/

Boeing tenta salvar a reputação: terceiro lançamento da Starliner

Joel Kowsky/NASA

Lançamento da Starliner

Boeing iniciou este processo há três anos mas nunca conseguiu colocar a cápsula espacial na Estação Espacial Internacional.

A cápsula espacial Starliner foi lançada na noite passada, com o objectivo – pela terceira vez – de chegar à Estação Espacial Internacional (EEI).

O lançamento foi realizado através de um foguetão Atlas 5, no Centro Espacial Kennedy, na Florida, Estados Unidos da América.

A CST-100 Starliner é um projecto da Boeing, empresa que já tentou colocar duas vezes a cápsula na EEI.

Contudo, na primeira tentativa (2019), o acoplamento falhou e, na segunda tentativa (2021), nem foi lançada devido a problemas técnicos.

Agora, analisa o Euronews, a Boeing tenta “salvar a reputação” depois desses dois falhanços.

Esta nave deverá ser uma concorrente directa da cápsula Dragon, da SpaceX. Não há pessoas dentro da Starliner, que levou um manequim decorativo e 200 quilos de comida, roupas e sacos-cama.

O objectivo deste lançamento é permitir que a Boeing consiga transportar astronautas da NASA – e a primeira viagem poderá ocorrer em 2022, caso esta tentativa resulte.

“Estamos ansiosos para voar. A Starliner é um óptimo veículo. Realmente, a única maneira de obter os dados finais que precisamos para permitir tripulação é voar no ambiente e atracar na EEI”, comentou o responsável da NASA, Steve Stich.

À terceira tentativa, o lançamento foi feito com sucesso mas foram registados problemas (não especificados pela NASA) em dois propulsores, no início da viagem. Mas a missão mantém-se.

  Nuno Teixeira da Silva, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.