Trump ameaça com novas taxas. China denuncia chantagem e admite retaliar

David Maxwell / EPA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

O cenário de guerra comercial entre a China e os Estados Unidos está a intensificar-se e parece cada vez mais inevitável.

Donald Trump ameaçou, esta segunda-feira, impor novas taxas sobre produtos chineses no valor de 200 mil milhões de dólares, cerca de 171 mil milhões de euros. Esta medida irá avançar caso a China “recuse mudar as suas práticas”.

Na semana passada, sob o argumento de que a China tem beneficiado injustamente de um desequilíbrio comercial com os EUA, Trump anunciou a imposição de taxas de 25% sobre produtos chineses no valor de 50 mil milhões de dólares.

A China não gostou e decidiu responder com taxas na mesma ordem de grandeza sobre produtos americanos. Com esta retaliação, respondeu Trump, a China está “a ameaçar as empresas, os trabalhadores e os agricultores americanos que não fizeram nada de errado”.

Agora, segundo o Público, Donald Trump ameaça cobrar ainda mais direitos aduaneiros, com uma taxa adicional de 10% sobre um leque ainda mais vasto de produtos chineses, num valor total de mais de 200 mil milhões de dólares por ano, cerca de 170 mil milhões de euros.

Esta taxa de 10% anunciada pelo Governo dos EUA soma-se assim à taxa de 25% aplicada sobretudo em bens industriais e agrícolas. Agora, esta taxa é alargada a outros produtos como ferramentas, brinquedos ou t-shirts.

Por sua vez, Pequim reagiu, prometendo tomar medidas “quantitativas e qualitativas” contra o que qualifica como “uma pressão extrema” e “chantagem“. “Se os EUA perdem o bom senso e publicam uma lista de produtos visados] a China ver-se-á na obrigação de adotar uma combinação de medidas quantitativas e qualitativas em forma de enérgicas represálias”, indicou o Ministério do Comércio chinês, em comunicado.

Caso a China retalie, o Presidente norte-americano vai agravar ainda mais a cobrança de direitos aduaneiros, aplicando ainda mais taxas para cobrar 200 mil milhões de dólares em cima dos 200 mil milhões que pediu esta segunda-feira para serem identificados.

Embora tenha uma boa relação com Xi Jinping, Presidente chinês, Donald Trump realça, num comunicado emitido esta terça-feira, que a atitude da China é “inaceitável” e que devem ser tomadas medidas “para que a China abra o mercado aos bens dos Estados Unidos e aceite uma relação comercial mais equilibrada”.

Mas Pequim sempre garantiu que não iria assistir de forma impávida, e que irá responder sempre com taxas próprias sobre produtos norte-americanos.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. O Trampa ainda não percebeu que neste caso a China é quem manda e os EUA nunca vão ganhar esta guerra, simplesmente porque tem muito mais a perder do que a China?!
    E ainda há quem diga que ele é bom negociador!…
    Ele até tem razão, mas se os americanos (governo e privados – como Apple’s, etc) puseram tudo nas mãos dos chineses, não vai ser de um dia para o outro que isso vai mudar!…
    Principalmente enquanto não passarem do Made in China, para o Made in USA!
    E o mesmo se aplica à Europa!

RESPONDER

Nicolas Bourbaki foi o maior matemático de sempre (mas nunca existiu)

Considerado como um dos maiores matemáticos de sempre, Nicolas Bourbaki não passava de um pseudónimo adotado por um grupo de grandes matemáticos, que revolucionou a matemática como a conhecemos. Nicolas Bourbaki está entre os maiores matemáticos …

No aquário do Tennessee, é uma enguia que acende as luzes da árvore de Natal

A enguia Miguel Wattson é a responsável pelo espírito natalício que se vive no Aquário do Tennessee, nos Estados Unidos. O Aquário do Tennessee, nos Estados Unidos, encontrou uma forma inusitada de celebrar esta época festiva: …

Há 34 anos, Diana dançou com Travolta. Agora, o seu vestido foi vendido por 261 mil euros

O vestido que a Princesa Diana usou para jantar na Casa Branca, em 1985, foi vendido por mais de 261 mil euros. O vestido azul que a Princesa Diana usou num jantar na Casa Branca, em …

Doentes crónicos com baixo nível de literacia em saúde recorrem mais às urgências

Os doentes crónicos e com um nível de literacia em saúde mais baixo utilizam mais vezes os serviços de urgência hospitalares e dos centros de saúde, bem como as consultas de medicina geral e familiar, …

Ártico viveu em 2019 o segundo ano mais quente em 119 anos

O Ártico viveu em 2019 o seu segundo ano mais quente desde 1900, de acordo com um relatório publicado na terça-feira, aumentando receios de degelo e aumento do nível da água. O Polo Norte está a …

Jardineiro encontra por acaso a obra mais procurada de Gustav Klimt. Estava no galeria onde foi roubada

Um funcionário da galeria de arte Ricci Oddi, na cidade italiana de Piacenza, encontrou por acaso a obra mais procurado do pintor austríaco Gustav Klimt. Estava na própria galeria, onde a obra terá sido roubada …

YouTube reforça políticas contra assédio online

O YouTube anunciou, esta quarta-feira, um conjunto de alterações às políticas que visam combater o assédio que existe na plataforma. O YouTube anunciou esta quarta-feira o reforço das suas políticas contra o assédio online, que preveem …

Deus bebé indiano vence caso em tribunal e reinvindica território sagrado

O Supremo Tribunal Indiano declarou Ram Lalla Virajman, um deus bebé, como o legítimo proprietário de Ayodhya, uma terra no norte da Índia considerada sagrada por muçulmanos e hindus. O tribunal decidiu que o Governo …

China usa comités partidários para manipular empresas estrangeiras

Em outubro, quando a Liga Norte-Americana de Basquetebol (NBA) tentou voltar atrás no apoio aos protestos em Hong Kong, foi criticada por se submeter ao regime autoritário da China. Mas são cada vez mais as …

Ângelo Rodrigues, Flamengo e Tinder. Os temas mais procurados pelos portugueses no Google

Ângelo Rodrigues, Flamengo, como saber onde votar, como funciona o Tinder e "Game of Thrones" estão entre os tópicos que os utilizadores portugueses do Google mais pesquisaram ao longo de 2019. Os dados são divulgados …