Trump ameaça com novas taxas. China denuncia chantagem e admite retaliar

David Maxwell / EPA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

O cenário de guerra comercial entre a China e os Estados Unidos está a intensificar-se e parece cada vez mais inevitável.

Donald Trump ameaçou, esta segunda-feira, impor novas taxas sobre produtos chineses no valor de 200 mil milhões de dólares, cerca de 171 mil milhões de euros. Esta medida irá avançar caso a China “recuse mudar as suas práticas”.

Na semana passada, sob o argumento de que a China tem beneficiado injustamente de um desequilíbrio comercial com os EUA, Trump anunciou a imposição de taxas de 25% sobre produtos chineses no valor de 50 mil milhões de dólares.

A China não gostou e decidiu responder com taxas na mesma ordem de grandeza sobre produtos americanos. Com esta retaliação, respondeu Trump, a China está “a ameaçar as empresas, os trabalhadores e os agricultores americanos que não fizeram nada de errado”.

Agora, segundo o Público, Donald Trump ameaça cobrar ainda mais direitos aduaneiros, com uma taxa adicional de 10% sobre um leque ainda mais vasto de produtos chineses, num valor total de mais de 200 mil milhões de dólares por ano, cerca de 170 mil milhões de euros.

Esta taxa de 10% anunciada pelo Governo dos EUA soma-se assim à taxa de 25% aplicada sobretudo em bens industriais e agrícolas. Agora, esta taxa é alargada a outros produtos como ferramentas, brinquedos ou t-shirts.

Por sua vez, Pequim reagiu, prometendo tomar medidas “quantitativas e qualitativas” contra o que qualifica como “uma pressão extrema” e “chantagem“. “Se os EUA perdem o bom senso e publicam uma lista de produtos visados] a China ver-se-á na obrigação de adotar uma combinação de medidas quantitativas e qualitativas em forma de enérgicas represálias”, indicou o Ministério do Comércio chinês, em comunicado.

Caso a China retalie, o Presidente norte-americano vai agravar ainda mais a cobrança de direitos aduaneiros, aplicando ainda mais taxas para cobrar 200 mil milhões de dólares em cima dos 200 mil milhões que pediu esta segunda-feira para serem identificados.

Embora tenha uma boa relação com Xi Jinping, Presidente chinês, Donald Trump realça, num comunicado emitido esta terça-feira, que a atitude da China é “inaceitável” e que devem ser tomadas medidas “para que a China abra o mercado aos bens dos Estados Unidos e aceite uma relação comercial mais equilibrada”.

Mas Pequim sempre garantiu que não iria assistir de forma impávida, e que irá responder sempre com taxas próprias sobre produtos norte-americanos.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. O Trampa ainda não percebeu que neste caso a China é quem manda e os EUA nunca vão ganhar esta guerra, simplesmente porque tem muito mais a perder do que a China?!
    E ainda há quem diga que ele é bom negociador!…
    Ele até tem razão, mas se os americanos (governo e privados – como Apple’s, etc) puseram tudo nas mãos dos chineses, não vai ser de um dia para o outro que isso vai mudar!…
    Principalmente enquanto não passarem do Made in China, para o Made in USA!
    E o mesmo se aplica à Europa!

RESPONDER

Encontradas fibras de poliéster em todo o Oceano Ártico

Investigadores encontraram fibras de poliéster em todo o Oceano Ártico. As evidências sugerem que lavar as nossas roupas está a contribuir para esta contaminação. Há muito tempo que o Ártico provou ser um barómetro da saúde …

Campus universitários nos Estados Unidos podem tornar-se super-propagadores da covid-19

Os campus universitários podem tornar-se super-propagadores do novo coronavírus, que causa a covid-19, para toda a sua área de abrangência, concluiu uma nova investigação levada a cabo nos Estados Unidos. Analisando os 30 campus universitários …

A "máscara mais inteligente do mundo" é recarregável, tem microfone e dá luz

A Razer afirma ter criado a máscara mais inteligente do mundo. O Projeto Hazel é um design com um revestimento externo feito de plástico reciclado à prova de água e é transparente para permitir a …

Novo tratamento permite que pessoas com lesões na espinal medula voltem a mexer mãos e braços

Uma equipa de investigadores da Universidade de Washington conseguiu ajudar seis participantes com lesões traumáticas da espinal medual a recuperar alguma mobilidade de mãos e braços. Muitas das pessoas que sofrem lesões traumáticas da espinal medula …

Ventiladores comprados à China custaram 1,3 milhões. Autarquias algarvias vão pedir devolução do dinheiro

Os 30 ventiladores comprados à China seriam usados nos hospitais do Algarve, mas os equipamentos não funcionam. Os autarcas vão agora exigir devolução do dinheiro. De acordo com a edição do jornal Público deste domingo, o …

EUA um passo atrás da China. Pequim leva avanço na Guerra Comercial (e as suas exportações estão em alta)

No ano em que a pandemia se expandiu em todo o mundo, muitos países viram-se em mãos com graves problemas financeiros e económicos. No caso da China, a situação foi mais positiva e o país …

Alexei Navalny detido no regresso à Rússia

O líder da oposição russa, Alexei Navalny, foi detido este domingo no aeroporto em Moscovo quando regressava à Rússia. Os serviços prisionais russos (FSIN) detiveram o opositor russo Alexei Navalny, este domingo, à chegada a Moscovo, acusando-o …

Prazo para trocas ou devoluções suspenso durante confinamento

O prazo para efetuar trocas ou devoluções de bens ficará suspenso durante o atual confinamento e as garantias que terminem neste período ou nos 10 dias seguintes serão prorrogadas por 30 dias, segundo diploma publicado …

Desde 2001 que polícias negros alertam para racismo de agentes do Capitólio

Com a invasão do Capitólio, investiga-se o alegado racismo existente na Polícia do Capitólio. Desde 2001 que agentes negros denunciam casos de discriminação racial no departamento. Desde 2001, centenas de agentes policiais negros processaram o departamento …

Um megatsunami devastou uma vila na Gronelândia. Três anos depois, há quem não possa voltar a casa

Em junho de 2017, Nuugaatsiaq, na Gronelândia, foi devastada por um megatsunami, cujas ondas foram desencadeadas por um enorme deslizamento de quase 30 quilómetros através do fiorde. Embora as ondas se tivessem dissipado quando chegaram a …