Trump diz que vai ser reeleito graças à “maioria silenciosa”

Yuri Gripas /ABACA / POOL

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

O Presidente dos EUA invocou, este domingo, a “maioria silenciosa” para mostrar a sua confiança numa vitória nas próximas eleições Presidenciais, apesar de aumentarem tensões sociais em várias cidades norte-americanas.

“Na opinião de muitos observadores, a campanha de Trump gera mais entusiasmo do que qualquer outra campanha na história do nosso grande país, ainda mais do que em 2016”, escreveu o Presidente na sua conta pessoal do Twitter.

“Biden não tem [hipótese]! A maioria silenciosa falará a 3 de novembro. As falsas supressões dos votantes e notícias falsas não vão salvar a esquerda radical”, escreveu ainda, prometendo derrotar as sondagens que o apresentam oito pontos atrás do seu adversário democrata em vários estados norte-americanos, incluindo Arizona, Florida e Michigan.

Apesar de as sondagens apresentarem o candidato democrata à frente das intenções de voto nas eleições Presidenciais de novembro, e apesar de os níveis de violência aumentarem nas contestações sociais em várias cidades norte-americanas, Trump mantém a confiança na sua reeleição para um segundo mandato.

O chefe de Estado aposta numa campanha centrada no restabelecimento da “lei e da ordem”, quando as manifestações antirracistas e contra a violência policial provocam o caos em diversos estados.

O Presidente tem enviado agentes federais para várias cidades, apesar dos protestos de governadores e autarcas democratas que se queixam da ingerência da Casa Branca na segurança dos seus territórios.

Biden também já criticou o comportamento do Presidente, acusando-o de desrespeitar a Constituição e procurar impor um “estado militarizado”, referindo-se à presença dos agentes federais, que se apresentam sem uniforme nas manifestações de protesto.

Trump tem respondido, dizendo que os dirigentes democratas estão a falhar no seu papel de garantir a segurança dos cidadãos e acusa Biden de prometer retirar fundos de financiamento para as forças de segurança.

Ex-estratega de Clinton aposta na derrota de Trump

Num novo artigo de análise política, citado pelo semanário Expresso, Doug Sosnik, ex-estratega de Bill Clinton quando se recandidatou à Presidência, considerou que a forma como Trump está a encarar a pandemia de covid-19 no país vai custar-lhe caro.

“Trump está a protagonizar uma repetição da campanha de 2016 num país diferente daquele que o elegeu como Presidente. Trump mudou a nossa política, mas o coronavírus mudou o país. Ambos aceleraram uma nova era na política americana”, afirmou.

“Em 2016, os eleitores tinham uma escolha entre dois candidatos. Na campanha para uma reeleição veem um referendo à Presidência de Trump”, disse ainda, acrescentando que “as sondagens mostram uma clara correlação entre a propagação do vírus e a queda contínua da aprovação de Trump.”

Segundo uma contagem independente da Universidade Johns Hopkins, os EUA registaram, nas últimas 24 horas, 518 mortos e 55.187 infetados com o novo coronavírus.

Os dados de domingo elevam o número total de mortes para 146.909 e o de contágios para 4.229.624 desde o início da pandemia.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Nunca chegou a vaguear no mar. Ford encontra mensagem centenária em garrafa numa estação de comboios nos EUA

Há muitas mensagens engarrafadas que começam e terminam a sua vida em barcos, na costa ou até mesmo no mar. Recentemente, a Ford Motor Company encontrou uma mensagem numa garrafa na antiga Estação Central de …

Há uma estranha petição a pedir que Jeff Bezos compre a Mona Lisa (e a coma)

Está a circular na Internet uma estranha petição que incentiva Jeff Bezos, fundador da Amazon, a comprar o quadro da Mona Lisa para o comer. A petição online "Queremos que Jeff Bezos compre e coma a …

Depois da reforma de Magawa, há uma nova recruta de ratos gigantes que detetam minas no Camboja

O Camboja recrutou uma nova equipa de ratos farejadores de minas para substituir os já "aposentados", num esforço para impulsionar as operações de desminagem no país. O país, atormentado durante décadas por munições não detonadas, recrutou …

Coca-Cola responde a Ronaldo: "Toda a gente tem direito às suas preferências"

Depois de Cristiano Ronaldo ter afastado duas garrafas de Coca-Cola durante uma conferência de imprensa, a marca respondeu ao jogador, dizendo que "toda a gente tem direito às suas preferências de bebidas". Numa conferência de imprensa …

Mochila voadora elétrica passa no primeiro teste em praia australiana

Qualquer um dava tudo para poder voar. Recentemente, uma startup australiana revelou o vídeo do primeiro voo de teste do seu dispositivo voador pessoal, com uma configuração totalmente elétrica que o torna mais amigo do …

"Lamento profundamente." Ex-diretor da BBC pede desculpas ao Príncipe William pela entrevista com Diana

Tony Hall, ex-diretor geral da BBC, lamentou "profundamente a dor" que a entrevista feita em 1995 a Diana de Gales causou ao príncipe William. O ex-diretor geral da rede BBC Tony Hall expressou, esta terça-feira, …

Fernando Santos: "O jogo esteve muito difícil"

Falta de eficácia durante a primeira parte poderia ter estragado os planos da campeã europeia, no jogo contra a Hungria. Portugal ganhou contra a Hungria por 3-0 mas, até aos 83 minutos, não houve golos em …

A partir de 2024, clientes vão pagar taxa pelas embalagens de take away

A partir de 2024, os clientes que comprarem comida através do take away vão passar a pagar uma taxa sobre as embalagens. A notícia é avançada esta terça-feira pelo Jornal de Notícias, que adianta que o …

Primeira-ministra da Nova Zelândia diz ter sido enganada por autora de biografia

A primeira-ministra da Nova Zelândia distanciou-se na segunda-feira do livro "Jacinda Ardern: Liderar com Empatia", a sua mais recente biografia, alegadamente baseado em entrevistas exclusivas. Esta é a terceira biografia sobre Jacinda Ardern. As duas primeiras, …

Hungria 0-3 Portugal | Entrada de Rafa e Renato arrasa magiares

A seleção portuguesa de futebol iniciou hoje a defesa do título com um triunfo por 3-0 sobre a Hungria, na Puskás Arenas, em Budapeste, em encontro da primeira jornada do Grupo F do Euro2020. Raphaël Guerreiro, …