Autarca sugere transferir operação da TAP de Lisboa para o Porto por questões de segurança

A autarquia de Santa Maria da Feira sugeriu que a operação da TAP devia ser transferida para o Norte, de forma a “transmitir segurança” aos viajantes, enquanto os casos de covid-19 continuarem a aumentar na capital.

O presidente do Município de Santa Maria da Feira, Emídio Sousa, defendeu esta segunda-feira que a operação da transportadora TAP devia ser deslocalizada para o Norte como forma de “transmitir segurança” aos viajantes enquanto aumentam os casos de covid-19 em Lisboa.

Esta é a proposta do social-democrata que, enquanto autarca no concelho que integra o distrito de Aveiro e também a Área Metropolitana do Porto, afirma que o Aeroporto Francisco Sá Carneiro e toda a região Norte do país têm nesta altura “muito mais controlada” a situação epidemiológica do vírus SARS-CoV-2.

“Neste momento, o que prejudica a nossa imagem no estrangeiro é a situação que se vive em Lisboa e nos concelhos em redor, onde todos os dias está a aparecer uma grande quantidade de novos infetados. O Porto e os outros concelhos da região Norte, no entanto, representam agora a zona mais segura do país em termos de covid-19”, argumentou.

É por isso que o autarca da Feira e também vice-presidente da Junta Metropolitana do Porto sugere: “Se a operação de retoma dos voos da TAP for transferida para o Porto, que agora está há duas ou três semanas com zero casos novos por dia, isso vai transmitir segurança aos viajantes e permitirá atrair de novo o turismo para um destino que já era muito forte”.

Recordando que em 2019 o Porto “recebeu 12 milhões de passageiros” e que o Aeroporto Francisco Sá Carneiro tem “todas as condições para garantir uma operação de qualidade” à transportadora aérea portuguesa, Emídio Sousa acredita que a deslocalização “temporária” do plano de voos da TAP para o Norte seria uma medida positiva para recuperar um dos principais setores da economia portuguesa.

Isso não invalida a necessidade de reajustar expectativas: “Se no ano passado tivemos 12 milhões de passageiros, este ano já era muito bom se recebêssemos metade disso e é aí que a TAP pode ajudar”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Falta é explicar que as viagens de negócios e turismo é mais viradas para Lisboa.
    A região norte tem muitos pontos de interesse mas, são muito afastados e os custos muitíssimo elevados. Um jantar na Ribeira fica por 44 euros por pessoa. Uma noite no centro fica por 163 euros. Mais 270 euros para uma volta num “cruzeiro do Douro”. Mais 30 euros para visitar uma adega. Mais 70 euros para o táxi.
    Sim, existem pontos de interesse para visitar mas, estão muito mal organizados. Basta ver que a associação de comércio do Porto, queria a linha do Douro activa, com o comboio de luxo, sendo que o estado teria de pagar 100% dos custos e o ministério do Turismo 40% dos bilhetes, para que os passageiros pagassem 30 euros por bilhete, para pararem nas lojas dos empresários dessa associação.

RESPONDER

Stefano Pioli propõe regra de basquetebol que contribui para um "futebol de ataque"

O treinador do Milan, Stefano Pioli, propõe uma alteração nas regras do futebol que promete revolucionar o desporto rei. De forma semelhante ao basquetebol, uma vez dentro do meio campo adversário, as equipas não poderiam voltar …

Um dos maiores sites de dados sobre a covid-19 na Austrália é, afinal, gerido por adolescentes

Aproveitando o momento em que passaram a integrar as estatísticas que os próprios fazem chegar diariamente à população australiana, o grupo de três jovens revelou a sua identidade para surpresa de muitos dos seus seguidores. …

Mais cinco mortes e 713 casos confirmados em Portugal

Portugal registou, este sábado, mais cinco mortes e 713 casos confirmados de covid-19, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este sábado registaram-se mais cinco mortes e 713 novos casos …

Dirigente da Huawei detida no Canadá pode voltar à China após acordo com EUA

A justiça dos EUA aceitou hoje o acordo entre o Departamento da Justiça e a Huawei, que vai permitir à filha do fundador e diretora financeira do conglomerado chinês de telecomunicações regressar à China. Uma juíza …

Depois do coro de críticas, brasões da Praça do Império passam do jardim para a calçada

Os brasões florais que representam as capitais de distrito e as ex-colónias portuguesas vão mesmo ser retirados da Praça do Império, em Lisboa, mas passarão a estar representados em pedra da calçada. É a solução …

Vulcão, La Palma

Aeroporto de Las Palmas inoperacional devido à acumulação de cinzas

O aeroporto de La Palma, na Ilha de Tenerife, nas Canárias, está inoperacional por acumulação de cinzas, resultante da erupção do vulcão Cumbre Vieja, informou hoje a empresa gestora dos aeroportos e do tráfego aéreo …

Siza Vieira reforça que é "trabalho" dos Bancos discutir com os clientes o reembolso das moratórias

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, reforça que cabe aos Bancos "discutir com os seus clientes que têm moratórias nos sectores mais afectados" pela pandemia o reembolso das dívidas após o fim destes mecanismos …

Domingos Soares de Oliveira de saída do Benfica

Além de João Varandas Fernandes e José Eduardo Moniz, o administrador Domingos Soares de Oliveira também não vai integrar a lista de Rui Costa para as próximas eleições. Rui Costa confirmou na terça-feira que é candidato …

Depois do Bayern, Barcelona também está atento a Luis Díaz

Luis Díaz continua a somar boas exibições e clubes interessados na sua contratação. Agora fala-se do desejo do Barcelona em contratar o colombiano em janeiro. Luis Díaz atravessa um momento de forma excecional ao serviço do …

Fuse Valley, Matosinhos

Está a nascer em Matosinhos a Silicon Valley portuguesa (e até Siza Vieira está "espantado")

O "Fuse Valley" promete ser a Silicon Valley portuguesa, em Matosinhos, num empreendimento inovador da Farfetch e da Castro Group que até deixa o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, "espantado". A abertura está prevista …