Tribunal escocês diz que suspensão do parlamento britânico é ilegal e sem efeito

Andy Rain / EPA

O Supremo Tribunal Civil da Escócia diz que a decisão de suspender o parlamento britânico durante cinco semanas é ilegal e, por isso, “nula e sem efeito”. A sentença foi conhecida esta quarta-feira e o Governo prepara-se para recorrer.

O parlamento foi suspenso na segunda-feira até ao dia 14 de outubro, a pedido de Boris Johnson. A medida enfureceu os partidos da oposição, que acusam o primeiro-ministro de querer apenas limitar a ação dos deputados para travar uma saída da União Europeia sem acordo, evitando ainda dar contas dos progressos feitos pelo Governo sobre a matéria.

Os juízes escoceses concordaram. Na decisão, de acordo com a Sky News, apontam dois problemas nas verdadeiras razões que levaram Johnson a avançar para a suspensão do parlamento: a medida foi imposta para “prevenir ou impedir o parlamento de legislar sobre o Brexit” e para “permitir ao executivo seguir uma política de no deal, sem qualquer interferência parlamentar”.

Assim, os juízes concluem que houve “uma falha clara no cumprimento dos princípios gerais de comportamento das autoridades públicas”.

O processo que chegou ao tribunal escocês foi apresentado por uma deputada do SNP, Joanna Cherry. Numa primeira decisão, o juíz Doherty recusou a queixa, alegando que a suspensão do parlamento era uma questão política e que não cabia à justiça avaliá-la. Esta quarta-feira, porém, três outros magistrados discordaram, considerando a suspensão ilegal.

O Governo prepara-se agora para recorrer, enviando o processo para o Supremo Tribunal do Reino Unido, a instância judicial mais alta do país. Um porta-voz de Downing Street já veio dizer que o executivo está “desapontado” com a decisão dos magistrados escoceses, insistindo que a suspensão do parlamento foi “a forma legal e necessária” para avançar com “uma agenda legislativa doméstica forte”.

O parlamento foi suspenso com deputados a cantar nos Comuns, gritos de “vergonha”, cartazes de protesto e uma intervenção de um John Bercow furioso. O parlamento vai ficar suspenso durante cinco semanas, até 14 de outubro, retomando os trabalhos apenas duas semanas antes da data prevista para o Brexit, a 31 de outubro.

De acordo com os registos históricos, esta é a mais longa suspensão em mais de 40 anos do parlamento que, na maioria dos casos, dura no máximo uma semana. Este período de suspensão abrange a interrupção de três semanas normalmente feita para os principais partidos políticos realizarem os seus congressos, e que estava prevista para ter lugar entre meados de setembro e início de outubro.

Britânicos dizem “sim” a Boris, mas “não” ao Brexit

Uma sondagem revelada esta manhã, no Reino Unido, dá uma clara vantagem aos conservadores, num cenário de eleições antecipadas, de acordo com a TSF.

De acordo com a sondagem do instituto Kantar, 38% dos inquiridos mostram vontade de apoiar o primeiro-ministro Boris Johnson, líder do Partido Conservador, enquanto apenas 24% apoiam o Partido Trabalhista, de Jeremy Corbyn, na oposição, e 20% estão ao lado dos Liberais Democratas. Já o partido do Brexit conta somente com 7% das intenções de voto.

A mesma sondagem verificou ainda como votariam os eleitores se houvesse um novo referendo sobre a saída do Reino Unido da União Europeia e o “não” ganharia: 37% dos inquiridos responderam que preferiam ficar e 34% responderam que preferiam sair. Houve ainda 18% que garantiu que não votaria num novo referendo.

Metade dos cidadãos inquiridos nesta sondagem do instituto Kantar não acredita que o Brexit irá acontecer a 31 de outubro, a data acordada entre o Reino Unido e a União Europeia. Os resultados desta sondagem da Kantar baseiam-se em inquéritos online realizados entre os dias 5 e 9 de setembro.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Trump sugere que os mexicanos são uma ameaça terrorista maior do que o Daesh

O Presidente Donald Trump sugeriu que os mexicanos são uma ameaça muito maior do que o Daesh. Respondendo uma vez mais às críticas sobre ter retirado as tropas dos Estados Unidos (EUA) junto à fronteira …

Grécia. Incêndio em campo de refugiados deixa 600 pessoas sem alojamento

Um incêndio no campo de identificação e registo de migrantes de Vathy, na ilha grega de Samos, deixou 600 refugiados sem alojamento, alertou na terça-feira a organização não-governamental (ONG) Médicos Sem Fronteiras (MSF). "Em Vathy, seis …

Lista candidata à Ordem dos Enfermeiros excluída por ter poucos homens

Uma das listas candidatas às eleições para a Ordem dos Enfermeiros foi excluída por ter poucos homens. A comissão eleitoral nomeada explica que a lista não respeita a lei da paridade, aprovada pela Assembleia da …

“É a desilusão”. PSD queria novos ministros na Saúde, Educação e Justiça

  O PSD defendeu esta quarta-feira que "não há um novo Governo", mas "uma remodelação com alargamento", com um executivo aumentado e "mais partidário", considerando "uma desilusão" a continuidade em pastas como Saúde, Educação e Justiça. "Não …

Dobradinha poderá render 1,6 milhões de euros a Bruno Lage

Caso consiga alcançar a dobradinha, isto é, vencer o campeonato e a Taça de Portugal, o treinador do Benfica, Bruno Lage, receberá em prémios cerca de 1,6 milhões de euros brutos, avança a imprensa desportiva. A …

Lisboa aumenta seis vezes IMI de prédios devolutos nos centros

A Câmara de Lisboa vai aumentar, em 2020, seis vezes a taxa do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) para os prédios devolutos nas zonas de maior pressão urbanística, anunciou esta quarta-feira o vereador das Finanças, …

Polícia entrou na federação de futebol da Bulgária e deteve cinco pessoas

Já depois de Borislav Mihailov se ter demitido da presidência da federação da Bulgária, uma unidade da estrutura policial que luta contra o crime organizado no país entrou esta terça-feira na sede da federação, em …

Família holandesa vivia há 9 anos numa cave à espera “do fim dos tempos”

A policia holandesa encontrou uma família de seis pessoas na cave de uma quinta no nordeste do país, onde viviam em isolamento há nove anos e, segundo a imprensa, esperavam “o fim dos tempos”. A polícia …

Kim Jong-un subiu montanha sagrada a cavalo (e deixou a Coreia à espera de um grande anúncio)

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, foi ao monte Paektu, a montanha considerada sagrada pelos norte-coreanos, dar um passeio a cavalo. As imagens foram divulgadas pela agência estatal KCNA, tendo surgido especulações de que virá aí …

Uma questão de físico. Já se sabe porque o Manchester United desistiu de João Félix

Foi a "falta de físico" que afastou João Félix do Manchester United. O clube inglês ponderou contratar a jovem estrela do Benfica, antes da sua mudança para o Atlético de Madrid, mas acabou por desistir …