Gestora em teletrabalho esqueceu-se da filha no carro. Bebé encontrada sem vida sete horas depois

Maria Pilar, uma bebé de dois anos, morreu esta sexta-feira, depois de ter ficado esquecida dentro do carro durante cerca de sete horas.

A menina de dois anos esteve cerca de sete horas dentro do carro, em frente a um banco e a um edifício de habitação. Mas ninguém se apercebeu. O facto de o carro, um Opel Zafira de 2018, ter os vidros traseiros escurecidos não terá facilitado a visão.

De acordo com o Correio da Manhã, a tragédia aconteceu esta sexta-feira, na avenida Miguel Bombarda, no coração de Lisboa.



A mãe de Maria Pilar, uma gestora de 40 anos, terá saído de manhã para levar os três filhos à escola, mas apenas deixou os mais velhos, de cinco e sete anos, nos estabelecimentos de ensino.

Quando regressou a casa – está em teletrabalho -, estacionou a viatura e a menina estaria a dormir, na cadeira que estava colocada por trás do banco do condutor, o que terá dificultado o ângulo de visão e feito com que não se apercebesse.

À tarde, pediu à empregada doméstica que fosse buscar as crianças à escola e esta deu-lhe conta de que Maria Pilar nunca tinha chegado ao estabelecimento de ensino.

Por volta das 16h30, sete horas depois de Maria Pilar ter ficado esquecida dentro do Opel Zafira, os pais chegaram a correr ao carro e encontraram a bebé já sem vida. Os gritos do pai ainda ecoam na cabeça dos vizinhos, escreve o CM.

A menina não respirava. O pai levou-a nos braços e atravessou a avenida, gritando para que algum desconhecido parasse. Pai e mãe seguiram com a filha para o Hospital de Santa Maria, em Lisboa, onde nada mais pôde ser feito.

No Hospital de Santa Maria, o casal teve de receber apoio psicológico prestado pelo INEM: a mãe estava em choque, não reagia; o pai, só gritava. Não conseguiam explicar como tinha sido possível.

A Polícia Judiciária tem a investigação a seu cargo e afastou a possibilidade de haver intervenção de terceiros. Investiga-se agora a eventualidade de homicídio por negligência ou abandono agravado pelo resultado morte.

A mãe, que se mantém medicada e em estado de choque, ainda não foi ouvida. Poderá vir a ser constituída arguida, mas nunca será detida por estar afastada a possibilidade de ter agido com dolo.

A causa da morte ainda não foi apurada, porque só durante a tarde de sexta-feira é que a bebé foi autopsiada. Mas pensa-se que a menina poderia estar a dormir quando ficou esquecida no carro e que nunca tenha chegado a acordar. A hipótese mais provável é que tenha morrido de asfixia, até porque se fez sentir muito calor na tarde de sexta-feira, em Lisboa.

ZAP //

PARTILHAR

27 COMENTÁRIOS

  1. Somente a acrescentar o seguinte:
    Por mais voltas e reviravoltas que dê ao cérebro, não consigo imaginar como é possível, uns pais que durante 7 horas e não deram por falta do bebé?
    Se faltasse o pão, a massa, o leite o chupa chupa, até aí entendia, agora por esquecimento dentro de um carro? Por favor assim não.
    Desculpem-me isto é INSANO, chocante.
    Finalmente paz à sua alma. RIP

    • Não dê mais voltas do cérebro porque vai começar a deitar fumo!! RIP, para uma criança, para um anjo?? Trate-se!! Deixe lá a polícia fazer o trabalho que a dor dos pais já ninguém apaga… A criança morreu e quem agora vai sofrer são os pais. Deixem-se de fazer julgamentos na calor da emoção.

    • Como diz o artigo, pensavam que estava na escola.
      É facil julgar, mas na correria do dia-a-dia, acontecem as coisas mais impensáveis. O stress e pressão do trabalho, a vida do avesso pela pandemia, três filhos para criar, só quem passa por isto é que sabe.
      Não somos todos iguais, o que para uns é impossível para outros não é.
      E acredite, é mais comum do que se pensa, conheco inumeros casos e inclusive um casal que até repetiu, só que tiveram um desfecho bem diferente. Este ultimo casal estava em burnout.
      Atenção, não estou a dizer que é normal, porque isso não o é.
      As ações ficam para quem as pratica, e a dor destes pais fará parte deles para o resto das suas vidas.

