No coração de Tikal, os reservatórios de água eram tão poluídos que podem explicar o desaparecimento da população

(dr) David Lentz / UC

A antiga cidade de Tikal

Os reservatórios no coração de uma antiga cidade maia estavam tão poluídos com mercúrio e algas que a água, provavelmente, não era potável.

Os reservatórios da antiga cidade maia de Tikal, na atual Guatemala, estavam tão poluídos com mercúrio e algas que, segundo uma investigação recente, a água não era potável.

Segundo o Phys, uma equipa de cientistas da universidade norte-americana de Cincinnati encontrou níveis tóxicos de poluição em dois reservatórios centrais em Tikal. As descobertas sugerem que as secas do século IX terão contribuíram para o despovoamento e o posterior abandono da cidade.

“A conversão dos reservatórios centrais de Tikal de locais que sustentam a vida para locais que induzem doenças terá ajudado, prática e simbolicamente, a provocar o abandono desta magnífica cidade”, concluíram os cientistas. O estudo foi publicado recentemente na Scientific Reports.

A análise geoquímica indicou que os dois reservatórios mais próximos do palácio e do templo da cidade continham níveis tóxicos de mercúrio, tendo a equipa rastreado um pigmento usado pelos maias para adornar edifícios e louças. Durante as tempestades, o mercúrio no pigmento foi lixiviado nos reservatórios, onde se depositou em camadas de sedimentos ao longo dos anos.

Ainda assim, a equipa adverte que a população da cidade tinha água potável em abundância de outros reservatórios que permaneceram sem qualquer contaminação.

Para este estudo, a equipa (composta por antropólogos, geógrafos, botânicos, biólogos e químicos) recolheu amostras de sedimentos em 10 reservatórios da cidade e realizaram uma análise do ADN antigo encontrado na argila estratificada de quatro deles.

Os sedimentos dos reservatórios mais próximos do templo e do palácio central mostraram evidências de algas tóxicas – as conhecidas cianobactérias. O consumo desta água, principalmente durante as secas, terá adoecido as pessoas, mesmo que a água tivesse sido fervida.

O surpreendente é que os cientistas não encontraram provas dos mesmos poluentes nos sedimentos dos reservatórios mais distantes. Encontrar alguns poluídos e outros não sugere que os maias usavam os reservatórios para propósitos diferentes.

“Os governantes maias conferiram a si mesmos o atributo de poder controlar a água. Eles tinham um relacionamento especial com os Deuses da chuva, sendo que o reservatório era um símbolo bastante potente”, disse o co-autor Nicholas Dunning, referindo-se aos reservatórios mais próximos do templo e do palácio central.

O mais provável é que os maias tenham usado estes dois reservatórios para beber, cozinhar ou irrigar. No entanto, segundo Kenneth Tankersley, professor de antropologia na Faculdade de Artes e Ciências da Universidade de Cincinnati, a água tinha “uma aparência e sabor desagradáveis“.

Atualmente, Tikal é um parque nacional e Património Mundial da UNESCO. Os cientistas acreditam que uma combinação de fatores económicos, políticos e sociais levaram as pessoas a deixar a cidade, mas o clima terá também desempenhado um papel fundamental, nomeadamente por causa das secas.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

PSP já apanhou mais de três mil pessoas a conduzir sem carta este ano

O número de pessoas detetadas a conduzir sem carta aumentou 22% nos sete primeiros meses deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado. "De 1 de janeiro a 31 de julho de 2020, …

"Vacina deve ser um bem global de saúde pública". OMS critica "nacionalismo de vacinas"

A Organização Mundial de Saúde (OMS) criticou na quinta-feira o "nacionalismo de vacinas" para a covid-19, afirmando que qualquer país terá benefícios económicos e de saúde se o resto do mundo recuperar da pandemia. "O nacionalismo …

Depois da explosão, os protestos em Beirute. Manifestantes anti-Governo pedem mudança política urgente

Esta quinta-feira, dezenas de manifestantes foram dispersos com gás lacrimogéneo quando protestavam na sequência da explosão em Beirute, capital do Líbano, que provocou pelo menos 149 mortos, cinco mil feridos e a destruição de casas …

Em vez de flores, família de Fernanda Lapa pede donativos por Bruno Candé

A família da atriz, que faleceu esta quinta-feira, apela a que quem queira oferecer flores para o funeral faça antes um donativo para os herdeiros do ator Bruno Candé, que foi assassinado, em Lisboa. "A Família …

Orbán diz que todos os migrantes ilegais são potenciais "bombas biológicas"

O primeiro-ministro da Hungria, o ultranacionalista Viktor Orbán, defendeu esta sexta-feira que se deve impedir a chegada de imigrantes ilegais ao país porque estes são potenciais "bombas biológicas" devido à covid-19. Conhecido pelos seus discursos contra …

Donald Trump proíbe transações com empresa chinesa detentora do TikTok

Donald Trump assinou uma ordem executiva que proíbe as transações com a ByteDance no prazo de 45 dias e o Senado já aprovou o projeto de lei que proíbe o descarregamento e utilização da aplicação. …

Preocupado com os incêndios, Marcelo admite interromper férias. Ontem foi o pior dia

O Presidente da Repúblic disse esta quinta-feira que está a acompanhar a vaga de incêndios que assola o território continental e admitiu a possibilidade de interromper as férias no Porto Santo se a situação piorar. "É …

Portugal foi o "patinho feio", mas volta a estar em contraciclo com a Europa (por bons motivos)

Portugal destaca-se agora por apresentar uma tendência de redução de novos casos de infeção pelo novo coronavírus, ao contrário de outros países europeus. Quando o novo coronavírus começou a ganhar terreno no continente europeu, Portugal foi …

Kim Jong-un insiste que a Coreia do Norte travou o vírus, mas intensifica combate à covid-19

Kim Jong-un tem repetido várias vezes que a Coreia do norte "travou o vírus maligno", mas o reforço das medidas de combate à covid-19 e a canalização urgente de material médico e alimentos para Kaesong …

Novo Banco tinha autorização de Bruxelas para financiar venda de imóveis

A DG Comp da Comissão Europeia autorizou o Novo Banco a conceder crédito aos compradores do imobiliário vendido pela instituição. Quando o Novo Banco foi constituído, o acordo assinado entre a Direção Geral da Concorrência europeia …