Tensão escala em Hong Kong após divulgação de imagens de jovem baleado pela polícia

Jerome Favre / EPA

Esta segunda-feira, os manifestantes pró-democracia que se juntaram no centro de Hong Kong gritaram a mesma palavra de ordem. “Cinco exigências. Nem uma a menos!”

A tensão aumentou esta segunda-feira em Hong Kong, em mais um protesto que encheu as ruas de manifestantes com máscaras negras e de agentes da autoridade, munidos de capacetes e escudos transparentes.

Poucos metros separavam estes dois grupos tão antagónicos. Os manifestantes levantaram um braço o ar, com a mão aberta, como que a travar simbolicamente a polícia, que os observava, avaliando o jogo de forças instalado.

Em coro e bem alto, os manifestantes gritavam: “cinco exigências. Nem uma a menos!”, numa referência Às reivindicações que há meses vêm fazendo ao Governo de Hong Kong.

São cinco: a retirada da lei da extradição para a China (a que deu origem aos primeiros protestos, em Junho, e a única em que, até agora, Lam cedeu); uma comissão de inquérito para investigar as acusações de brutalidade policial; libertação e amnistia para os manifestantes detidos; a garantia de que os protestos não são classificados como motins; e o sufrágio universal para o Conselho Legislativo e o Executivo (parlamento e governo).

O domingo foi marcado pela convocação de vários protestos, mas esta segunda-feira Hong Kong acordou com um ambiente de alta tensão em pano de fundo.

Asim que despertaram, os habitantes da cidade depararam-se com imagens de um manifestante a ser alvejado por um polícia e a cair ferido no chão, num confronto que aconteceu antes das oito da manhã. Pouco depois, a indignação com a atuação policial já tinha tomado conta das principais plataformas de comunicação usadas nestes protestos para mobilizar as pessoas.

Segundo o Público, rapidamente começaram a surgir notícias de novos incidentes por toda a cidade. Aliás, num deles, uma discussão terminou com uma pessoa a atear fogo a um homem. Esperava-se que a polícia, mais cedo ou mais tarde, reagisse. E isso acabou mesmo por acontecer.

A polícia ergueu uma bandeira negra, avisando que ia ser disparado gás lacrimogéneo e, quase de imediato, os manifestantes dividiram-se em dois grupos: houve quem fugisse e houve quem colocasse a máscara para enfrentar os traços brancos que pintaram o ar.

Depois de lançar o gás, a polícia recuou e a tensão baixou. Ainda assim, a situação em Hong Kong parece ter entrado numa escalada para a qual ninguém consegue prever o fim.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Irão acusa Israel de ataque a central nuclear e promete "vingança"

O Irão acusou Israel de responsabilidade num ataque que atingiu, este domingo, a instalação de enriquecimento de urânio de Natanz, deixando entender que se registaram danos nas centrifugadoras, e prometendo "vingança". "Com esta ação, o regime …

Abel Ferreira expulso e Palmeiras perde Supertaça para o Flamengo

O Flamengo bateu o Palmeiras nos penáltis, este domingo, depois de um empate 2-2 no tempo regulamentar, na final da Supertaça do Brasil, na qual o treinador português acabou expulso por protestos. O médio Raphael Veiga, …

Centeno quer que BdP possa vender bancos sem aval da Autoridade da Concorrência. Regulador está contra

As novas regras da banca preveem que o Banco de Portugal (BdP) possa alienar total ou parcialmente um banco a outra instituição sem ter de esperar pela decisão da Autoridade da Concorrência. Porém, o regulador …

Ruben Amorim falou do "campeonato cheio de artistas", mas fintou arbitragem após novo empate

O Sporting empatou o segundo jogo consecutivo e Ruben Amorim acabou expulso já depois do apito final no jogo com o Famalicão (1-1). Fintando o tema da arbitragem, o treinador dos leões falou de um …

"Só amamos as batalhas difíceis." Sócrates culpa silêncio da esquerda pela ascensão da extrema-direita

"Passei sete anos a defender-me da mentira da fortuna escondida e no final ouço, pela primeira vez, que há indícios de um crime que já prescreveu." José Sócrates escreveu um artigo de opinião, no jornal …

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Linha de Fundo: O Alpinista Descendente

Maior animação no topo da tabela. Um líder em queda, o dragão europeu, uma águia mais artística. Números e frases da semana, visto da Linha de Fundo. Fama sem proveito Sporting CP (Pedro Gonçalves 25') 1 …

Mourinho soma mais uma derrota. Ingleses desiludidos com o seu futebol

O Tottenham atrasou-se, este domingo, na luta pelo acesso à Liga dos Campeões, com uma derrota caseira por 3-1 perante o Manchester United. Em Londres, na 31.ª jornada da Premier League, o Tottenham até esteve em …

TAP alarga ainda mais medidas voluntárias. Podem sair mais 600 pessoas

Elevado interesse de muitos funcionários levou a companhia aérea a criar uma fase intermédia, que começou no domingo e dura até sexta-feira, que pode levar à saída de mais 600 pessoas. A TAP anunciou que vai …

AC Milan define preço a pagar por Rafael Leão

Face ao interesse de clubes como Everton e Juventus, o AC Milan definiu a fasquia das futuras propostas por Rafael Leão: no mínimo, 50 milhões de euros. A cumprir a sua segunda temporada ao serviço do …

Empresas esqueceram-se de levantar 72 milhões do fundo de compensação

Empresas deixaram 72 milhões de euros por reclamar relativos a dinheiro descontado para o Fundo de Compensação do Trabalho (FCT), mas ainda o podem fazer. Desde 2013, as novas contratações exigem que seja descontado 1% do …