/

Tiago Barbosa Ribeiro formaliza candidatura à Câmara do Porto e diz ter “ótima” relação com Costa

1

Mário Cruz / Lusa

O deputado do Partido Socialista, Tiago Barbosa Ribeiro

Secretário-geral do Partido Socialista não esteve presente na apresentação da candidatura do Tiago Barbosa Ribeiro à Câmara Municipal, a qual só aconteceu depois da desistência de Eduardo Pinheiro, secretário de Estado da Mobilidade, por falta de apoio das bases do partido e do secretário-geral adjunto, José Luís Carneiro, se autoexcluir.

Tiago Barbosa Ribeiro formalizou esta segunda-feira a sua candidatura à Câmara do Porto com a entrega das assinaturas no Palácio da Justiça, tendo aproveitado a ocasião para afirmar a sua boa relação com o secretário-geral do PS, António Costa, e para salientar o seu nível de comprometimento com a luta autárquica, que pretende “ganhar“.

Questionado sobre a ausência de António Costa nos vários momentos importantes da sua campanha até agora, nomeadamente a apresentação da candidatura, Tiago Barbosa Ribeiro — que só se tornou candidato depois da desistência de Eduardo Pinheiro, secretário de Estado da Mobilidade, ter desistido por falta de apoio das bases do partido e do secretário-geral adjunto, José Luís Carneiro, se autoexcluir — relembrou a presença de António Costa num evento que se realizou em Vila do Conde.

Nessa ocasião, foram apresentados todos os candidatos do partido ao distrito do Porto. “Eu também estive presente em Vila do Conde, como aliás todos os candidatos e presidentes de câmara em exercício no distrito do Porto. O secretário-geral do Partido Socialista não esteve em nenhuma apresentação individual, esteve presente em Vila do Conde (…)”, afirmou.

O candidato tratou de descartar todas as dúvidas que pudessem existir relativamente ao seu relacionamento com o líder socialista. “A minha relação com o secretário-geral António Costa é ótima, como sempre foi aliás, e não há aí qualquer questão”, retorquiu.

Já sobre a corrida autárquica, Tiago Barbosa Ribeiro afirmou que ganhar a Câmara do Porto é essencial para que o PS consiga reforçar a sua influência autárquica, tal como é ambição de António Costa. “É para isso que o Partido Socialista está mobilizado. É para isso que estamos todos mobilizados e é para isso que estamos todos a trabalhar“, afirmou.

Nas próximas eleições de outubro, o PS concorre a todos os órgãos municipais, contando com um total de 311 candidatos, tal como apontou Barbosa Ribeiro. “Este é um momento muito importante, nós hoje formalizamos a nossa candidatura a todos os órgãos autárquicos da cidade do porto, 311 candidatos e candidatas que vão lutar e demonstrar a alternativa de cidade que nós temos para o Porto e que nós defendemos para o Porto.”

A alternativa, aponta o Expresso, deverá basear-se num conjunto de ideias, desde logo a habitação a custos acessíveis para as classes médias e necessária mudança na mobilidade da cidade do Porto que, entende, “está um caos”.

Tiago Barbosa Ribeiro tem também como prioridades relançar a economia da cidade do Porto num contexto pós-pandemia, partindo de novas práticas, melhorando a ligação à Academia e “aproveitando desde logo os fundos do PRR que estão aí e que a Câmara Municipal do Porto não está a aproveitar”, atirou.

O também deputado socialista pretende fazer do Porto uma cidade mais amiga dos casais. “Nós temos de trazer mais jovens para a cidade e para isso a cidade do Porto tem de ser uma cidade amiga dos mais jovens, desde logo com uma rede pública de creches, financiada pela Câmara do Porto, em articulação com estado central e em articulação com as IPSS [Instituições Particulares de Solidariedade Social]”, defendeu.

Tiago Barbosa Ribeiro terá como adversários na corrida autárquica Rui Moreira (independente), Ilda Figueiredo (CDU), Sérgio Aires (BE), Vladimiro Feliz (PDS), Bebiana Cunha (PAN), Diogo Araújo Dantas (PPM), André Eira (Volt Portugal), António Fonseca (Chega), Bruno Rebelo (Ergue-te) e Diamantino Raposinho (Livre).

  ARM, ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.