Donald Trump põe Barack Obama e Bill Clinton “atrás das grades”

Oliver Contreras / EPA

O Presidente dos EUA, Donald J. Trump

O Presidente dos Estados Unidos partilhou nesta quarta-feira uma fotografia na sua conta de Twitter, na qual aparecem várias personalidades da política norte-americana atrás das grades, entre as quais Barack Obama e Bill Clinton.

Esta não é a primeira vez que Trump recorre a este rede social para publicar conteúdos sobre a investigação da interferência russa nas eleições norte-americanas. O alvo anterior foi Robert Mueller, o procurador especial destacado para a investigação, a quem Trump fez já inúmeros ataques nas redes sociais.

https://twitter.com/The_Trump_Train/status/1067687857400229888

Numa série de retweets da página The Trump Train – que se descreve como o “melhor movimento político da história”, o presidente norte-americano partilhou uma fotografia na qual os antigos Presidentes Barack Obama e Bill Clinton aparecem atrás das grades. Na montagem aparecem ainda Hillary Clinton, o Robert Mueller e Rob Rosenstein, o procurador-geral ajunto da instigação.

“Agora que o conluio da Rússia foi provado ser mentira, quando é que começa o julgamento por traição?”, pode ler-se na imagem. O processo em causa, importa notar, está a decorrendo, não havendo ainda qualquer conclusão por parte da justiça.

A publicação de Donald Trump surge numa altura em que foram conhecidos alguns avanços na investigação de Mueller. No dia anterior a este publicação, Barack Obama teceu duras críticas a Trump e à sua administração.

“Eu nunca fui indiciado”, disse Obama

Obama criticou nesta terça-feira à noite os problemas legais em que está envolvido o seu sucessor, após saber que o diretor de campanha de Trump violou um acordo judicial.

Eu nunca fui indiciado, ninguém na minha administração foi indiciado”, disse na noite de terça-feira, num evento em Houston, no Texas, Barack Obama, horas depois de ter sido conhecida a acusação do procurador especial Robert Mueller de que Paul Manafort, antigo diretor de campanha de Donald Trump, tinha violado um acordo de confissão.

“Aliás, o meu governo foi o único governo da história moderna de quem se pode dizer isso. Ninguém chegou perto de ser indiciado porque as pessoas que se juntaram a nós estavam lá pelas razões certas”, acrescentou Obama.

Paul Manafort, diretor de campanha de Trump e seu conselheiro durante o início do mandato presidencial, terá violado um acordo de confissão, assinado em setembro, após ter reconhecido ter cometido crimes de obstrução à justiça e de infidelidade aos EUA.

De acordo com Robert Mueller, Manafort terá cometido vários crimes federais, por alegadamente ter mentido sobre vários assuntos, durante a investigação que o procurador especial está a conduzir sobre a possibilidade de interferência russa nas eleições de 2016.

Esta terça-feira, e segundo o The Guardian, Manafort terá reunido várias vezes com Julian Assange, o co-fundador do WikiLeaks. De acordo com o jornal britânico, Manafort poderá ter sido o elo de contacto entre a campanha eleitoral de Trump, os russos e a Wikileaks.

Durante um evento em Houston, no Texas, Obama criticou ainda a administração Trump pelas suas políticas interna e externa, dizendo que o aumento do nacionalismo radical nos EUA está a ameaçar a estabilidade internacional e a prejudicar a prosperidade doméstica.

“As pessoas perguntam-me o que me surpreende mais nesta Presidência. É a forma como os EUA estão a desvalorizar a ordem internacional. Se há um problema no mundo, as pessoas não ligam para Moscovo, nem para Pequim, ligam para Washington. Mesmo os nossos adversários esperam que nós resolvamos os problemas”, disse Obama, sem nunca mencionar o nome de Donald Trump, para explicar a sua incompreensão sobre a maneira como o atual Presidente se demite de responsabilidades políticas fora de fronteiras.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Sim o Obama nunca foi indiciado. Por, por exemplo ter subsidiado o ISIS para derrubar o Assad.
    Mais de 2 anos depois, 0 provas de congluo do Trump com os russos, este processo e a defesa acérrima do mesmo pelos outlets de propaganda de extrema esquerda, é o maior descrédito da imprensa internacional.
    Quem queira saber noticias verdadeiras hoje em dia, tem de usar o youtube e a internet

    • Defender o Trump, é a maior prova de estupidez que qualquer ser humano pode dar. Parabéns.
      Criticar o Obama, ainda vá que não vá. Não há presidente enhum que não tenha feito asneiras mas, confundir isso com ter sido indiciado, é outra prova de fraca inteligência.

