Taxa de desemprego desce para os 15,5%

kate hiscock / Flickr

-

A taxa de desemprego em Portugal caiu em novembro de 2013, pelo nono mês consecutivo, para os 15,5%, sendo a quarta maior descida a nível europeu face ao mesmo mês do ano anterior, revela o Eurostat.

Segundo o gabinete oficial de estatísticas da União Europeia, em novembro, a taxa de desemprego na zona euro manteve-se estável nos 12,1%, (19,241 milhões de pessoas) tal como na União Europeia, que voltou a registar 10,9% (26,553 milhões de pessoas).

Os dados do Eurostat mostram que, apesar de uma das maiores reduções homólogas, de 17% para 15,5% entre novembro de 2012 e de 2013, Portugal continua a ter a quinta taxa de desemprego mais elevada da União Europeia, apenas atrás da Grécia (27,4%), da Espanha (26,7%), da Croácia (18,6%) e de Chipre (17,3%).

A Irlanda registou a maior queda homóloga da taxa de desemprego (de 14,3% para 12,3%), seguindo-se a Letónia (de 14% para 12% do terceiro trimestre de 2012 para o de 2013) e a Lituânia (de 13% para 11,3%).

Neste boletim, o Eurostat reviu ainda em ligeira baixa o valor da taxa de desemprego em Portugal para outubro de 2013 (de 15,7% para 15,6%).

Ainda em termos homólogos, a taxa de desemprego aumentou em catorze Estados-membros e baixou noutros catorze, tendo os maiores aumentos sido observados em Chipre (de 13,3% para 17,3%), em Itália (de 11,3% para 12,7%), na Grécia (de 26% para 27,4% entre setembro de 2012 e de 2013) e nos Países Baixos (de 5,6% para 6,9%).

As taxas de desemprego mais baixas verificaram-se na Áustria (4,8%), na Alemanha (5,2%) e no Luxemburgo (6,1%).

Em relação à taxa de desemprego jovem, Portugal registou em novembro o quinto valor mais elevado (36,8%) entre os países europeus com dados disponíveis, apenas atrás da Espanha, da Grécia, da Croácia e da Itália.

O gabinete de estatísticas comunitárias refere que em novembro havia 5,661 milhões de jovens (menos de 25 anos de idade) desempregados na União Europeia e 3,575 milhões na zona euro.

As taxas de desemprego jovem mais reduzidas foram registadas na Alemanha (7,5%) e na Áustria (8,6%) e as mais elevadas em Espanha (57,7%), na Grécia (54,8% em setembro de 2013) e na Croácia (49,7%).

/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. A taxa de desemprego real, nao está a baixar. O país está falido e não há crescimento de emprego.
    Esta baixa de taxa de desemprego, deve-se aos 130 mil Portugueses que emigraram só no ano 2013, que naturalmente, deixam de fazer parte das listas de desempregados. Somando a estes, todos os desempregados que já estão no desemprego há muito tempo e que já desacreditaram e perderam a esperança de encontrar emprego através dos centros de emprego, que automáticamente são eliminados das listas dos incritos nos centros de desemprego, quando passam muito tempo sem lá aparecerem ou faltarem às chamadas de formação.
    Ao mesmo tempo, os emigrantes em portugal que estavam no desemprego, foram ficando por cá, enquanto durava o subsidio de desemprego, que entretanto, os brasileiros, ucranianos e outros, têm-se ido embora de regresso aos seuas paises de origem.

RESPONDER

Slava Semeniuta transforma chuva em atmosfera néon

O artista e fotógrafo russo Slava Semeniuta, também conhecido como Visual Scientist, mistura elementos naturais e faz mágica com eles. Slava Semeniuta, também conhecido como Visual Scientist, retoca fotografias de poças de água para criar composições …

Empresa quer vender dispositivos que extraiem água potável do ar

A empresa israelita Watergen está a planear começar a vender uma versão para o consumidor do seu aparelho que extrai água potável do ar ainda este ano. A tecnologia do gerador atmosférico da empresa está em …

"Sem padrinhos, nem donos". Líder da JP levanta congresso centrista

O candidato à liderança do CDS Francisco Rodrigues dos Santos arrancou este sábado no congresso centrista, que está a decorrer em Aveiro, a maior ovação dos delegados, com um discurso inflamado, em defesa de um …

Quando chegaram à Europa pela primeira vez, as batatas eram "hereges"

Os espanhóis foram os primeiros europeus a encontrar batatas na América do Sul nos anos 1530. Porém, quando foram trazidas para o Velho Continente, não foram bem recebidas por todos. Depois de terem sido encontradas pelos …

Ano vai ser "inevitavelmente" de contestação social, avisa CGTP

O secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos, disse esta sexta-feira que este ano vai ser “inevitavelmente” de contestação social se o Governo e as empresas continuarem a insistir num modelo de baixos salários. O líder da intersindical …

Maior ameaça ao crescimento português vem de Espanha

Diz o ditado popular que de Espanha nem bom vento, nem bom casamento. Mas, na verdade, o crescimento económico do país vizinho tem contribuído para puxar pela economia portuguesa. Agora, quando se prevê um abrandamento …

Cabo Verde esteve sem Internet durante 24 horas

O arquipélago de Cabo Verde voltou a ter acesso à Internet na tarde desta sexta-feira, cerca de 24 horas depois de uma instabilidade provocada por falhas no fornecedor internacional do serviço. O país tinha ficado sem …

Ventura em operação de charme no Porto depois de um atraso muito criticado no Parlamento

O deputado André Ventura, eleito pelo Chega, tem agendada para este sábado uma verdadeira operação de charme no Porto, com encontros com o presidente da Associação Comercial do Porto e com apoiantes do partido. Iniciativas …

Assistente social acusada de maltratar 14 crianças em centro de acolhimento

O Ministério Público (MP) acusa uma mulher de 46 anos, que era assistente social e diretora técnica de um centro de acolhimento na Maia, no distrito do Porto, de maltratar 14 crianças nesta instituição. De …

Marcelo não vê razão de preocupação com empresas portuguesas de Isabel dos Santos

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse esta sexta-feira ter sinais de que não há razão para preocupação nos setores económicos e empresas portuguesas nas quais a Isabel dos Santos está a vender …