Terramotos na falha de San Andreas podem ser explicados por um lago antigo

A falha de San Andreas, que se situa ao longo da costa oeste da América do Norte e atravessa centros populacionais densos como o de Los Angeles, na Califórnia, é uma das falhas mais estudadas devido ao seu elevado risco de perigo.

Tendo por base o intervalo de recorrência de, aproximadamente, 150 anos em que ocorrem terramotos de magnitude 7,5, e no facto de que já se passaram mais de 300 anos desde que isso aconteceu, a falha de San Andreas é há muito chamada de “atrasada”.

Durante décadas, os geólogos questionavam-se como é que já tinha passado tanto tempo desde a ocorrência do último terramoto no local, que daria origem a uma maior rutura. Agora, alguns geofísicos acreditam que a “seca do terramoto” – como os especialistas lhe chamam – pode ser parcialmente explicada por lagos, ou neste caso pela falta deles.



Na Reunião Anual da Geological Society of America, Ryley Hill apresentou um novo trabalho através do uso de modelagem geofísica para quantificar como a presença de um grande lago junto de uma falha, pode ter afetado o tempo de rutura no sul de San Andreas no passado.

Há centenas de anos, um lago gigante – o Lago Cahuilla – que se situava no sul da Califórnia e norte do México, cobria falhas dos vales Mexicali, Imperial e Coachella, fazendo assim a sua travessia muito próximo da falha de San Andreas.

Ao longo dos anos este lago tem secado lentamente e isso faz levantar a questão: se o lago que ficava junto ao San Andreas secou, e o peso da sua água foi removido, isso pode explicar porque razão a falha de San Andreas está numa “seca de terramotos”?

Hill está a explorar as consequências da presença de um lago no tempo de rutura de uma falha, processo conhecido como carregamento do lago – trata-se do efeito cumulativo de duas forças que são o peso da água do lago e a maneira como essa água se difunde para o solo.

O peso da água do lago aumenta a pressão colocada nas rochas que estão debaixo dele, enfraquecendo-as. Quanto mais fundo for o lago, maior será a pressão sobre as rochas e maior será a probabilidade da falha escorregar.

“Imaginemos duas mãos escorregadias a fazer pressão para dentro. Se tentarmos desliza-las lado a lado elas não vão escorregar facilmente. Mas se houver água entre elas, a pressão empurra-as para fora e elas escorregam com facilidade”, explica Hill, que garante que as forças juntas criam pressão na falha, atingindo assim um limite crítico, fazendo com que a falha se rompa.

Segundo o Phys, o modelo de Hill é complexo e incorpora diferentes níveis de pressão de água nos sedimentos e nas rochas localizadas debaixo do lago, permitindo que a pressão dos poros seja diretamente afetada pela tensão da água. Isso, por sua vez, afeta o comportamento geral da falha.

Enquanto o trabalho estava em andamento, Hill revelou que encontrou respostas importantes. Quando a água do lago está no seu máximo esta faz com que a pressão aumente e se torne capaz de empurrar o cronograma de modo a que a falha alcance o ponto crítico um pouco mais cedo do que o previsto.

De acordo com Hill, o efeito geral da seca do Lago Cahuilla torna mais difícil a rutura de uma falha. “À medida que a pressão dos poros diminuiu, tecnicamente, o alicerce fica mais forte”, diz o geólogo, explicando assim o que está a acontecer em San Andreas.

  ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Comissão de inquérito ao Novo Banco. PSD frisa "maioria popular", PS queixa-se de "partidarite"

Os partidos apreciaram, esta sexta-feira, o relatório final da comissão de inquérito ao Novo Banco, aprovado em julho, com o PSD a destacar a "maioria popular" nas conclusões e o PS a criticar a "partidarite" …

"Falta de respeito". Patrões abandonam Concertação Social e pedem audiência a Marcelo

As quatro confederações patronais suspenderam, esta sexta-feira, a sua participação nas reuniões da Concertação Social e decidiram solicitar uma audiência ao Presidente da República, perante a "desconsideração do Governo pelos parceiros sociais" na discussão sobre …

Parlamento aprova diplomas para alargar gratuitidade das creches e "direito ao esquecimento"

O Parlamento aprovou, esta sexta-feira, um projeto-lei para o alargamento da gratuitidade das creches e de soluções equiparadas e ainda um diploma que consagra o "direito ao esquecimento". A Assembleia da República aprovou um projeto-lei do …

Costa está muito empenhado num acordo pelo OE, mas não "a qualquer preço"

O primeiro-ministro disse, esta sexta-feira, que o Governo vai fazer tudo ao seu alcance para chegar a um acordo sobre o Orçamento do Estado para 2022 (OE2022), mas advertiu que "um acordo não se obtém …

Evergrande escapa por um triz ao default e garante o pagamento de juros de 71.7 milhões de euros

A gigante imobiliária chinesa conseguiu cumprir com o pagamento dos juros no limiar do fim da extensão do prazo. No entanto, persistem os receios sobre a possibilidade da crise na China contagiar a economia mundial. A …

Pessoas a andar na rua em Viena, Áustria

Em caso de apagão geral, Áustria é o primeiro país europeu a ter um Plano B(lackout)

E se houvesse um apagão que afetasse todo o continente europeu? O cenário é o argumento que o Ministério da Defesa austríaco tem usado para enviar um aviso à população desde o início deste mês. A …

Só um terço das empresas em Portugal têm gestores com um curso superior

O estudo da Fundação Francisco Manuel dos Santos refere que este valor é negativo para o país já que a formação superior dos gestores está associada à produtividade e há maior probabilidade da empresa começar …

Governo avança com desconto de 10 cêntimos por litro nos combustíveis para as famílias

O Governo vai criar um desconto de dez cêntimos por litro nos combustíveis para todas as famílias, até 50 litros por mês. Uma medida que estará em vigor entre novembro deste ano e março do …

Inês Sousa Real, porta-voz do PAN

PAN já enviou memorando de entendimento ao Governo

O partido Pessoas–Animais–Natureza enviou ao Governo, esta sexta-feira, o memorando de entendimento com cerca de 60 propostas, no âmbito do Orçamento do Estado para 2022 (OE2022). "O PAN fez chegar ao Governo um memorando do qual …

Alterações ao Orçamento de 2021 custaram, afinal, muito mais do que o estimado pelo Governo

Apenas duas das 291 medidas adicionadas representaram um impacto anual de 88 milhões de euros, com o Governo a calcular, durante a especialidade, que a totalidade custaria 3,2 milhões de euros. As alterações feitas ao Orçamento …