  2. Esta é uma notícia que nos deixa transtornados, só pergunto como é possível uma mãe esquecer uma filha para mais bebé no carro e só passado 7 horas é que deram conta do sucedido e ainda aqui graças à intervenção de terceiros. Esta mulher não deve estar boa da cabeça! Depois há quanto a mim uma falha grave nos serviços sociais, logo que uma criança não compareça no seu local de atendimento deveria haver um telefonema para os pais sabendo a causa da não comparência, é que este já não é o primeiro caso que termina de forma trágica!

    • a senhora faz o mesmo todos os dias, saí a correr, deixa 3 filhos nas escolas e volta para o trabalho. Nesse dia entregou 2 filhos e pensou que tinha entregue os 3.
      Nesta situação ninguém se lembraria dos filhos até chegada a hora de os ir buscar.
      Quanto ao comentário sobre a senhora…e hoje em dia .. quem pode dizer que está bom da cabeça?

  3. Não dê mais voltas do cérebro porque vai começar a deitar fumo!! RIP, para uma criança, para um anjo?? Trate-se!! Deixe lá a polícia fazer o trabalho que a dor dos pais já ninguém apaga… A criança morreu e quem agora vai sofrer são os pais. Deixem-se de fazer julgamentos na calor da emoção.

  4. O importante perceber é que a mãe não se esqueceu da criança 7 horas. A mãe esqueceu – se de a deixar na creche. A partir desse passo, que falhou, estava descansada convencida que a filha estava bem entregue.
    É completamente diferente de deixar a bebé um minuto no carro e esquecer-se dela 7 horas.
    A forma como se coloca a questão vicia desde logo o raciocínio.
    Pobre mãe e pobre família!
    Podia ter acontecido comigo… Só quem nunca sentiu a exaustão de conjugar os filhos, a casa, o trabalho, é que se atreve a julgar…
    A minha mais profunda solidariedade a esta família

    • Um comentário lúcido. Concordo em absoluto. A Mãe não deve ser condenada a pena de prisão pois já sofreu demais, mas precisa de forte acompanhamento psicológico para a ajudar, e para perceber se ela poderá vir a ser um perigo para as outras crianças no futuro, porque algo falhou na mente dela naquele dia, e é preciso saber porquê, para garantir a segurança dos outros filhos. Maria Pilar, descansa em paz. Coragem aos pais e família.

    • Exatamente. Haja gente lúcida e sensata.
      Como é possível julgar e crucificar antes de se inteirarem de todos os factos. Estes pais já estão crucificados para o resto da vida… por eles mesmos. Há pior pena?
      Somos todos super heróis quando a tragédia recai no outro

    • … mesmo não sabendo todas as versões, a razão não andará longe do seu comentário. Não sei como se supera uma situação destas, acidentes acontecem, mas saber que foi culpa própria tem de ser um peso brutal na consciência.
      Algo está muito errado nesta sociedade quando temos de trabalhar para pagar a alguém cuide dos nossos filhos enquanto trabalhamos, principalmente enquanto bebés é um contra-senso, mas infelizmente na maioria dos casos a alternativa é o desemprego.
      A ser assim só posso desejar muita coragem e acompanhamento psicológico atento sem mais qualquer punição.

    • Não digo que a Sra, o fez por maldade, mas já vimos tanta coisa nas noticias que não ponho as mãos no fogo. Gostava de salientar que alguma coisa perante a justiça fosse feito porque senão na próxima também vai ser ” Ó esqueçi-me ” e pronto mais um que morre, isto não é assim á sempre uma culpa aliás esta sra, até empregada doméstica tinha, para tomar conta de muita coisa a ela era só das crianças e nem nisso foi responsável e 7 horas.. então não sabe quantos filhos têm? tenho imensa pena mas…..

