Teste de urina poderá ajudar a detetar cancro do pâncreas em fase precoce

NASA

-

Um teste de urina poderá ajudar a detetar o cancro do pâncreas numa fase precoce.

Segundo a investigação, liderada por uma equipa de cientistas do Reino Unido e publicado esta segunda-feira na revista Clinical Cancer Research, a presença em níveis elevados de três proteínas na urina poderá servir para diagnosticar “com exatidão”, com mais de 90% de precisão, o cancro do pâncreas nos primeiros estádios de desenvolvimento.

O estudo, encabeçado pelo Instituto do Cancro Barts da Universidade Queen Mary, em Londres, demonstrou que “a assinatura” combinada destes três marcadores poderá ser usada para identificar a forma mais comum de cancro do pâncreas, o adenocarcinoma pancreático, e para a distinguir da pancreatite crónica, uma inflamação no pâncreas.

Para chegarem a esta conclusão, os investigadores analisaram 488 amostras de urina.

As amostras eram de doentes com cancro do pâncreas (192) e com pancreatite crónica (92), de voluntários saudáveis (87) e de pacientes com patologias do fígado e da vesícula biliar, benignas ou malignas (117).

De acordo com o estudo, financiado pela organização britânica privada Fundo de Investigação do Cancro do Pâncreas, a equipa de cientistas encontrou cerca de 1.500 proteínas na urina, tendo escolhido, pela sua informação biológica, três para uma avaliação mais detalhada: LYVE1, REG1A e TFF1.

Após uma análise mais exaustiva, os investigadores constataram que os doentes com cancro do pâncreas tinham na sua urina altos níveis de cada uma destas proteínas, comparativamente aos voluntários sãos.

Também os doentes com pancreatite crónica possuíam níveis mais baixos das três proteínas.

Diagnóstico precoce pioneiro

“Combinadas, as três proteínas oferecem uma prova robusta de deteção de doentes com cancro do pâncreas nos estádios 1 e 2, com mais de 90% de precisão”, refere uma nota do Fundo de Investigação do Cancro do Pâncreas, citada pela agência Efe.

Atualmente, não existe nenhum teste de diagnóstico precoce do cancro do pâncreas.

Para o diretor do Instituto do Cancro Barts e coautor do estudo, Nick Lemoine, diagnosticar o cancro do pâncreas numa fase precoce “é um grande desafio” e, se se conseguir, representará “uma grande diferença” quanto às taxas de sobrevivência.

Em regra, os doentes com cancro do pâncreas são diagnosticados numa fase terminal, o que impede a remoção do tumor. Se o diagnóstico ocorrer no estádio 2, a taxa de sobrevivência é de 20%. No estádio 1, para pacientes com tumores muito pequenos, a taxa de sobrevivência pode chegar aos 60%.

A equipa de investigadores prevê realizar mais testes em grupos de alto risco, nomeadamente pessoas com antecedentes familiares, que fumam, são obesas ou que tiveram diabetes após os 50 anos, para validar os resultados do estudo.

Pretende igualmente recolher amostras de urina de voluntários, durante cinco a dez anos, para verificar se a assinatura das três proteínas se manifesta quando o cancro está latente, mas ainda não se desenvolveu.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Em pânico, os norte-americanos estão a comprar pintainhos para lidar com a pandemia

Todo o mundo está a ser afetado pela pandemia de covid-19, tendo os norte-americanos, inicialmente, corrido aos supermercados para comprar o máximo de papel higiénico possível. Porém, agora, o produto é outro. De acordo com o …

20 anos depois, aldeias no Peru ainda sofrem com derrame de mercúrio

Em junho de 2000, um camião derramou mercúrio, da mina de ouro Yanacocha, a maior da América Latina, em três aldeias do Peru. 20 anos depois, os moradores ainda sofrem as consequências deste acidente. Quando Francisca …

Caso BPP. Ex-banqueiro João Rendeiro acusado de nova burla

O Ministério Público (MP) acusou o ex-presidente e fundador do BPP, João Rendeiro, de mais um crime de burla qualificada no caso BPP, segundo avança o Correio da Manhã. A acusação relaciona-se, de acordo com o …

EUA "confiscam" na Tailândia 200 mil máscaras que iam para a Alemanha

A polícia de Berlim, na Alemanha, encomendou 200 mil máscaras cirúrgicas a uma empresa americana. Porém, foram "confiscadas" em Banguecoque, na Tailândia, e desviadas para os Estados Unidos. O ministro do Interior de Berlim considerou o …

Valência chega a acordo com Diogo Leite. Saída do FC Porto estará quase consumada

O Valência tem 20 milhões de euros para oferecer ao FC Porto em troca do defesa-central Diogo Leite, com quem já terá chegado a acordo. De acordo com o jornal desportivo A Bola, Diogo Leite já …

Jornais espanhóis fazem boicote às "conferências-farsas" do Governo

Os jornais espanhóis, como o Libertad Digital, o El Mundo, o ABC e o Vozpópuli, estão a boicotar as conferências de imprensa do governo de Espanha, acusando-o de filtrar as perguntas dos meios de comunicação. Tudo começou …

Número diário de óbitos desce em Espanha. Mais um campo de refugiados grego em quarentena

Em Espanha, o número diário de óbitos por infeção de covid-19 tem mantido uma tendência de subida. Já na Alemanha, há menos casos, mas mais mortes. Espanha continua a manter a tendência de descida do número …

Trump diz que o pior está para vir (mas admite aliviar restrições para ir à missa na Páscoa)

Este sábado, o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, admitiu que o pior ainda está para vir e que ainda “vai haver muitas mortes". Depois, disse que está a pensar aliviar as restrições para permitir …

Covid-19. Mais 754 casos de infeção e 29 mortes em Portugal

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Deral da Saúde (DGS) este domingo, há 11.278 infetados por covid-19 em Portugal e 295 óbitos. O número de infetados por covid-19 subiu, este domingo, para um total …

Inspetores do SEF suspeitos de assassinar ucraniano foram identificados em carta anónima

Os três inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) suspeitos de assassinar um ucraniano no aeroporto de Lisboa foram identificados numa carta anónima enviada à Polícia Judiciária (PJ). De acordo com o semanário Expresso, a …