Tel Aviv vai ter estradas elétricas que recarregam autocarros em movimento

Tel Aviv, em Israel, está a trabalhar na criação de estradas elétricas sem fios para carregar e fornecer energia aos transportes públicos da cidade.

As estradas elétricas são parte de um programa piloto liderado pelo município de Tel Aviv-Yafo em colaboração com a ElectReon, uma empresa que desenvolve um sistema que pode carregar veículos elétricos enquanto estão em movimento, e a Dan Bus Company. O projeto está a ser financiado por uma combinação de fundos governamentais e privados, de acordo com um porta-voz do ElectReon, embora não tenha sido divulgado o orçamento.

De acordo com a CNN, as estradas vão da estação ferroviária da Universidade de Tel Aviv ao Terminal Klatzkin, em Ramat Aviv, uma rota de cerca de 1,9 quilómetros. A estrada elétrica em si terá cerca de 600 metros.

A infraestrutura elétrica sob a estrada vai carregar autocarros especialmente equipados. O sistema consiste num conjunto de bobinas de cobre que são colocadas sob o asfalto da rua, de acordo com a ElectReon. “A energia é transferida da rede elétrica para a infraestrutura rodoviária e gere a comunicação com os veículos que se aproximam”, lê-se no site da empresa.

Quanto aos veículos, os recetores são instalados no piso do veículo para transmitir energia diretamente para a bateria durante a condução.

“Os últimos dias foram gastos a construir a estrada”, contou um porta-voz da cidade, em declarações à CNN. “Testes e testes serão necessários nas próximas semanas antes do início das operações regulares.”

Se o projeto-piloto for bem-sucedido, o município de Tel Aviv admite expandir e usar as estradas elétricas em mais secções da cidade. “O nosso plano de ação estratégico para nos prepararmos para as mudanças climáticas colocou a luta contra a poluição no topo da agenda ambiental do município”, disse Ron Huldai, autarca da cidade, em comunicado. “Se o projeto-piloto for bem-sucedido, avaliaremos – juntamente com o Ministério dos Transportes – a sua expansão para outras localidades da cidade”.

“Contar com o carregamento direto de veículos na própria estrada eliminará a necessidade de estabelecer estações de carregamento ou de estar operacionalmente vinculados aos terminais”, disse Meital Lehavi, vice-presidente do transportes do Município de Tel Aviv-Yafo.

O cronograma de testes e integração da tecnologia deve demorar cerca de dois meses após o qual a Dan Bus Company iniciará viagens regulares na rota, transportando passageiros que estão a viajar de e para a Universidade de Tel Aviv.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Rússia acusa Navalny e aliados de extremismo em novo processo

A Rússia intensificou a campanha contra o opositor do governo Alexei Navalny, abrindo esta terça-feira um novo processo judicial, que poderá levá-lo a cumprir uma pena de prisão de mais uma década. Navalny cumpre dois anos …

Governo demite Chefe do Estado-Maior da Armada. Gouveia e Melo provável sucessor

O ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, vai propor ao Presidente da República a demissão do Chefe do Estado-Maior da Armada, confirmaram hoje à Lusa fontes ligadas à Defesa. O Governo propôs ao Presidente da …

Borussia Dortmund 1-0 Sporting | Um Mal(en) que veio só… e foi suficiente

O “bicho papão Haaland não jogou, mas nem assim os “leões” conseguiram contrariar o maior poderio germânico. O Sporting saiu de Dortmund com uma derrota, apesar da excelente réplica no Signal Iduna Park, e muito por …

FC Porto 1-5 Liverpool | Dragão atropelado em casa

O Liverpool é uma espécie de “besta” em tons de “red” para o FC Porto. Em nove jogos oficiais, os “azuis-e-brancos” nunca venceram, somando 3 empates e 6 derrotas, a mais recente foi pesadíssima e …

China desenvolve arma invisível capaz de destruir redes de comunicação em dez segundos

Uma equipa de cientistas chineses está a desenvolver uma arma sónica, que gera um intenso pulso eletromagnético, capaz de destruir redes de comunicação e de fornecimento de energia elétrica. A arma poderá ter um alcance …

Dezenas de mulheres abusadas por funcionários da OMS na República Democrática do Congo

Dezenas de mulheres e meninas foram abusadas sexualmente por voluntários da Organização Mundial de Saúde (OMS) destacados para enfrentar o Ébola na República Democrática do Congo (RDC), entre 2018 e 2020, concluiu um inquérito independente …

Evolução de parasita está a tornar mais difícil detetar e tratar a malária

Uma mutação do parasita que causa a malária está a "camuflar" as proteínas que são identificadas nos testes rápidos, tornando mais difícil detetar e tratar a doença. De forma semelhante aos testes à covid-19, baratos e …

Banguecoque em alerta. Mais de 70.000 casas inundadas na Tailândia

As autoridades tailandesas têm feito esforços para proteger partes de Banguecoque das cheias, que já inundaram 70.000 casas e mataram seis pessoas nas províncias no norte e centro do país. A tempestade tropical Dianmu causou cheias …

Exilados sírios obrigados a pagar taxas para evitar o alistamento obrigatório

No início deste ano, Yousef, um sírio de 32 anos que vive na Suécia, teve que pagar as taxas que lhe isentavam da obrigatoriedade de se alistar no exército da Síria, caso contrário a família …

Portugal tem cerca de 8.200 pessoas em situação de sem-abrigo, mais de metade em Lisboa

Estima-se que, em 2020, cerca de 485 pessoas tenham abandonado esta condição, o que representa uma descida de 39% face a 2019. Portugal terá cerca de 8.200 pessoas em situação de sem-abrigo, segundo os resultados de …