O testamento de Amália Rodrigues nunca foi cumprido

FD / Museu do Fado

A casa de férias da fadista Amália Rodrigues é agora um alojamento local gerido por um amigo do presidente da fundação com o nome da artista. Dois anos de morrer, Amália deixou escrito um testamento que nunca foi cumprido.

De acordo com uma investigação do programa “Sexta às 9” da RTP, a casa de férias de Amália Rodrigues, situada no Brejão, no concelho alentejano de Odemira, é agora um alojamento local gerido por um amigo do presidente da fundação com o nome da artista.

Além disso, a investigação dá conta de que o testamento que a fadista escreveu dois anos antes de falecer nunca foi cumprido e que a fundação beneficia de isenções fiscais a que não tem direito.



Amália Rodrigues, que faleceu em outubro de 1999, deixou por escrito os direitos de autor e os royalties, em partes iguais, aos quatro sobrinhos e os bens móveis e imóveis à instituição de uma fundação.

Segundo o “Sexta às 9”, a intenção da fadista era ainda que 15% dos rendimentos dessa fundação fossem doados à Casa do Artista, enquanto que os outros 15% seriam para o Centro de Saúde e Enfermagem no Brejão. A título vitalício na presidência da fundação ficou Amadeu Aguiar, advogado que fez o testamento da fadista, e depois o filho, João Aguiar.

Mas o testamento de Amália nunca foi cumprido. A RTP explica que o Centro de Saúde e Enfermagem do brejão recebeu “cerca de 30 mil euros para a construção de dois gabinetes”, anos após a morte da fadista. No entanto, a Casa do Artista garante que nunca recebeu qualquer verba prevista no testamento.

A Fundação Amália indicou, em resposta ao “Sexta às 9”, que “face a circunstâncias várias, nunca apresentou resultados líquidos anuais, entenda-se, lucros”, mas não explica o motivo. Além disso, afirma que a fundação entendeu dar 15% dos juros capitalizados por cada ano de prejuízo que constituíam esses “rendimentos líquidos anuais” à Casa do Artista.

Segundo a RTP, a fundação acrescenta que “a Casa do Artista desde o início se posicionou contra a Fundação Amália Rodrigues, por motivos que a fundação desconhece, tendo inclusivamente recusado o recebimento de um cheque”.

A fundação que gere o património recebeu o estatuto de entidade pública em 2007, pelo antigo primeiro-ministro José Sócrates, com efeitos retroativos, numa altura em que devia 2,3 milhões de euros ao fisco.

Também entrevistado na reportagem, o advogado Paulo Veiga Moura garante que “o objetivo terá sido, de uma forma apressada, libertar a Fundação Amália Rodrigues de um conjunto de dívidas fiscais“.

A dívida foi perdoada, a fundação não paga IMI e está ainda isenta do pagamento do IRC desde 2008, tudo isto à margem da lei.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Fundações, associações, IPSS, institutos, organizações disto e daquilo, etc., etc.
    Tanta gente, tão vaidosa, a governar-se tão bem e a ser tão respeitada com estes esquemas, e depois ainda há uns maluquinhos que para ganhar a vida criam empresas, assumem que trabalham para ganhar dinheiro e pagam impostos. Esta gente não aprende ou é masoquista?

RESPONDER

Role play ao serviço da Ciência. Investigadores fingem ser Neandertais para estudar caça a aves

Uma equipa de investigadores espanhóis decidiu adotar a "dramatização" científica para reconstruir um novo elemento do comportamento Neandertal: a cooperação com os membros do grupo enquanto usa fogo e ferramentas para caçar gralhas no interior …

Estoril 0-1 Sporting | Figueira deu o fruto que saciou o leão

Foi preciso surgir um erro crasso do guarda-redes estorilista (até então a fazer uma belíssima exibição) para o campeão nacional poder respirar de alívio e festejar a quarta vitória na Liga, esquecendo por agora a …

A tinta mais branca do mundo ajuda a poupar energia nas casas - e pode eliminar de vez o ar condicionado

Uma equipa de investigadores da Universidade de Purdue desenvolveu uma tinta tão branca que revestir um prédio com ela pode reduzir, ou até mesmo eliminar, a necessidade de ter ar condicionado. Depois de testar mais de …

Costa promete "lição exemplar" à Galp depois de "tanto disparate" em Matosinhos

O secretário-geral do PS, António Costa, considerou hoje que “era difícil imaginar tanto disparate, tanta asneira, tanta insensibilidade” como a Galp demonstrou no encerramento da refinaria de Matosinhos, prometendo uma “lição exemplar” à empresa. Falando em …

Porto 5-0 Moreirense | Días, Taremi e Fábio, o trio maravilha

O Porto foi o primeiro dos “grandes” a entrar em campo e deu o mote, e que mote. Os “dragões” receberam o Moreirense e golearam sem apelo nem agravo, por 5-0, graças a uma segunda …

Ronaldo volta a marcar pelo United em jogo com final frenético

O português Cristiano Ronaldo voltou hoje a marcar pelo Manchester United, mas foram Lingaard e David de Gea que ‘brilharam’ na vitória sobre o West Ham, por 2-1, em jogo da quinta jornada da Liga …

O Cumbre Vieja, num dos complexos vulcânicos mais ativos nas Canárias, entrou em erupção

O vulcão Cumbre Vieja, na ilha espanhola de La Palma, entrou hoje em erupção na zona de Las Manchas, depois de mais de uma semana em que foram registados milhares de sismos na região. Na zona, …

Portugal regista 677 novos casos de covid-19 e cinco mortes

Portugal registou, este domingo, 677 novos casos e cinco mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal …

Estudo mostra como diferentes espécies de polvos coexistem no mesmo ambiente

Existem mais de 300 espécies de polvos a viver em diversos habitats que abrangem recifes de coral, leitos de ervas marinhas, planícies de areia e regiões de gelo polar. Mas de que forma cefalópodes tão …

As máquinas estão "muito longe" de serem mais inteligentes (mas muito perto de agir como pessoas)

A especialista em inteligência artificial Daniela Braga considera que as máquinas estão "muito longe" de substituírem totalmente os humanos ou serem mais inteligentes, mas estão "muito perto" de interagirem como as pessoas. "Acho que estamos muito …