Terraços do Mosteiro da Batalha abrem pela primeira vez ao público este verão

Os terraços do Mosteiro da Batalha abrem pela primeira vez ao público este verão, após uma intervenção na ordem dos 750 mil euros que vai permitir também que os visitantes passeiem pela cobertura do monumento Património da Humanidade.

“Esta intervenção estava prevista há alguns anos pela Direcção-Geral do Património Cultural e proporcionou-se em 2013 todo este contexto de obras de conservação e requalificação”, disse à agência Lusa o director do mosteiro, Joaquim Ruivo.

Os trabalhos, que começaram em setembro e terminam este mês, incluem “a limpeza dos terraços, colocação de juntas novas, consolidação de elementos pétreos e o restauro de alguns pináculos” e do Coruchéu da Cegonha.

“Na sequência desse projecto de conservação, seguiu-se um de requalificação, a instalação de rampas que vão permitir a visita aos terraços”, explicou Joaquim Ruivo.

O responsável esclareceu que estes espaços têm sido visitados “pontualmente”, sobretudo no âmbito de trabalhos de investigação, mas a partir do verão o público vai poder conhecer mais da história do monumento nacional da Batalha, no distrito de Leiria.

“Têm que ser visitas guiadas, exigem pessoal, e, portanto, todo esse contexto tem que ser gerido ainda com os serviços centrais, mas eu gostaria, o mais cedo possível, de ter meios e, de algum modo, mecanismos que permitam a visita aos terraços com a maior brevidade”, referiu, acreditando que “a partir de julho, agosto” tal será possível.

Para Joaquim Ruivo, a visita será uma “experiência memorável”, porque é uma “oportunidade de ver o monumento noutra perspectiva”, mas também a vila da Batalha: “É uma visão única”, resumiu.

“Num contexto mais patrimonial, subimos por escadaria que raramente é utilizada e acabamos por caminhar sobre espaços de um valor histórico imenso”, observou.

Considerando que “quanto mais se usufruir, mais existe capacidade no futuro de salvaguardar o património”, Joaquim Ruivo, que dirige o mosteiro há quase um ano, exemplificou que ao visitante é possível ver “de outra maneira todos os elementos decorativos”, realçando também a possibilidade de ver as Capelas Imperfeitas ou o Claustro a partir de um local superior.

Para o responsável, a abertura dos terraços aos visitantes é mais um fator de atração ao mosteiro que foi o terceiro monumento mais visitado do país o ano passado de entre os espaços sob a tutela da Direcção-Geral do Património Cultural, com quase 300 mil turistas.

“Temos aqui a possibilidade de concretizar uma visita de acordo com as novas tendências turísticas”, declarou, explicando que não se trata de uma visita para grupos conduzidos pelas agências de viagens, mas para os turistas que querem “usufruir intensamente do espaço e passar aqui algumas horas”.

“Essa experiência singular sob o ponto de vista patrimonial é aquela que as dinâmicas do turismo mais recentes apontam como essenciais para consolidar o visitante, para o fazer permanecer na região”, observou, explicando que as visitas guiadas, limitadas até 15 pessoas por grupo por questões de segurança obrigam a marcação prévia.

Mandado erguer por D. João I para assinalar a vitória na Batalha de Aljubarrota, a 14 de agosto de 1385, o Mosteiro de Santa Maria da Vitória integra, há 30 anos, a lista do Património da Humanidade da UNESCO – Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Sondas espaciais com "cunho" português vão passar perto de Vénus

As sondas espaciais europeias Solar Orbiter e BepiColombo, ambas com tecnologia e ciência portuguesas, vão passar perto de Vénus a 9 e 10 de agosto, respetivamente, anunciou esta segunda-feira a Agência Espacial Europeia (ESA). A passagem …

Elvis Presley terá morrido de doenças genéticas (e não por overdose de medicamentos)

Segundo um novo livro de Sally Hoedel, a morte de Elvis Presley estará, afinal, relacionada com o tratamento para doenças congénitas das quais sofria. O cantor norte-americano, que morreu há quase 44 anos, estava fortemente medicado …

A cidade mais populosa de África está a viver em contra-relógio

Os habitantes da Nigéria, o país mais populoso de África, já estão habituados a contornar as inundações anuais que invadem o país. No entanto, este ano a situação saiu fora do controlo, com o principal …

"Pensávamos que a Casa Branca mandava". Biden sob fogo devido ao fim da proibição dos despejos

A inacção de Joe Biden perante o fim das moratórias que proíbem os despejos durante a pandemia está a ser criticada até dentro do próprio Partido Democrata. A moratória federal aos despejos acabou este sábado, para …

Na ausência de Biles, Sunisa Lee coroou-se rainha da ginástica. É a primeira hmong a ganhar ouro

Sunisa Lee chegou a Tóquio com a missão de ajudar os Estados Unidos a garantir o ouro e de garantir a presença em finais individuais de aparelhos. Com o abandono de Biles, tornou-se a estrela …

Presidente afegão culpa retirada “abrupta” dos EUA pelo rápido avanço dos talibãs

O chefe de Estado afegão prometeu vencer o conflito com as milícias talibãs e os Estados Unidos dizem-se prontos a receber mais milhares de refugiados. O Presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, prometeu esta segunda-feira vencer o …

42% das pessoas em enfermaria no Hospital de são João têm vacinação completa

No Centro Hospitalar de São João (CHSJ), 42% das pessoas internadas em enfermaria e 15% das internadas em unidades de cuidados intensivos tinham a vacinação completa. Segundo os últimos dados da Direção-Geral da Saúde (DGS), apenas …

António Oliveira e uma arbitragem "conveniente"

Athletico Paranaense perdeu novamente no Brasileirão e a equipa de arbitragem ajudou os vencedores, queixou-se o treinador português. O Athletico Paranaense, líder do Brasileirão nas primeiras jornadas, está numa fase negativa: apenas uma vitória nas últimas …

André Ventura - Chega

Autárquicas. Chega concorre sozinho a 220 municípios para avaliar o seu "impacto"

André Ventura anunciou esta segunda-feira que o Chega irá concorrer nas eleições autárquicas a “cerca de 220 municípios” do país, sublinhando que o partido vai a votos sozinho para avaliar o seu “impacto”, mas sem …

Ex-guarda nazi julgado aos 100 anos por cumplicidade em assassinatos

Um homem de 100 anos que supostamente serviu como guarda num campo de concentração nazi será julgado em outubro por cumplicidade no assassinato de mais de 3.500 pessoas durante a Segunda Guerra Mundial, informou a …