    • Da casa não cuidava, porque tinha empregada doméstica. Não somos só nós comuns mortais q culpamos a mãe.., pelos vistos o pai da criança também a culpa. Só não entendo como é que estando em casa, ao ver uma foto da filha, um objecto, nada fez clique na cabeça dela. Deve estar mesmo muito ocupada com o trabalho, mais com o trabalho do que com os filhos. Não devem ser muito necessitados, têm bons trabalhos, podia e devia a mãe dar era prioridade aos filhos e não ao trabalho. Agora ficou sem a filha e não consegue trabalhar. Não tinha capacidade para tudo tinha só um filho, já que, aparentemente, a carreira estava primeiro.

  5. Não deram pela falta da bebé pois pensavam que ela estava na escola como todos os dias… A unica coisa que falhou foi o ato de deixar a criança na escola… e só deram por isso quando a foram buscar. Com a correria dos dias de hoje é mais fácil de acontecer do que parece…
    Não julgue desse forma, se pensar bem podia-lhe acontecer a si ou aos seus…

  6. É de lamentar o estado psicológico em que os pulhiticos colocam as pessoas cheias de stress para conseguirem o ganha pão, completamente desgastadas e exaustas psicologicamente. Só os papeis e papelinhos, contas e continhas com que uma pessoa tem de lidar todos os dias dão para desorientar qualquer um.

  7. Este lamentável e fatal acidente poderia ser evitado se existisse um alerta obrigatório por parte das creches/escolas quando uma criança não desse entrada nas suas instalações até uma terminada hora, (chamada telefónica ou mensagem).
    Assim, neste caso concreto os pais ficariam alertados que algo correu mal e estavam em tempo de o corrigir.
    Pobres pais que devem estar numa agonia.

  8. Tem toda a razão. Infelizmente, a dor àqueles pais já ninguém tira. E estas situações são tão fáceis de acontecer. Há tempo, estava a dar uma aula. De tão cansado que estava, entrei num estado alterado de consciência, em que literalmente quase adormeci. Percebi quando balbuciei, de forma arrastada, duas ou três frases completamente fora de contexto. A vergonha foi tanta, que se produziu uma descarga de adrenalina e consegui “levar a coisa” até final. O mais grave é que já voltou a acontecer…. E isso é deveras preocupante. Não posso julgar o estado de exaustão que pode levar alguém a um esquecimento destes porque já o senti, com consequências, obviamente, irrelevantes quando em comparação. Certo é que esta coisa da pandemia está a levar as pessoas à exaustão. Uma última nota: aos pais. Neste momento, só juntos, sem recriminações e acusações, poderão ultrapassar esta tragédia. Procurem apoiar-se e juntos superarem este terrível acontecimento.

  9. e existe Deus? e onde está Jesus Cristo? ah mas oiço os crentalhos cristãos dizer os que dizem que não acreditam sabem que existe qualquer coisa, sim certamente, sabemos, quereis saber o quê? na caixa de areia da minha gata, pequenos monticulos de merda seca polvilhada de pedrinhas de areia que eu de 3 em 3 dias retiro para evitar uma acumulação excessiva! um pouco semelhante ao que existe dentro da vossa cabeça de crentalhos cristãos formatdos por doutrinas passadas sem pés nem cabeça!…. que custava q esse Deus q vós dizes que existe salvar aquela menina esqucida fechada num carro a morrer lentamente naquele forno? caralho custava muito a quem tem o poder total e absoluto do Universo?, bastava me dar uma ordem caralho, eu abedeceria sem pestanejar, ó Zé Ninguém sai de onde estás e vai a esta rua partir o vidro daquele carro antes que aquela bebé morra!, até se eu fosse um arrumador de carros eu iria sem reclamar direitos a gorjetas… mas não! nao houve ordens nenhumas!, a menina morreu lentamente e a sua alma foi direta à sarjeta!, assim é o vosso Deus cristão e todos os demais!!

