Trump insiste que ganhou as eleições. Protestos eclodem após vitória de Biden

Sarah Silbiger / Pool

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, insistiu hoje na rede social Twitter que ganhou as eleições, horas após os principais ‘media’ norte-americanos anunciarem a vitória do candidato democrata Joe Biden.

“Eu ganhei as eleições, tive 71.000.000 votos legais”, escreveu o candidato republicano, voltando a insinuar, numa mensagem já sinalizada pelo Twitter como contendo alegações disputadas, que “coisas más aconteceram” no processo eleitoral que os observadores republicanos não foram autorizados a ver.

Numa mensagem posterior, Trump refere que 71 milhões é o número máximo de votos que qualquer Presidente em funções obteve até hoje.

O democrata Joe Biden derrotou o republicano Donald Trump nas eleições presidenciais e deverá tornar-se o 46.º Presidente dos EUA, segundo noticiaram os maiores ‘media’ norte-americanos cerca das 11.30 em Washington (16.30 em Lisboa).

Com 74,5 milhões de votos contabilizados até ao momento, o democrata Joe Biden já é o candidato presidencial mais votado da história dos Estados Unidos. O Presidente incumbente, Donald Trump, recebeu 70,3 milhões de votos, segundo a página eletrónica da CNN.

Mais de quatro horas depois do anúncio da vitória, Trump escreveu hoje no Twitter que os observadores republicanos não foram autorizados a entrar nas salas onde são contados os votos e reitera: “Coisas más aconteceram que os nossos observadores não foram autorizados a ver. Nunca aconteceu antes”.

“Milhões de boletins de voto por correio foram enviados para pessoas que nunca os pediram!”, acrescenta.

Há vários meses que o Presidente Donald Trump lança suspeições sobre a legitimidade do resultado final das eleições, alegando não ter confiança nos votos por correspondência, que este ano bateram máximos, com mais de 100 milhões de eleitores a escolherem esta opção, por causa, entre outras razões, da pandemia de covid-19.

O Presidente e candidato republicano tem mesmo usado a expressão “fraude eleitoral”, pedindo aos seus apoiantes para estarem “muito atentos” ao processamento das votações e das contagens de votos.

Já hoje, depois de conhecida a vitória de Biden, o advogado de Donald Trump, Rudy Giuliani, disse que a campanha do ainda Presidente dos Estados Unidos vai avançar com processos contra o processo eleitoral devido a “fraude”.

“Os processos vão começar a ser levados a tribunal na segunda-feira”, disse Rudy Giuliani, advogado do candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos, numa conferência de imprensa transmitida em vários meios de comunicação social, em que estava rodeado por alegados observadores republicanos que, disse, terão sido impedidos de inspecionar boletins de voto enviados por correio.

Protestos eclodem: “Isto ainda não acabou!”

Um grande número de protestos eclodiu por todos os Estados Unidos depois do anúncio da vitória do candidato democrata Joe Biden nas presidenciais norte-americanas pelos principais órgãos de comunicação social do país, embora sem incidentes violentos até agora.

O anúncio da vitória pela comunicação social norte-americana suscitou os protestos dos apoiantes do Presidente Donald Trump.

No exterior do edifício do Capitólio do estado da Geórgia, antigo reduto republicano, cerca de um milhar de apoiantes de Trump cantavam “prendam-no”, numa referência a Joe Biden, e outros gritavam: “Isto ainda não acabou! Isto ainda não acabou!”, “Notícias falsas!”. As ruas no exterior do edifício mantêm-se inundadas de bandeiras norte-americanas e da campanha de apoio a Trump.

Não há, até agora, relatos de violência, embora a polícia tenha sido já chamada a separar opositores de Trump de apoiantes seus.

Desde que as urnas fecharam na terça-feira, os apoiantes do Trump – alguns armados – reuniram-se no exterior de edifícios onde os votos estavam a ser escrutinados, muitos com bandeiras e cartazes de apoio a Trump com a palavra de ordem #stopthesteal (parem o roubo).

Pouco depois de Biden ter sido considerado vencedor da corrida presidencial pelas projeções, cerca de 75 manifestantes de Donald Trump reuniram-se à porta do centro de apuramento eleitoral no centro da cidade de Phoenix, número que cresceu para uma multidão de mais de 1.000 pessoas em poucas horas.

Em Lansing, Michigan, um grupo de cerca de 50 apoiantes do Trump e um grupo mais pequeno de manifestantes com bandeiras do movimento ‘Black Lives Matter’ convergiram para o edifício do capitólio de Michigan, onde se empurraram mutuamente e gritaram uns para os outros num impasse tenso.

