Clamídia é uma das causas de morte de coalas na Austrália. Cientistas identificaram um tratamento eficaz

Erik Veland / Wikimedia

Cientistas identificaram um tratamento eficaz, e com poucos efeitos colaterais, para ajudar coalas com clamídia, infeção sexualmente transmissível.

A clamídia, infeção sexualmente transmissível (IST) causada pela bactéria Chlamydia trachomatis, é uma das principais causas de morte da população de coalas da Austrália.

Os antibióticos usados para tratar esta infeção em humanos também funcionam com os coalas, mas a sua taxa de sucesso varia. Além disso, alguns deles produzem efeitos colaterais que podem ser prejudiciais para estes animais, como perturbar os micróbios intestinais que lhes permitem digerir folhas de eucalipto, um dos alimentos mais comuns da sua dieta.

Mas, agora, conta o site Live Science, uma nova investigação, liderada por Elliot Grossman, estudante da Escola Veterinária Cummings, da Universidade Tufts, nos Estados Unidos, identificou um antibiótico que pode controlar a infeção nestes marsupiais, e com poucos efeitos colaterais associados.

O investigador analisou 311 casos de coalas com clamídia, observando como os animais responderam aos dois antibióticos geralmente administrados aos coalas com clamídia: cloranfenicol e doxiciclina.

Quando os coalas receberam cloranfenicol, o tratamento era mais propenso a falhar. Os animais, por vezes, também tinham diarreia, infeções fúngicas, depressão, desidratação e disfunção da medula óssea, explica Grossman num comunicado.

Por outro lado, a doxiciclina revelou não só ser um tratamento mais confiável, como também produziu menos efeitos colaterais.

Em declarações ao mesmo site, um representante da universidade norte-americana declarou que os investigadores estão, neste momento, a finalizar um manuscrito sobre estes resultados. Porém, as suas conclusões já estão a fazer a diferença.

“Centenas de coalas em toda a Austrália beneficiaram desta pesquisa, que indicou que a doxiciclina é, atualmente, um antibiótico melhor para tratar coalas com clamidiose do que o cloranfenicol amplamente usado anteriormente”, destaca Rosie Booth, diretora do Australia Zoo Wildlife Hospital.

Neste hospital, na cidade de Beerwah, todos os anos, são tratados cerca de 300 a 500 coalas, sendo que 40% estão infetados com clamídia.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Mesmo depois da morte de Ihor, centro do aeroporto ainda tem videovigilância "muito limitada"

Um ano e meio após a morte de Ihor Homeniuk, o centro de instalação temporária do aeroporto de Lisboa (CIT) continua sem cobertura total de câmaras de videovigilância em zonas comuns. A situação atual distancia-se daquilo …

Liveblog ZAP. Afluência de 20,94% até às 12h

Realizam-se este domingo Eleições Autárquicas em Portugal, nas quais está em jogo a eleição de 308 presidentes de câmaras municipais, os seus vereadores e assembleias municipais, bem como 3091 assembleias de freguesia. Acompanhe tudo no …

Arqueólogos desenterram (acidentalmente) ossadas com 800 anos no Peru

Os restos mortais de oito pessoas, com aproximadamente 800 anos de idade e enterrados com alimentos e instrumentos musicais na mesma câmara funerária, foram encontrados ao sul de Lima, no Peru, durante a instalação de …

Marcelo apela ao voto "por memória deste ano e meio que não esqueceremos"

O Presidente da República considerou que votar nas eleições autárquicas é mais importante do que nunca para o país recomeçar a viver e a sair das crises sanitária, económica e social. Este apelo ao voto foi …

Onde e como? Um guia para votar nas eleições autárquicas

As mesas de voto das eleições autárquicas abriram hoje às 08:00 no continente e na Madeira para a escolha dos dirigentes dos municípios e das freguesias para os próximos quatro anos. Nos Açores, as urnas abrem …

Ensino Superior: 33% dos candidatos ficaram de fora. Veja se ficou entre os colocados

Mais de 49 mil novos estudantes entraram agora para o ensino superior, tendo ficado sem colocação 33% dos candidatos à primeira fase do concurso nacional de acesso, revelam dados divulgados hoje pelo Ministério do Ensino …

Pessoas mais pobres são vistas como menos suscetíveis à dor

Um novo estudo indica que os indivíduos de classe baixa são estereotipados como insensíveis à dor física, o que pode impactar os seus cuidados médicos. “As estatísticas de saúde indicam que as pessoas ricas recebem um …

As crianças têm dez vezes mais micro-plásticos nas fezes do que os adultos

Uma equipa de cientistas da Universidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos, usou espectrometria de massa para medir os níveis de micro-plásticos compostos de policarbonato (PC) e de polietileno tereftalato (PET) presentes nas fezes crianças …

MIT desenvolve mão robótica insuflável (que devolve o tato aos amputados)

Apesar de haver membros biónicos altamente articulados, concebidos para detetar os sinais musculares residuais e imitar roboticamente os seus movimentos pretendidos, a destreza de alta tecnologia tem um custo muito alto. Recentemente, engenheiros do Massachusetts Institute …

É agora possível os robôs mexerem-se sozinhos, graças a novos polímeros de alta energia

Através do uso de novos polímeros que armazenam mais energia e são depois aquecidos, investigadores da Universidade de Stanford conseguiram colocar manequins a mexer os braços sozinhos. Era ver robots a mexer os braços sozinhos, pelo …