A Terra poderá ser o produto da fusão de dois planetas há 4,5 mil milhões de anos

William K. Hartmann / UCLA

Theia a colidir com a Terra

Uma nova pesquisa alega ter encontrado provas de que um planeta embrião se fundiu com a Terra e que desta colisão nasceram tanto a lua como o nosso planeta.

Uma das teorias sobre a formação da lua é de que ela foi produzida depois de um pequeno planeta, chamado Theia, colidir com a Terra, cerca de 4,5 mil milhões de anos atrás.

Theia teria simplesmente “arrancado” um pedaço do nosso planeta – então em formação -, projetando a lua para a sua órbita atual e continuando o seu caminho pelo espaço.

Agora, um estudo da Universidade da Califórnia em Los Angeles (EUA), publicado na revista Science, sugere que Theia nunca nos deixou.

A equipa analisou sete rochas lunares trazidas de volta à Terra pelas missões Apollo, assim como seis rochas vulcânicas tiradas do manto da Terra.

Os cientistas procuravam por isótopos de oxigénio contidos nas rochas, ou seja, estavam a contar o número de protões e neutrões nos átomos de oxigénio.

Isto é importante porque as rochas de cada corpo planetário no nosso sistema solar têm uma “impressão digital” de isótopos de oxigénio que pode ser usada para descobrir a sua proveniência.

Por exemplo, mais de 99,9% do oxigénio na Terra é O-16, o que significa que cada átomo contém oito protões e oito neutrões. Mas há também pequenas quantidades de O-17 e O-18 na Terra, e é a relação entre O-16 e O-17 que os cientistas podem usar para descobrir de onde as rochas – e outras substâncias – vieram.

Nova teoria

Christelle Snow/UCLA

Os investigadores da UCLA Paul Warren, Edward Young e Issaku Kohl mostram uma amostra de rocha lunar

Os investigadores da UCLA Paul Warren, Edward Young e Issaku Kohl mostram uma amostra de rocha lunar

Se Theia tivesse simplesmente batido de raspão contra a Terra e produzido a lua, como previsto anteriormente, o nosso satélite natural seria composto principalmente de rochas deste planeta embrião. Logo, as rochas da Terra e da lua teriam diferentes taxas de isótopos de oxigénio. Mas isso não se verificou.

Pelo contrário, as conclusões suportam uma hipótese proposta em 2012 de que Theia e a Terra se envolveram numa colisão frontal e acabaram por fundir-se. Theia ter-se-ia “misturado” com a Terra e a lua, e por isso a composição de ambas é parecida.

“Não encontramos qualquer diferença entre isótopos de oxigénio da lua e da Terra”, disse o investigador Edward Young.

Não sabemos muito sobre Theia, mas acredita-se que o embrião planetário foi semelhante em tamanho à Terra, ou a Marte. Young explica que há evidências de que Theia estava a crescer, e se tivesse sobrevivido ao acidente ter-se-ia tornado um planeta completo.

Se confirmada, esta hipótese vem mudar a nossa compreensão de como a Terra se formou e evoluiu, e poderá ainda fornecer algumas dicas sobre de onde a nossa água veio – uma colisão frontal com Theia teria provavelmente despojado a Terra de água.

Se for este o caso, a água pode ter sido trazida de volta ao nosso planeta dezenas de milhões de anos mais tarde, por pequenas colisões com asteroides.

HypeScience

PARTILHAR

RESPONDER

"De janelas abertas" e "de forma transparente". É assim que José Manuel Silva promete governar Coimbra

José Manuel Silva, da coligação "Juntos Somos Coimbra", venceu as eleições, destronando o atual presidente da câmara, o socialista Manuel Machado. O antigo bastonário da Ordem dos Médicos foi apoiado por várias forças partidárias: PSD, CDS, …

"Assim não ganham o campeonato". Gary Neville identifica problema no United

O antigo internacional inglês e agora comentador desportivo, Gary Neville, identificou um problema no Manchester United que, a continuar, vai fazer com que o clube não consiga ganhar o campeonato. Os red devils perderam o seu …

SPD vence legislativas na Alemanha com pequena margem - mas a CDU quer liderar o governo

Depois das projecções iniciais apontarem um empate, os sociais-democratas do SPD conseguiram garantir a vitória nas legislativas enquanto que a CDU obteve o seu pior resultado de sempre. Arranca agora um processo de negociações que …

Treinador de Florentino Luís: "7 jogos, 7 derrotas. Mas não sei se somos tão maus"

Michel admite insegurança e nervos, num Getafe que ocupa o último lugar no campeonato espanhol. Florentino acha que é "uma questão de tempo". Valência, Sevilha, Barcelona, Elche, Rayo Vallecano, Atlético de Madrid e Betis: os sete …

Cancela Moura demite-se da concelhia do PSD após derrota em Gaia

O candidato da coligação PSD/CDS-PP/PPM Cancela Moura à Câmara de Gaia, conquistada no domingo pelo socialista Eduardo Vítor Rodrigues, apresentou a renúncia ao mandato na concelhia do PSD e vai propor eleições “para dar a …

À boleia de Falcao, o modesto Rayo Vallecano cheira a Europa

Com três golos em três jogos, Radamel Falcao tem catapultado o Rayo Vallecano para lugares europeus. A equipa conta com os portugueses Bebé e Kévin Rodrigues. O Rayo Vallecano superou as suas próprias expectativas e conseguiu …

Jarros com esmeraldas encontrados em templo ligado à cidade lendária El Dorado

Uma equipa de arqueólogos colombianos encontrou um conjunto de sepulturas rodeadas por jarros de cerâmica que estavam carregados de esmeraldas. A descoberta ocorreu num templo ligado à mítica cidade El Dorado. Os arqueólogos encontraram o templo …

Moedas venceu "contra tudo e contra todos". Medina assume derrota "pessoal e intransmissível"

O cabeça de lista da coligação PSD/CDS-PP/MPT/PPM/Aliança à Câmara de Lisboa afirmou, este domingo, ter vencido "contra tudo e contra todos", porque "a democracia não tem dono", agradeceu o “voto de confiança” e comprometeu-se a …

O balão de oxigénio de Rio encheu até rebentar. Os olhos estão postos em 2023

Com Lisboa, Coimbra, Funchal e Barcelos debaixo do braço, Rui Rio cantou vitória numa noite de emoções. Sem falar do futuro à frente do PSD, o social-democrata acredita estar mais perto de chegar a primeiro-ministro. …

ADN da população da Ilha de Páscoa permite descobrir, finalmente, a rota dos seus antepassados

De acordo com os investigadores, o processo constitui um dos capítulos mais fascinantes da história da colonização humana e quase não há vestígios tangíveis. A distância que separa as ilhas Marquesas, na Polinésia Francesa, do arquipélago …