      • Eu nao defendi o Trump, eu citei factos. Se fica indignado com o facto de que 2 anos após com milhoes gastos nessa investigação nao se encontre provas de nada quanto à narrativa da colusão russa, aconselho-o a tomar um calmante que isso melhora

    • Caro Euclides Ribeiro,
      Não queríamos devolver-lhe o qualificativo, mas se tivesse dado mais atenção à notícia que publicámos, teria lido que “Numa série de retweets da página The Trump Train – que se descreve como o melhor movimento político da história, o presidente norte-americano partilhou uma fotografia …”

RESPONDER

Abel Ferreira leva Palmeiras à conquista da Taça do Brasil

O Palmeiras, treinado pelo português Abel Ferreira, conquistou a Taça do Brasil de futebol, ao vencer por 2-0 na receção ao Grêmio, em jogo da segunda mão da final. Depois do triunfo por 1-0 no confronto …

Myanmar: Exército dispara munições reais contra manifestantes

O exército birmanês disparou este domingo contra vários manifestantes com munições reais em Bagan, a cidade histórica na área central de Myanmar, causando um ferido leve, segundo os organizadores do protesto. Milhares de birmaneses voltaram às …

Cientistas criam um "relógio" que mede a idade biológica

Dois cientistas do CECAD Cluster of Excellence in Aging Research desenvolveram um método que pode determinar a idade biológica de um organismo com uma precisão sem precedentes. Todos conhecemos a idade cronológica - a nossa idade …

"Das palavras aos atos". Marcelo com mais de 60% de mulheres na sua equipa no segundo mandato

O Presidente da República considerou este domingo que os passos dados para salvaguardar a igualdade de género em Portugal não são ainda suficientes e afirmou que quis passar "das palavras aos atos" com mais mulheres …

Governo dá 19,8 milhões às escolas para testes rápidos. Ensino privado também quer

O Conselho de Ministros aprovou, este domingo, uma resolução que permite às escolas e ao setor solidário efetuar despesa na realização de testes rápidos de antigénio à covid-19, num montante global de 19,8 milhões de …

Afinal, abandonar Montijo não obriga a indemnizar ANA (e há quem defenda opção Beja)

A alteração do local do novo aeroporto na sequência da avaliação ambiental estratégica não obriga ao pagamento de qualquer indemnização à ANA. De acordo com o esclarecimento do Ministério das Infraestruturas, uma eventual alteração do local …

Descoberta nova relação entre a biodiversidade dos animais e das florestas

Uma análise ao registo de imagens de 15 reservas de vida selvagem em florestas tropicais revelou uma relação até então desconhecida entre a biodiversidade de vários mamíferos e as florestas em que vivem. As florestas tropicais …

Pelo menos 17 mortos e 400 feridos em explosões na Guiné Equatorial

Pelo menos 17 pessoas morreram e outras 400 ficaram feridas após várias explosões registadas, este domingo, num quartel militar na cidade de Bata, na Guiné Equatorial, informaram as autoridades. De acordo com dados do Ministério da …

Marques Mendes antecipa desconfinamento a 15 de março. Creches e 1º ciclo são os primeiros a abrir

No seu habitual espaço de comentário na SIC, Luís Marques Mendes revelou, este domingo, que as creches, pré-escolar e 1º ciclo deverão abrir já a 15 de março. Segundo o comentador, o plano que vai ser …

Olivier Dassault, deputado bilionário francês, morre em acidente de helicóptero

O deputado francês Olivier Dassault, neto do fundador da Dassault Aviation, morreu este domingo, aos 69 anos, num acidente de helicóptero, no nordeste de França, avança a Agência France-Press (AFP). O acidente aconteceu este domingo perto …