomeado pelos grupos políticos PPE e Renovar a Europa devido …

Extinção do SEF aprovada na especialidade no Parlamento

A proposta do PS e do Bloco de Esquerda sobre a extinção do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) foi aprovada na Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, esta quarta-feira. Segundo o jornal Público, …

Steve Bannon deve ser investigado por envolvimento no ataque ao Capitólio, indica Comissão responsável

Antigo conselheiro de Donald Trump foi aconselhado pelo antigo presidente e pela respetiva equipa de advogados a não colaborar com a comissão especial designada para investigar os ataque. A Comissão responsável por investigar o ataque ao …