Até agora, no entanto, as celebrações e festividades têm-se sobreposto aos protestos.

No bairro de Brooklyn, em Nova Iorque, várias centenas de pessoas vieram para as ruas em gritos de vivas e danças, o som das buzinas, de tachos e panelas tomou conta do ambiente.

Em Washington, as pessoas concentraram-se na praça Black Lives Matter, perto da Casa Branca, com cânticos e cartazes.

Em vários estados onde Biden lidera na contagem dos votos, ainda não concluída, os funcionários envolvidos no escrutínio têm feito saber que temem pela sua segurança, e antecipam a escalada da agitação nos próximos dias, atendendo sobretudo ao facto de Donald Trump, até agora, se recusar a conceder a sua derrota.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Não tarda que, a continuarem, estas mentiras também lhe sejam barradas nas redes sociais. É o cantar do cisne preto (com a devida desculpa para os ditos).

  2. Há algum exagero relativamente aos apoiantes armados do Trump.
    Eles não são violentos. Por isso o Trump escolheu o YMCA ( hino gay)
    Para que os seus apoiantes se soltassem.
    As armas não são para dar tiros. Ele fazem uma grande roda, enfiam as espingardas na bilha do camarada da frente enquanto dão saltinhos e cantam o YMCA.
    É lindo de ver.

  3. O hino confirma a lógica: como abafam a palhinha, porque não quererem, igualmente, abafar o resultado da eleição?

RESPONDER

Para já só 180 trabalhadores aceitaram acordo com a TAP. Discórdia pode levar a despedimento coletivo

A TAP já chegou a acordo com 180 pessoas na última fase do programa de medidas voluntárias. A expectativa da companhia é que saiam cerca de 500 trabalhadores, que se irão juntar às adesões contabilizadas …

Número de nascimentos em janeiro e fevereiro foi o mais baixo desde que há registos

Janeiro e fevereiro de 2021 tiveram os números mensais de nascimentos mais baixos desde que há registos, revelou o Instituto Nacional de Estatística (INE). Em janeiro nasceram com vida 5912 crianças (menos 19,3% que em janeiro …

China pousa pela primeira vez uma nave em Marte

A China anunciou este sábado que pousou com sucesso a sua primeira nave espacial na superfície de Marte, avançou a agência estatal Xinhua citando a Administração Espacial Nacional da China. Ao pousar na planície Utopia, no …

Garrafas de água, sumo e latas de cerveja podem vir a ter uma taxa até 15 cêntimos

O preço de embalagens de água, sumos ou cerveja vai passar, em 2023, a vir acompanhado de uma taxa de depósito. O valor da tara deve variar entre os 5 e os 15 cêntimos. Como noticia …

Banco Montepio passa de lucros a prejuízos de 15,9 milhões no primeiro trimestre

O Banco Montepio registou prejuízos de 15,9 milhões de euros no primeiro trimestre deste ano em comparação com lucros de 5,4 milhões no mesmo período do ano passado, foi divulgado esta sexta-feira ao mercado. De acordo …

Aviso da PSP a negar festejos em Alvalade andou “perdido” na CML. Medina sacode responsabilidades

O Sindicato dos Oficiais da PSP garante que município foi “redundantemente alertado” para entendimento de que devia ser recusada colocação de ecrãs gigantes junto a Alvalade. Contudo, a autarquia diz não ter informado os promotores …

Metrópole no Camboja medieval. Estudo mostra quantas pessoas viveram no Império de Angkor

Um novo estudo arqueológico mostra quantas pessoas viveram no antigo Império de Angkor ao longo do tempo. A população era comparável à da Roma antiga. Quão grandes eram as antigas cidades? No seu auge, há cerca …

Prazo para limpar terrenos termina hoje. Proprietários voltam a arriscar coimas

O prazo para a limpeza de terrenos florestais termina hoje, após ter sido prorrogado devido à pandemia e às condições climatéricas, pelo que os proprietários em incumprimento ficam sujeitos a contraordenações, com coimas entre 280 …

Entre indiretas a Rui Moreira e farpas a Costa, Rio acusa PS de ter desistido de ganhar o Porto

O Presidente do PSD participou na apresentação da candidatura de Vladimiro Feliz, que considera "competente" e "trabalhador" à Câmara do Porto. Por outro lado, Rio usou a ocasião para acusar o PS de ir a …

Cientistas descobrem o segredo das pessoas que vivem mais de 105 anos

Uma equipa de investigadores descobriu que os idosos que vivem mais de 105 anos tendem a possuir uma base genética única que torna os seus corpos mais eficazes na reparação de ADN. Esta é a primeira …