Ciência desvenda truque da aranha para saltar sobre a presa

Cientistas estão a treinar uma aranha para saltar para tentarem entender a mecânica utilizada na captura das suas presas.

Batizada de Kim, a aranha é capaz de saltar a uma distância equivalente a seis vezes o seu próprio comprimento – os humanos, por sua vez, apenas conseguem saltar até uma vez e meia a própria altura, indica a BBC.

Ao desvendar os segredos dos saltos de Kim, investigadores da Universidade de Manchester, no Reino Unido, acreditam ser possível desenvolver uma nova geração de robôs inspirados nos movimentos da aranha.

Kim é da espécie Phidippus regius, conhecida pela habilidade de executar saltos de precisão para atacar as presas, incluindo insetos e pequenos invertebrados.

A aranha é um exemplar de uma das milhares de aranhas saltadoras que são encontradas em todo o mundo e caçam ativamente em vez de capturarem presas numa teia. Estes animais têm excelente visão, com quatro olhos grandes na frente e quatro olhos menores no topo da cabeça.

A equipa de cientistas usou tecnologia avançada para filmar os saltos da aranha e descobrir os principais truques.

A equipa também fez uma análise computadorizada em 3D para construir um modelo das pernas e da estrutura do corpo da aranha e descobriram que usa diferentes estratégias de salto, incluindo uma trajetória menor, mais rápida e mais precisa. Noutros momentos, desempenhava saltos mais eficientes em termos de energia, a uma distância maior.

“A aranha salta no ângulo ideal, o que significa que é capaz de entender o desafio que lhe é apresentado”, disse Mostafa Nabawy, um dos cientistas responsáveis pelo estudo. “E pode calcular o desempenho na descolagem para executar um salto, o que é ótimo em termos de energia.”

Os investigadores selecionaram um número de aranhas fêmeas para o trabalho. Todas foram compradas numa loja de animais em Manchester. Mas apenas Kim foi obrigada a dar os saltos na plataforma de descolagem e aterragem construída no laboratório.

Os dados dos vídeos foram analisados para entender as forças por trás dos saltos e como foram geradas.

“A força nas pernas na descolagem podem ser até cinco vezes maiores que o peso da aranha – isso é incrível e, se conseguirmos entender essa biomecânica, poderemos aplicar noutras áreas de pesquisa”, explica Nabawy.

Robôs

Mostafa Nabawy é um engenheiro que está interessado em desenvolver robôs capazes de voar e saltar e pretende aplicar as análises dos saltos de Kim na robótica.

“As aranhas têm que planear tudo, têm que executar saltos precisos para atingir as presas o mais rápido possível”, observa.

Os saltos das aranhas normalmente baseiam-se apenas na força muscular, não na pressão hidráulica (bombeamento de fluído dentro das pernas para aumentar a força muscular), que tem sido debatido como um mecanismo usado por algumas aranhas.

Assim, o papel do movimento hidráulico nas aranhas continua a ser uma questão em aberto. “Os nossos resultados sugerem que, embora Kim possa mexer as pernas hidraulicamente, ela não precisa da potência adicional da hidráulica para alcançar o seu extraordinário desempenho de salto”, apontou o copesquisador Bill Crowther.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Novos escalões de IRS só serão criados "a meio da legislatura"

Esta segunda-feira, o Governo disse aos parceiros sociais que só deverão acontecer "mexidas no IRS", nomeadamente a criação de novos escalões, a meio desta legislatura. O Governo de António Costa confirmou aos parceiros sociais que a …

Navios em Portugal poluem tanto quanto as oito cidades com mais carros

O transporte marítimo deve integrar o regime de comércio de licenças de emissão da União Europeia (UE), defendeu, esta segunda-feira, a associação ambientalista ZERO, exigindo limites de emissão de dióxido de carbono (CO2) para navios …

Já são conhecidos os nomeados aos Globos de Ouro. Netflix lidera com "O Irlandês" e "Marriage Story"

A cerimónia de entrega de prémios realiza-se a 5 de janeiro de 2020 no hotel Beverly Hilton, em Los Angeles, e será apresentada por Ricky Gervais. Já são conhecidos os nomeados à 77ª edição dos Globos …

Falhas na formação de médicos levam ministra a criar grupo de trabalho

A ministra da Saúde determinou a constituição de um grupo de trabalho para criar um manual de regras e procedimentos para a avaliação das capacidades de formação de médicos no SNS, depois de falhas apontadas …

Surto de sarampo leva Samoa a fechar escolas e serviços. Ativista anti-vacinação detido

Com o objetivo de conter o surto de sarampo que já matou 60 pessoas, o governo de Samoa está a pedir à população que coloque uma bandeira vermelha em frente às casas nais as pessoas …

Poluição do ar leva Sarajevo a cancelar todos os eventos públicos

As autoridades bósnias consideram que a poluição na capital do país, Sarajevo, atingiu níveis perigosos nos últimos dias. Perante a densa nuvem de nevoeiro que paira na cidade, o governo regional decidiu cancelar todos os …

A banana colada à parede que custou 108 mil euros foi comida

A banana mais cara do mundo, presa a uma parede com fita adesiva, foi descascada e comida por um artista que visitava o stand da galeria Perrotin, na feira de arte contemporânea Art Basel, nos …

Empresas norte-americanas reforçam domínio na venda global de armas

O Instituto Internacional de Estudos de Paz de Estocolmo (SIPRI) revelou esta segunda-feira que as empresas norte-americanas aumentaram o domínio no comércio global de armas em 2018, para 59% do volume total entre as 100 …

Faltam medicamentos para doenças crónicas nas Farmácias (e ninguém sabe porquê)

Há medicamentos para doenças crónicas que estão, constantemente, em falta nas Farmácias Portuguesas. Uma situação preocupante, sobretudo para os pacientes que deles precisam, e que não tem uma explicação. A Associação Nacional de Farmácias está …

Mais de dois mil coalas mortos devido aos incêndios na Austrália

O presidente da Aliança das Florestas do Nordeste da Austrália disse que os incêndios florestais que deflagram no leste do país, desde o início de novembro, provocaram a morte a mais de dois mil coalas. O …