Toyota chama à revisão 868 híbridos em Portugal devido a falha de software

A Toyota Caetano Portugal vai chamar às suas oficinas 868 carros híbridos devido a uma falha de software que pode reduzir o poder motriz e fazer mesmo com que o veículo pare.

Fonte oficial da Toyota Caetano Portugal disse à agência Lusa que esta atualização de software “é uma situação normal e que ocorre nos mais diversos setores de atividade e equipamentos”, sendo que o sistema visado é o que “controla o fluxo de energia no sistema híbrido, apenas para os modelos Auris HSD e Prius+“.

Em causa em Portugal estão 821 unidades do Toyota Auris HSD e 47 veículos do Toyota Prius+.

O fabricante automóvel japonês anunciou esta quarta-feira que vai chamar à revisão cerca de 625 mil carros híbridos em todo o mundo devido a esta falha, frisando que a avaria não provocou qualquer acidente, nem ferimentos aos ocupantes.

O defeito afeta os modelos Prius+ (comercializado como Prius V ou Prius Alfa, em determinados mercados) e o Auris híbrido, fabricados entre maio de 2010 e novembro de 2014. É considerado um automóvel híbrido aquele que é movido a eletricidade e a gasolina ou gasóleo.

A fonte da Toyota Caetano adianta que dentro dos próximos dias, a empresa “vai contactar diretamente os clientes de viaturas envolvidas (por carta registada) para que, mediante a sua disponibilidade, se desloquem com as viaturas à rede oficial de concessionários Toyota”.

Acrescenta ainda que a atualização de software “deve demorar cerca de 30 minutos e não terá qualquer custo para o cliente”, observando que a Toyota “reforçou e empenhou-se afincadamente na segurança e na qualidade dos seus modelos” e que, como reflexo desta atitude, colocou os seus “clientes e as pessoas em primeiro lugar, tomando sem hesitação, qualquer ação que vise a melhoria destes pilares”.

Do total dos 625 mil carros híbridos, 160 mil foram comercializados na Europa, 120 mil na América do Norte e aproximadamente 340 mil no Japão, enquanto os restantes 5000 foram vendidos em África e em outros mercados.

A atual configuração de software destes automóveis pode causar um sobreaquecimento de transístores, que, se danificados, podem levar, em primeiro lugar, ao acender de várias luzes de aviso, segundo a Toyota.

Na maioria dos casos, o veículo entraria em “modo de segurança”, o que reduz a força motriz do carro e permite conduzi-lo apenas por uma distância limitada.

Em última instância, explica a Toyota, o sistema híbrido desativar-se-ia e o automóvel ficaria parado.

A empresa explicou que as viaturas afetadas devem ser levadas aos concessionários em que foram adquiridos, onde será efetuada uma atualização do software, operação estimada em cerca de meia hora.

O problema foi detetado numa altura em que a Toyota, a par com outros fabricantes japoneses, tem ainda muito presente as massivas chamadas à revisão devido a avarias nos airbags da companhia Takata, que terão estado na origem de pelo menos oito mortes.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Costa quer fazer da Saúde a jóia da coroa da legislatura (e Centeno pode desempenhar funções importantes)

O programa eleitoral do PS foi este sábado aprovado, por unanimidade, no final da Convenção Nacional do partido, que decorreu em Lisboa. O programa eleitoral do PS para as legislativas de 06 de outubro foi apresentado …

Fogos na Sertã dominados. Chamas ainda descontroladas em Vila de Rei e Mação

O Comandante do Agrupamento Centro Sul da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, Belo Costa, disse esta manhã de domingo, que as Forças Armadas estão no terreno com máquinas de rastos, bem como a …

Cemitérios verdes. Especialista britânico sugere enterrar mortos à beira da estrada

O especialista britânico sugere que se use os espaços ao lado das estradas, ferrovias e passeios como "corredores funerários" amigos do ambiente. Uma vez que a ciência ainda não encontrou forma de nos tornar imortais, encontrar …

Consumo de proteínas e laticínios pode ajudar a reduzir risco de diabetes

Cientistas associaram um maior consumo de proteínas e laticínios a um menor risco de diabetes. Em contrapartida, alimentos ricos em calorias foram ligados a um maior risco de diabetes. A diabetes é um problema de saúde …

Médicos alertam: técnica de tapar a boca com fita-cola para dormir melhor é perigosa

Chama-se "buteyko" e consiste em encontrar formas de respirar melhor pelo nariz, entre as quais fechar a boca enquanto dormimos. A tendência está a gerar um debate entre os médicos, que consideram esta técnica perigosa. Foi …

Incentivos financeiros ajudam pessoas a deixar de fumar

Fumar mata um em cada dois fumadores ávidos, mas desistir leva a grandes melhorias na saúde, aumento da esperança de vida e poupança de custos com cuidados de saúde. Pagar às pessoas para pararem de …

Há uma coisa simples que podemos fazer para combater as alterações climáticas: falar sobre o problema

A preocupação com as alterações climáticas pode ser muitas vezes um fardo solitário, mas a verdade é que não precisa de ser assim. De acordo com um novo estudo, simplesmente falar sobre o assunto com …

Em busca das duas princesas alemãs. Vaticano analisa ossários após encontrar túmulos vazios

Os trabalhos começaram esta manhã no cemitério que fica dentro das muralhas do Vaticano e foram analisados os restos dos dois ossários, explicou o porta-voz interino da Santa Sé, Alessando Gisotti. Os ossários estavam perto dos …

Miguel Pinto Lisboa é o novo presidente do Vitória de Guimarães

Miguel Pinto Lisboa foi eleito, este sábado, o novo presidente do Vitória de Guimarães, avança a imprensa portuguesa. Os números ainda não são oficiais, mas as primeiras projeções indicam que o candidato de 47 anos da …

Incêndios em Castelo Branco e Santarém. Há quatro bombeiros feridos, um em estado grave

Dois incêndios em Castelo Branco estão a mobilizar mais de 500 operacionais e 15 meios aéreos. Há estradas cortadas e aldeias evacuadas. Dois incêndios em povoamento florestal, todos no distrito de Castelo Branco, um no município …