Um recorde em 200 anos. Temperaturas nunca subiram tão rapidamente

Hugo Delgado / Lusa

Numa recente investigação, cientistas explicam que 98% da Terra está a sentir o aquecimento global após a revolução industrial.

As temperaturas nunca subiram tão rapidamente nos últimos dois séculos como agora, nem de forma tão global, segundo estudos publicados recentemente nas revistas Nature e Nature Geoscience.

A investigação concentrou-se na análise da tendência climática recente do planeta e conclui que 98% da Terra está a sentir o aquecimento global após a revolução industrial, o que demonstra que o “impacto humano no meio ambiente tem uma consistência espacial inédita no contexto dos últimos dois mil anos”, segundo os autores das pesquisas. Foram compilados quase 700 indicadores, como anéis de árvores, gelo, sedimentos lacustres e de corais ou termómetros modernos.

Rafael Neukom, da Universidade de Berna, na Suíça, disse que a época atual é diferente de qualquer outra do passado e acrescentou que inicialmente se pensava que ao longo dos últimos dois séculos havia uma coerência global da variabilidade climática, mas que tal não é real.

“Quando voltamos ao passado encontramos fenómenos regionais, mas nenhum é global”, reforçou Nathan Steiger, da Universidade de Colúmbia, Nova Iorque, um dos autores de um dos estudos.

As etapas que os cientistas estudaram são a chamada Anomalia Climática Medieval, o período quente medieval (séculos X a XIII), caracterizado por um período extraordinariamente quente, e a Pequena Idade do Gelo (séculos XIV a XIX), a época das temperaturas baixas.

Os investigadores analisaram dados de temperatura que revelaram que antes do século XX as épocas climáticas não aconteceram ao mesmo tempo em todo o planeta, como se pensava anteriormente.

Na Pequena Idade do Gelo, entre 1300 e 1850, por exemplo, as temperaturas mais baixas acontecerem durante alguns séculos na Europa e nos Estados Unidos, mas não no resto do mundo.

Em contraste com todos estes períodos, os autores disseram que a fase mais quente da era moderna corresponde aos últimos 150 anos, quando a Terra experimentou um aquecimento rápido e geral devido à influência humana.

Esta flutuação climática, alertam os investigadores, está a ser muito maior do que outras ocorridas nos últimos dois mil anos.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Vacina deve ser um bem global de saúde pública". OMS critica "nacionalismo de vacinas"

A Organização Mundial de Saúde (OMS) criticou na quinta-feira o "nacionalismo de vacinas" para a covid-19, afirmando que qualquer país terá benefícios económicos e de saúde se o resto do mundo recuperar da pandemia. "O nacionalismo …

Depois da explosão, os protestos em Beirute. Manifestantes anti-Governo pedem mudança política urgente

Esta quinta-feira, dezenas de manifestantes foram dispersos com gás lacrimogéneo quando protestavam na sequência da explosão em Beirute, capital do Líbano, que provocou pelo menos 149 mortos, cinco mil feridos e a destruição de casas …

Em vez de flores, família de Fernanda Lapa pede donativos por Bruno Candé

A família da atriz, que faleceu esta quinta-feira, apela a que quem queira oferecer flores para o funeral faça antes um donativo para os herdeiros do ator Bruno Candé, que foi assassinado, em Lisboa. "A Família …

Orbán diz que todos os migrantes ilegais são potenciais "bombas biológicas"

O primeiro-ministro da Hungria, o ultranacionalista Viktor Orbán, defendeu esta sexta-feira que se deve impedir a chegada de imigrantes ilegais ao país porque estes são potenciais "bombas biológicas" devido à covid-19. Conhecido pelos seus discursos contra …

Donald Trump proíbe transações com empresa chinesa detentora do TikTok

Donald Trump assinou uma ordem executiva que proíbe as transações com a ByteDance no prazo de 45 dias e o Senado já aprovou o projeto de lei que proíbe o descarregamento e utilização da aplicação. …

Preocupado com os incêndios, Marcelo admite interromper férias. Ontem foi o pior dia

O Presidente da Repúblic disse esta quinta-feira que está a acompanhar a vaga de incêndios que assola o território continental e admitiu a possibilidade de interromper as férias no Porto Santo se a situação piorar. "É …

Portugal foi o "patinho feio", mas volta a estar em contraciclo com a Europa (por bons motivos)

Portugal destaca-se agora por apresentar uma tendência de redução de novos casos de infeção pelo novo coronavírus, ao contrário de outros países europeus. Quando o novo coronavírus começou a ganhar terreno no continente europeu, Portugal foi …

Kim Jong-un insiste que a Coreia do Norte travou o vírus, mas intensifica combate à covid-19

Kim Jong-un tem repetido várias vezes que a Coreia do norte "travou o vírus maligno", mas o reforço das medidas de combate à covid-19 e a canalização urgente de material médico e alimentos para Kaesong …

Novo Banco tinha autorização de Bruxelas para financiar venda de imóveis

A DG Comp da Comissão Europeia autorizou o Novo Banco a conceder crédito aos compradores do imobiliário vendido pela instituição. Quando o Novo Banco foi constituído, o acordo assinado entre a Direção Geral da Concorrência europeia …

Quase cinco meses depois, a Champions está de volta

A Liga dos Campeões é retomada esta sexta-feira, quase cinco meses depois da suspensão devido à pandemia de covid-19. Suspensa logo depois do jogo Leipzig-Tottenham, disputado a 11 de março, a prova milionária está de regresso …