Terapia usada para esclerose múltipla vai tratar esquizofrenia

Cientistas britânicos iniciaram uma pesquisa clínica que testa uma abordagem radical e inovadora para o tratamento da esquizofrenia: uma terapia imunossupressora utilizada no controlo dos sintomas da esclerose múltipla. A estratégia baseia-se nas evidências que indicam que a esquizofrenia pode ser uma doença do sistema imunológico.

Estudos anteriores sugeriram que anormalidades na atividade imunológica no cérebro podem ser a causa da doença em alguns pacientes. Um deles descobriu que, nos estágios iniciais da esquizofrenia, as pessoas apresentam um aumento no número e na atividade das células imunes no cérebro, chamadas micróglias.

Além de combater a infeção, essas células têm uma função de “jardinagem” ao podar ligações indesejadas entre os neurónios. Entretanto, em pacientes com esquizofrenia, essa poda é mais agressiva e causa a perda de ligações vitais.

“Antigamente pensávamos que o corpo e a mente eram duas coisas separadas, mas não é bem assim. A mente e o corpo interagem constantemente e não é diferente com o sistema imunológico. É uma questão de mudar a forma como pensamos sobre doenças mentais”, disse Oliver Howes, professor de psiquiatria celular no MRC Instituto de Ciências Médicas de Londres.

O tratamento convencional atua ao bloquear a transmissão de dopamina no cérebro, o que pode ajudar a manter os surtos sob controlo, mas não o protege contra danos estruturais. O imunossupressor, por outro lado, poderia prevenir essa perda, atingindo diversos fatores da doença, inclusive as microglias.

O novo estudo, uma colaboração entre cientistas da MRC e da King’s College, em Londres, envolve tratar pacientes com um medicamento de anticorpo monoclonal Natalizumabe, utilizado para tratar esclerose múltipla.

Ao contrário da esclerose, na qual os anticorpos danificam os nervos, na esquizofrenia o sistema imunológico afeta o próprio cérebro, causando a psicose. Mas o medicamento também deverá servir para remover anticorpos associados ao surgimento da doença.

Inicialmente, sessenta pacientes serão tratados ao longo de três meses. Metade deles vai receber a infusão no anticorpo e os demais, um placebo. A administração do medicamento consiste em ir à clínica uma vez por mês para receber uma hora de infusão.

Todos os pacientes e mais trinta voluntários saudáveis serão acompanhados por uma série de ressonâncias magnéticas cerebrais, testes cognitivos e de atividade imunológica. A expectativa é que o estudo se prolongue por dois anos.

Segundo os autores, mesmo que não haja melhora nos sintomas dos pacientes, a expectativa é que o estudo consiga responder a questões fundamentais sobre o papel do sistema imunológico no desenvolvimento da doença.

A Organização Mundial da Saúde estima que pelo menos 26 milhões de pessoas vivam com esquizofrenia no mundo. As causas da doença, na qual o paciente perde o contacto com a realidade, são desconhecidas.

No entanto, os episódios de surtos e delírios podem estar associados a desequilíbrios de neurotransmissores no cérebro. Segundo estudos anteriores, experiências stressantes e o uso de drogas recreativas também podem desencadear episódios em pessoas vulneráveis.

ZAP // Move

PARTILHAR

RESPONDER

Há 140 anos, "choveu" carne nos Estados Unidos (e ainda não se sabe porquê)

Há 140 anos, em 1876, uma quinta no estado norte-americano de Kentucky testemunhou uma "chuva" de carne cuja origem permanece um mistério. Tudo começou quando, em 3 de março de 1876, a mulher do agricultor Allen …

"Posso sempre confiar" nos americanos. Coleção de cartas manuscritas da princesa Diana vai a leilão

Em 25 de junho de 1997, alguns meses antes da morte da princesa Diana em agosto, dezenas dos seus vestidos foram leiloados na Christie's, em Nova Iorque. Agora, algumas das suas cartas manuscritas sobre esse …

Governos desligaram a Internet centenas de vezes em 2019

Dezenas de Governos de todo o mundo desligaram os seus países da Internet de forma intencional mais de 200 vezes durante o ano passado, afetando milhões de utilizadores, revela um novo relatório do grupo de …

Falha de protocolo do Governo americano pode ter ajudado a espalhar o coronavírus

Uma whistleblower do Departamento de Saúde e Serviços Humanos norte-americano defende que uma falha no protocolo de saúde pública pode ter levado à disseminação do coronavírus dentro do país. Uma denunciante do Departamento de Saúde e …

Coronavírus pode fazer com que Liverpool não seja campeão inglês

O Liverpool pode não se sagrar campeão inglês devido ao surto do novo coronavírus. Caso o Governo britânico suspendesse a competição, os 'reds' poderiam não ser considerados campeões. O coronavírus continua a ameaçar o mundo inteiro …

Sissoco Embaló demite primeiro-ministro e ambos falam em "golpe de Estado"

Umaro Sissoco Embaló, candidato às presidenciais dado como vencedor pela Comissão Nacional de Eleições da Guiné- Bissau, e que quinta-feira tomou posse simbolicamente como Presidente do país, demitiu hoje o primeiro-ministro guineense, Aristides Gomes. Num decreto …

"Neve sangrenta" está a cair do céu na Antártida

Nas últimas semanas, o gelo em redor da Base de Pesquisa Vernadsky da Ucrânia foi revestida com o que os investigadores chamam de "neve de framboesa". Uma publicação no Facebook do Ministério da Educação e Ciência …

Face Oculta: Sobrinho de Manuel Godinho diz que não se orgulha do que fez

O sobrinho do sucateiro Manuel Godinho, principal arguido do processo Face Oculta, disse hoje estar arrependido do que fez quando trabalhava para o tio nos negócios da gestão de resíduos. “Não me orgulho nada daquilo que …

Há uma "Greta" que nega as alterações climáticas: Naomi Seibt

Naomi Seibt é uma jovem alemã de 19 anos que é a voz dos negacionistas das alterações climáticas. As comparações com Greta Thunberg são inevitáveis. Greta Thunberg tem sido provavelmente a voz mais ativa no que …

Alcochete. Mustafá sai em liberdade e Bruno de Carvalho conta a sua versão

O líder da claque sportinguista Juventude Leonina, Nuno 'Mustafá' Mendes saiu em liberdade e Bruno de Carvalho diz que o "colocaram do lado errado da barricada". O coletivo de juízes que está a julgar o caso …