Trabalhadores da RTP revoltados com contratação de Ana Lourenço

Itisa / wikimedia

A contratação da ex-jornalista da SIC Notícias, Ana Lourenço, para os quadros da RTP está a indignar a Comissão de Trabalhadores (CT) do canal público.

A jornalista foi anunciada esta terça-feira como a nova pivô da RTP3, cerca de um mês depois de se ter demitido da SIC.

A partir de hoje a jornalista Ana Lourenço integra a equipa de profissionais da RTP.

Posted by RTP1 on Tuesday, March 1, 2016

A Comissão dá as boas-vindas a Ana Lourenço, elogiando-lhe o mérito profissional, mas critica a condição precária dos trabalhadores da empresa a recibos verdes.

“Esta CT espera, no futuro, poder dar as boas vindas aos quadros da RTP aos muitos trabalhadores precários a recibo verde, sem os quais seria impossível manter a funcionar o Serviço Público de Rádio e Televisão de Portugal, e que cuja contratação ainda não foi alvo de qualquer excepção por parte do Sr. Ministro da tutela, Dr. João Soares”, refere a Comissão num documento que terá sido enviado aos funcionários da RTP, de acordo com o Diário de Notícias.

“O serviço público precisa de todos os profissionais competentes que nele trabalham tratados por igual e com os mesmos direitos”, defende ainda a CT.

A Comissão de Trabalhadores enviou ainda uma carta ao Governo denunciando as situações irregulares e apelando a medidas que permitam que a situação dos funcionários da RTP seja regularizada, nomeadamente a alteração de um artigo da Proposta de Lei do Orçamento do Estado que proíbe a RTP de “proceder ao recrutamento de trabalhadores para a constituição de vínculos de emprego por tempo indeterminado, ou a termo, sem prejuízo de situações excepcionais”, à semelhança do que acontece em outras empresas públicas – “mesmo que reduza custos e mesmo que continue a reduzir o número de trabalhadores”.

A CT denuncia que “nos últimos dois meses foram contratados directamente nove pessoas” a recibos verdes para áreas de produção, havendo mesmo “trabalhadores que estavam com contratos a prazo e que, por proposta da empresa, passaram a trabalhadores independentes a recibo verde só para poderem continuar a trabalhar”.

De acordo com os funcionários da RTP, “só para a Direcção de Informação de Televisão foram contratados 20 falsos recibos verdes no último ano“, havendo “muitos mais” casos nas várias delegações do país.

Trata-se, explicam, de “trabalhadores que têm um local de trabalho fixo cumprem horários de trabalho diário e obedecem a uma hierarquia”, o seja, tarefas incompatíveis com vínculos precários como os recibos verdes, e que obrigam a um contrato de trabalho.

ZAP

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Ok, mas os “funcionários” a recibos verdes deveriam vir informar sobre as condições das suas contratações, promovendo e apoiando a realização de um concurso (sério) público para a ocupação dos seus lugares. E que tal, hein?

  2. Isto é uma não notícia. Então os trabalhadores saudam a contratação e o título diz que estão revoltados. Em que é que ficamos. Os bons profissionais são sempre bem vindos seja em que actividade for. O Joao Adelino Faria tb veio de outro canal e é um bom profissional. Outros que no passado saíram pra concorrência fizeram no pq são bons profissionais e deram lhe melhores condições noutro lado. Portanto o mercado a funcionar e nos espectadores a ganhar com informação e trabalhos jornalísticos de melhor nível leia se melhor enriquecimento sociocultural.

  3. Infelizmente, mais uma vez, a “caixa” nada tem a ver com o conteúdo. Só serve para vender e manipular a opinião pública. Lamentável.

  4. As pessoas devem ser nomeadas para cargos públicos por competencia.Há que acabar com a dança de cadeiras de quatro em quatro anos.Isto não serve o povo de qualquer País, e o espectáculo de que os Políticos não têm como fim último servi-lo é indecoroso e insuportável.
    Já ninguem parece importar-se com o que parece suponho que muito menos com o que é.
    Os Idais dos Partidos de Esquerda obrigam necessáriamente a que se faça muito melhor e que se páre com mais do mesmo.

  5. Deviam era rever os salários obscenos na RTP para o J. Gabriel por exemplo não vir fazer um anuncio, para despejar as prateleiras da família Belmiro, a dizer que “somos” 2 milhões de pobres onde ele se deve de estar a incluir.
    Esta RTP que se intitula de pública mas privativa de uns poucos onde de público nada tem a não ser a concorrência pimba ao lixo da tv privada e aos ordenados milionários. Privatizem isso ou ajustem os salários.

Autoridades descartam participação da milícia "Escritório do Crime" no caso Marielle Franco

O envolvimento da milícia conhecida como "Escritório do Crime" no homicídio da vereadora e ativista Marielle Franco chegou a ser investigado, mas foi descartado pela polícia brasileira. O delegado brasileiro Daniel Rosa, da cidade do Rio …

Desconfinamento não foi suficiente. Desemprego volta a subir em Espanha para valores de 2016

O número de desempregados inscritos nos serviços públicos de emprego em Espanha voltou a aumentar em 5.107 pessoas em junho, uma desaceleração em relação a maio, atingindo um total de 3.862.883 espanhóis. De acordo com os …

Governo vai monitorizar discurso de ódio na Internet

O Governo vai monitorizar o discurso de ódio nas plataformas online, estando "em vias" de dar início à contratação pública de um projeto que deverá traduzir-se num barómetro mensal de acompanhamento e identificação de sites. Segundo …

Tribunal britânico decide que é Guaidó (e não Maduro) quem manda nas reservas de ouro da Venezuela

A justiça britânica decidiu esta quinta-feira que é o líder da oposição venezuelana Juan Guaidó e não o Presidente Nicolás Maduro quem tem autoridade sobre as reservas de ouro da Venezuela depositadas no Banco de …

Mistério resolvido. Cientistas descobriram como é que as cobras "voam"

Nem todas as cobras se movem arrastando-se discretamente pelo chão. Há uma cobra do género Chrysopelea que parece voar de árvore em árvore. Agora, os cientistas descobriram como é que estes animais se movem pelo …

Mais de 80 mil pessoas registaram-se na Segurança Social desde janeiro

O programa “Segurança Social na Hora”, criado em janeiro deste ano, abrangeu até ao momento 80.700 pessoas, de acordo com os dados divulgados pela ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social (MTSSS). Ana Mendes Godinho avançou …

Douro. Poluição regressa a valores anteriores ao estado de emergência

Os valores de contaminação do estuário do rio Douro, que durante o estado de emergência baixaram a níveis só vistos há mais de 30 anos, já regressaram aos valores pré-pandemia. As boas notícias "rapidamente se esfumaram". …

Reino Unido deixa cair pontes aéreas e prepara levantamento da quarentena para dezenas de países

O Reino Unido vai deixar cair o plano para a criação de pontes aéreas e prepara-se para substituir a medida pela isenção de quarentena para dezenas de países. Dezenas de países vão ficar isentos de restrições …

Medina clarifica críticas em público: eram para chefias regionais (e não para Temido)

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Media, veio esta quarta-feira a público esclarecer as duras críticas que vez relativamente à atuação das autoridades de saúde no combate à pandemia de covid-19. No seu habitual espaço …

Fraude nas viagens entre ilhas e continente. PJ desmantela mais uma rede criminosa

Esta quarta-feira, foi desmantelada mais uma rede criminosa que se aproveitava de forma fraudulenta do subsídio que financia as deslocações dos habitantes dos Açores e da Madeira ao continente. Existem fraudes nos subsídios das viagens entre …