Trump pode ter problemas judiciais associados a fraude fiscal e difamação quando deixar a presidência

Chris Kleponis / EPA Pool

A 20 de janeiro, Joe Biden substituirá Donald Trump na presidência dos Estados Unidos (EUA), passando este a ser um cidadão comum perante a justiça criminal e cívil, podendo ser acusado em processos.

Segundo noticiou o Expresso esta segunda-feira, Trump foi protegido pelo facto de o Presidente em exercício nos EUA não poder ser envolvido em processos criminais.

Num desses casos, o ex-advogado Michael Cohen foi condenado por crimes cometidos em colaboração com o ainda chefe de Estado – violação das leis sobre financiamento eleitoral -, sendo que este não foi acusado.

Trump poderá enfrentar agora alegações de obstrução à justiça, contidas no relatório do procurador especial Robert Mueller sobre a intervenção russa nas eleições de 2016. Muitas das suas ações passaram por ameaças de demitir Mueller, chegando este a restringir as suas atividades.

Biden, por sua vez, afirmou que não gostaria que o seu mandato fosse marcado por processos-crime a Trump. Entretanto, alguns senadores americanos declararam que recusarão confirmar um procurador-geral que não garanta agir contra Trump.

Contudo, como lembrou o Expresso, Trump ainda pode atribuir perdões, havendo rumores sobre aplicar essa medida a pessoas que o podem defender, como é o caso de membros da sua família, incluindo os seus filhos mais velhos.

Além disso, há ainda os processos interpostos por procuradores estaduais, estando em causa fraude fiscal e declarações falsas prestadas a bancos. Segundo Cohen, Trump atribuía valores artificialmente baixos às suas propriedades quando se tratava de pagar impostos e, para conseguir empréstimos bancários, inflacionava esse valor.

Existem também acusações sobre os benefícios financeiros durante a presidência, alegações que envolvem o seu genro Jared Kushner, e outro no qual a sua sobrinha, Mary Trump, acusa Trump e outros dois tios de a terem defraudado da parte da herança do seu avô, que ela deveria ter recebido.

Duas mulheres interpuseram ainda processos contra Trump, acusando-o de abuso e de difamação. Uma delas, E. Jean Carroll, fala em violação.

Taísa Pagno //

PARTILHAR

RESPONDER

Tribunal condena corticeira da Feira por despedir trabalhadora que denunciou assédio

A corticeira Fernando Couto foi condenada pelo Tribunal da Feira a pagar uma coima de cerca de 11 mil euros por ter despedido a operária Cristina Tavares, após esta ter denunciado ser vítima de assédio …

Dupla de cientistas apresenta uma nova abordagem para reciclar plástico

Um novo estudo oferece uma abordagem totalmente nova para reciclar plástico, tendo sido inspirada na forma como a natureza naturalmente "recicla" os componentes dos polímeros orgânicos presentes no ambiente. As proteínas são um dos principais compostos …

Edição de 2021 da Web Summit recebe 40 mil participantes. Moedas como presidente não será problema

Evento, que se realiza entre 1 e 4 de Novembro, volta a decorrer em formato presencial depois de em 2020 a pandemia ter transferido as atividades para o ambiente digital. O presidente executivo da Web Summit, …

Alunos carenciados com desempenho inferior aos dos mais favorecidos

Mesmo tendo acesso a meios digitais, o desempenho dos alunos carenciados foi sempre “inferior” aos dos seus colegas oriundos de meios mais favorecidos.  Segundo noticia o Público, esta é uma das principais conclusões a que chegou …

José Rendeiro condenado a três anos e seis meses de prisão efetiva

Embaixador jubilado Júlio Mascarenhas acusa o BPP de o ter convencido a investir num produto com juros e capital garantido num momento em que o banco já atravessava sérias dificuldades. O antigo presidente do Banco Privado …

Cantor R. Kelly declarado culpado por crime organizado e tráfico sexual

O cantor norte-americano R. Kelly foi esta segunda-feira declarado culpado por crime organizado e tráfico sexual, após um julgamento em Nova Iorque, nos Estados Unidos da América (EUA), que decorreu durante seis semanas, no qual …

"A FIFA engloba 211 países e 133 nunca estiveram num Mundial"

Arsène Wenger apresenta argumentos para defender a realização de um campeonato do mundo de dois em dois anos. O novo calendário FIFA continua a originar reacções e entrevistas. Arsène Wenger falou sobre as propostas - a …

Responsáveis do Lar do Comércio acusados por 67 crimes de maus tratos

O Ministério Público (MP) imputou 67 crimes de maus tratos, 17 deles agravados por resultarem em morte, a um ex-presidente e a uma diretora de serviços do Lar do Comércio, em Matosinhos. Num processo em que …

Sporting: espanhóis analisam o "maior" Haaland

Avançado do Borussia Dortmund apresenta recordes que, nem Messi, nem Cristiano, tinham. O Sporting entra em campo para a segunda jornada da Liga dos Campeões, diante de um Borussia Dortmund que tem no seu plantel uma …

Escola proíbe alunos de levarem almoço de casa. Ministério da Educação fala em “recomendação”

Interpretações distintas das normas emitidas pelo Ministério da Educação e a inexistência de equipamentos para aquecer as refeições em linha com as recomendações de segurança motivadas pela covid-19 podem estar na origem da decisão. Os alunos …