Theresa May e Michael Gove na corrida para suceder a Cameron

surreynews / Flickr

Theresa May, ministra do Interior britânica

Theresa May, ministra do Interior britânica

Theresa May oficializou a candidatura para ocupar o lugar de Cameron. E quando todos pensavam que seria Boris Johnson o seu principal opositor, eis que chega o ministro da Justiça para trocar as voltas.

A ministra do Interior do Reino Unido, Theresa May, anunciou a sua candidatura à sucessão do primeiro-ministro britânico, numa carta publicada pelo Times.

David Cameron anunciou a sua demissão, com efeitos a partir de outubro, depois dos eleitores britânicos terem decidido num referendo que o Reino Unido deve sair da União Europeia.

Tal como o líder conservador, também a ministra apoiava a permanência no bloco europeu, mas teve uma postura discreta e um papel conciliador na campanha, tendo sido apontada como uma candidata consensual.

“Após o referendo da semana passada, o nosso país precisa de uma liderança forte e reconhecida para nos orientar neste período de incerteza económica e política e para negociar os melhores termos possíveis a saída da União Europeia”, escreveu.

A ministra também anunciou o desejo de lançar “um programa radical de reformas sociais” para “fazer do Reino Unido um país ao serviço de todos”.

A sua postura de consenso levou o Sunday Times a apresentá-la como “a única figura capaz de unir as fações rivais do partido” conservador.

No entanto, a governante não está sozinha na corrida. O ministro da Justiça Michael Gove também já anunciou que vai avançar para a liderança do Partido Conservador e para suceder a Cameron no posto de primeiro-ministro.

Gove foi uma das principais figuras na campanha a favor do Brexit e, segundo a BBC, era esperado que apoiasse a candidatura de Boris Johnson.

“Eu repetidamente disse que não queria ser primeiro-ministro. Mas os acontecimentos da passada quinta-feira pesaram muito na minha consciência“, afirmou.

“Respeito e admiro todos os candidatos que estão a concorrer à liderança. Em particular, queria ajudar a construir uma equipa que apoiasse Boris Johnson para que um político que defendesse a saída da UE pudesse levar-nos a um futuro melhor”.

No entanto, Gove, que também já foi ministro da Educação, concluiu que “Boris não consegue trazer a liderança necessária ou construir uma equipa para a missão que temos à nossa frente”.

Boris Johnson não é candidato

O principal rosto da campanha pela saída do Reino Unido da União Europeia anunciou que não é candidato à sucessão do primeiro-ministro, na liderança do Partido Conservador.

Enumerando as tarefas que o próximo primeiro-ministro deve realizar, Boris Johnson afirmou: “Concluí que essa pessoa não posso ser eu”.

O ex-presidente da câmara de Londres falava à imprensa em Londres minutos antes de terminar o prazo para a apresentação de candidaturas à liderança dos ‘Tories’.

Além dos dois anteriores candidatos, apresentaram-se ainda o ministro do Trabalho e Pensões, Stephen Crabb, e o antigo ministro da Defesa, Liam Fox.

Uma vez encerradas as candidaturas, os deputados terão três semanas para escolher dois finalistas que serão alvo da votação dos 150 mil membros do partido durante o verão.

O nome do novo chefe do Governo será anunciado a 9 de setembro.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Liga espanhola não regressa antes de 28 de maio

O presidente da Liga espanhola, Javier Tebas, disse que o futebol naquele país não regressa antes de 28 de maio, no melhor dos casos, com os campeonatos europeus a discutirem opções para completar a temporada …

Terceiro estado de emergência? "É preciso em abril preparar um maio, maduro maio"

O Presidente da Assembleia da República já deixou antever que o Parlamento irá ter de debater, na próxima semana, uma segunda renovação do estado de emergência. Em declarações ao semanário Expresso, Eduardo Ferro Rodrigues cita uma música do …

Mourinho e jogadores do Tottenham apanhados a quebrar regras de isolamento

O técnico português José Mourinho e três jogadores do Tottenham foram apanhados a quebrar as regras de isolamento social decretadas no Reino Unido, segundo avança o diário britânico The Guardian. De acordo com fotografias e vídeos …

Infetados que furem quarentena podem arriscar prisão preventiva

Em Portugal, o crime de propagação de doença tem uma moldura penal que pode ir até oito anos de prisão, admitindo ainda medidas de coação privativas da liberdade, como é o caso da prisão preventiva. Assim, …

Conquistadores espanhóis usaram técnicas indígenas para construir as suas armas

Um novo estudo concluiu que os invasores espanhóis foram obrigados a aprender com os indígenas da Mesoamérica sobre a produção de cobre. Descobertas arqueológicas em El Manchón, no México, apoiam a ideia de que invasores espanhóis, desesperados …

Açambarcamento de medicamentos por Portugal? "É um total absurdo", diz Infarmed

O Infarmed - Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde reagiu à acusação feita por uma organização belga, que dizia que Portugal está a fazer um armazenamento excessivo de medicamentos essenciais para o tratamento …

Descoberto âmbar com 40 milhões de anos com duas moscas a acasalar

Há 40 milhões de anos, no supercontinente Gonduana, duas moscas que se encontravam a acasalar viram-se, inesperadamente, numa situação complicada. De alguma forma, este par de moscas de pernas longas (Dolichopodidae) ficou preso na seiva pegajosa …

40 marinheiros do porta-aviões Charles de Gaulle com sintomas de covid-19

Quarenta marinheiros do porta-aviões francês Charles de Gaulle apresentaram recentemente "sintomas compatíveis" com os da infeção pelo novo coronavírus e estão sob "observação médica reforçada", anunciou o Ministério da Defesa. "A partir de hoje, uma equipa …

Medidas para as prisões, apoios às empresas, suspensão de tarifas. Parlamento discute mais de 100 iniciativas

Medidas excecionais para prisões e banca, mais apoios às empresas ou à cultura ou a suspensão de propinas e das tarifas de gás e luz são alguns dos temas que vão passar esta quarta-feira pelo …

Trump tem "interesse financeiro" em farmacêutica que produz hidroxicloroquina (a sua "cura" para a Covid-19)

Donald Trump falou da hidroxicloroquina como uma potencial "cura milagrosa" para a Covid-19, apesar das recomendações contrárias de especialistas e da falta de estudos científicos válidos que confirmem os benefícios da substância. O The New …