Tomar banho demasiadas vezes é prejudicial para o microbioma humano

Tomar banho é uma boa maneira para despertar de manhã ou para relaxar antes de dormir. No entanto, durante um banho, perdemos mais do que apenas suor.

Segundo um estudo realizado com indígenas Yanomami da Amazónia, os banhos frequentes removem organismos benéficos e óleos importantes da nossa pele.

A nossa pele está coberta por um microbioma formado por bactérias, vírus e outros micróbios eucarióticos. Sem eles, teríamos sérios problemas com o funcionamento do sistema imunológico, com a digestão e até com o coração.

Há provas de que tomar banho com muita frequência e com produtos agressivos danifica nosso microbioma, resultando em problemas de pele e até alérgicos.

O medo do contacto com a sujidade e os germes pode ser o culpado do aumento de casos de alergias nas novas gerações. É por isso que os médicos incentivam as crianças a brincar descalças no quintal, para terem contacto com todo tipo de germes.

O povo Yanomami não tem qualquer contacto com outras pessoas e, de acordo com os especialistas, a sua pele, bocas e fezes apresentam a mais rica variedade de bactérias já encontrada em qualquer população até agora.

No entanto, os estudos mais diretos sobre este assunto são escassos, porque é difícil reunir um grupo de voluntários que esteja disposto a deixar de tomar banho durante muito tempo.

Há observações individuais longe de serem caracterizadas como estudos científicos, como as de James Hamblin do jornal The Atlantic, que publicou um ensaio em 2016 no qual divulga a sua experiência de deixar de tomar banho todos os dias.

No início, eu era um monstro oleoso e mal cheiroso”, afirmou. Depois, o mau cheiro e o excesso de oleosidade diminuíram. Para afastar a hipótese de que Hamblin se tinha habituado ao seu próprio mau cheiro, o jornalista pedia a amigos que confirmassem se realmente estava a cheirar mal ou não, e eles diziam que não estava.

Outra jornalista, Julia Scott, usou produtos de uma empresa chamada AOBiome, que promove um microbioma saudável, e contou que nos primeiros dias de adaptação os amigos diziam que cheirava a cebola. Mas, alguns dias depois, o mau odor desapareceu.

Julia Scott disse que, no final da experiência, apenas uma semana de banhos diários foi suficiente para destruir a sua colónia de bactérias saudáveis.

E aí, você tem coragem de diminuir a frequência dos banhos ou deixar de usar shampoos e sabonetes tradicionais?

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. O que querem dizer com “com produtos agressivos”? Poderiam dar um exemplo para informar melhor as pessoas. Presumo que queriam dizer “Sodium Laureth (e Lauryl) Sulfate”, um poderoso desengordurante industrial, que está em quase todos os shampoos, geis de duche e sabonetes, pastas de dentes(sim,também metem isso dentro da boca!) à venda nos supermercados.
    E este é apenas um dos químicos…Falta o resto de lista de ingredientes…

RESPONDER

Viagens ao Espaço têm um novo perigo desconhecido para os astronautas

Há um perigo inerente às longas viagens espaciais dos astronautas desconhecido até aos dias de hoje. Um novo estudo aponta que os cosmonautas podem ver o seu fluxo sanguíneo revertido na parte superior do corpo. A …

Macrocilix maia, a misteriosa traça que tem moscas a comer fezes nas suas asas

Macrocilix maia é uma espécie de traça que se destaca pela forma como se camufla dos seus predadores. Nas suas asas vê-se duas moscas a comer excrementos de pássaro. A natureza nunca falha em surpreender-nos e …

Há provas que ligam misteriosa doença que paralisa crianças a vírus raro

Pela primeira vez, foram encontradas provas da associação do Enterovírus D68, um vírus raro até há algum tempo, à Mielite Flácida Aguda, uma doença semelhante à poliomielite que tem afectado centenas de crianças, provocando a …

Antigos egípcios podem ter encurralado milhões de pássaros só para os mumificar

Novas evidências de ADN sugerem que os antigos Egípcios capturavam pássaros selvagens para sacrifícios ritualísticos (e para os poderem mumificar depois). As catacumbas egípcias contêm milhares de pássaros mumificados, especificamente íbis-sagrados (Threskiornis aethiopicus), empilhados uns sobre …

Estudo mostra que sondagens tendenciosas enviesam eleições políticas

Através de experiências práticas, uma investigação recente sugere que as sondagens tendenciosas podem influenciar e enviesar as eleições políticas, até mesmo nas grandes democracias. Enquanto uma eleição se aproxima no Reino Unido e uma votação presidencial …

A Rússia criou a arma mais mortífera da história. Foi há 72 anos

Comummente conhecida por AK-47, a espingarda Kalashnikov foi responsável por milhões de mortes durante a nossa História, sendo uma das armas mais populares do mundo e a mais fabricada pela indústria de armamento. Segundo o The Conversation, …

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …

Pombos estão a perder dedos ou patas por causa da poluição

Basta passar algum tempo na praça de uma cidade para ver que alguns pombos têm patas feridas ou dedos em falta. Embora possamos pensar que isto é causado por algum vírus ou pelos eventuais desentendimentos …

Descoberto no Japão fóssil de pássaro com 120 milhões de anos

O fóssil de um pássaro do Cretáceo recentemente descoberto no Japão pode levar os cientistas a repensarem alguns detalhes sobre a evolução do voo. Há cerca de 120 milhões de anos, um pássaro com o tamanho …