  10. Vão me desculpar, mas essa mãe não tem desculpa qualquer e lamento que ainda aja pessoas que a querem defender. aliás até o pai a acusa… Um filho não é um saco de batatas para ser esquecido, não me venham com a hipocrisia que o trabalho esgota, que tem que trabalhar muito para pagar as contas etc etc. se tinha empregada a vida deles economicamente era muito boa. É de lamentar é haver pessoas com essa senhora que não dão valor aos filhos, pois mãe que é mãe jamais esquece um filho. Isso mostra desleixo completo pelas crianças. Não me venham com a cantiga que pode acontecer a todos… Só pessoas muito transtornadas psicologicamente é que se esquecem dos filhos

  11. À primeira oportunidade vêm todos aqui apedrejar!!! Tenham todos juízo. Acham mesmo que os pais queriam um desfecho deste género?! Tenham juízo e respeito!
    Quanto ao episódio é lamentável, há seguramente um comportamento negligente (independentemente das razões que possam estar na génese deste desastre: cansaço, rotina diária alterada, levar com este governo todos os dias, o que for).

  12. Onde estava o pai para dividir as tarefas? Porque continuou a ser apenas a mãe encarregue de levar as 3 crianças, mesmo com um overload de trabalho?

  13. serafim calessi;
    para o casal que perdeu a filha.
    Durante o sono, a dor, que não se esquece, cai gota a gota no coração, ate que, no nosso desespero, contra a nossa vontade, vem a sabedoria pela sublime graça de Deus.

RESPONDER

Para Rio, as críticas de Ana Catarina Mendes são de "quem não tem nada para dizer"

As águas entre o PS e o PSD estão agitadas, depois da troca de galhardetes entre o presidente social-democrata, Rui Rio, e a líder parlamentar do PS, Ana Catarina Mendes. Depois de ter sido acusado por …

Nova Iorque atinge 70% de adultos vacinados (e celebra com fogo-de-artifício)

O estado de Nova Iorque atingiu o marco de vacinação que, de acordo com os especialistas, garante a imunidade de grupo. O governador do estado norte-americano de Nova Iorque, Andrew Cuomo, anunciou na noite de terça-feira …

"Construtiva" e "sem animosidades". Cimeira entre Biden e Putin termina mais cedo do que previsto

A cimeira entre Vladimir Putin e Joe Biden chegou ao fim mais cedo do que se previa. Os presidentes optaram por conferências de imprensa em separado, e o primeiro a falar foi o Presidente russo. Os …

Euro 2020: seleções da casa em desvantagem na primeira jornada

Nove seleções jogaram no seu país, até agora. Mas somente três ganharam o respetivo jogo. Portugal contribuiu para estragar as festas caseiras. Num Europeu estranho e inédito, que decorre em muitos países, muitas seleções jogam em …

Tribunal europeu condena Portugal a indemnizar recluso por falta de internamento psiquiátrico

O Tribunal Europeu dos Direitos Humanos condenou o Estado português a pagar uma indemnização de 14 mil euros a um recluso por ter cumprido pena de prisão sem internamento psiquiátrico a que tinha sido condenado. A …

França acaba com máscara no exterior (e Espanha vai pelo mesmo caminho)

Em França, o uso de máscara na rua deixa de ser obrigatório a partir de quinta-feira. Espanha deverá seguir o mesmo caminho "em breve". O uso de máscara no exterior deixa de ser obrigatório em França …

Swissport em Lisboa para tentar comprar a Groundforce

O acionista maioritário da Groundforce, que está a tentar vender a sua participação na empresa de handling, encontra-se agora a negociar com os suíços da Swissport. Depois de o fundo espanhol Atitlan se ter afastado e …

BdP prevê taxa de desemprego de 7,2% e crescimento económico de 4,8%

O Banco de Portugal (BdP) prevê que a taxa de desemprego atinja 7,2% em 2021, recuando para 7,1% em 2022 e 6,8% em 2023, e que o emprego cresça 1,3% este ano. No Boletim Económico de …

Finlândia 0-1 Rússia | Miranchuk recoloca russos na corrida

A anfitriã Rússia conseguiu hoje uma determinante vitória na luta pelo apuramento para os oitavos de final do Euro2020 de futebol, ao bater a Finlândia por 1-0, em São Petersburgo. No primeiro jogo da segunda jornada …

Nove militares da GNR acusados de tortura

O Ministério Público (MP) do Porto acusou nove militares da GNR dos crimes de tortura e outros tratamentos cruéis, degradantes ou desumanos e sequestro agravado. O Ministério Público (MP) do Porto acusou nove militares da GNR, …