Uma tarefa doméstica está a poluir sorrateiramente o ambiente

O que vestimos e como lavamos as nossas roupas influencia o número de microfibras sintéticas que libertamos no meio ambiente.

Há uma tarefa doméstica a poluir sorrateiramente o ambiente. Um novo artigo científico, publicado na PLOS One, indica que uma grande quantidade de microfibras é libertada no meio ambiente quando lavamos a nossa roupa.

Cerca de 14% de todo o plástico produzido é usado para fazer fibras sintéticas, principalmente para indumentária. Quando as roupas são lavadas, soltam pequenos fios, muito mais finos do que um fio de cabelo humano.

De acordo com o Inverse, a equipa da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, analisou o volume de microfibras sintéticas libertadas pela lavagem da roupa entre 1950 e 2016 e descobriu que quantidades semelhantes de plástico entram no solo e em seres vivos marinhos todos os anos: cerca de 5,6 megatoneladas, sendo que metade do total foi libertada só na última década.

À medida que o acesso ao tratamento de águas residuais aumenta em todo o mundo, as quantidade de microfibras que chegam à terra, especialmente às plantações, podem vir a aumentar.

Jenna Gavigan, investigadora da universidade norte-americana, disse que o objetivo da pesquisa era “criar uma estimativa básica das emissões de microfibras para que possamos compreender a escala do problema em todo o mundo”.

Resolver um problema tão global como a poluição do plástico deverá envolver mudanças para além do comportamento individual. Ainda assim, qualquer pessoa que tenha uma máquina de lavar em casa pode fazer algo para reduzir a quantidade de plástico que entra no ambiente.

A etapa mais prática de todas passa por reduzir o número de vezes que se lava a roupa. Os cientistas também aconselham a compra de roupas de alta qualidade; o uso de um saco de retenção de microfibras para evitar que estas poluam o ambiente e o desenvolvimento de um melhor tratamento de resíduos.

“Apesar de serem necessárias mais pesquisas sobre as interações entre as microfibras e o meio ambiente, especialmente em ecossistemas terrestres, isso não nos deve impedir de implementar medidas de mitigação no imediato”, rematam os cientistas.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Não sou cientista, mas sempre disse o mesmo em relação ao piso dos pneus…
    Já pensaram para onde vão os milhões de toneladas correspondente
    ao pneu que se desgasta durante o seu uso?
    Essa matéria não se evapora!!!
    E mesmo que sim, iria para a atmosfera…

    • É bem tranquil rabbit. Também já tinha debatido comigo próprio não apenas isso como os materiais resultantes do desgaste dos calços dos travões (penso que aquilo também leva borracha entre outros compósitos, mas leve lá o que levar, aquilo parece-me pouco amigo do ambiente e também se desgasta a bom ritmo).

RESPONDER

UE dá exemplo de Portugal para defender salário mínimo europeu

O comissário europeu do Emprego, Nicolas Schmit, diz esperar um acordo ou pelo menos "bastante progresso" sobre a proposta comunitária para garantir salários mínimos adequados em todos os Estados-membros da União Europeia (UE) e dá …

Na primeira fase, será possível administrar 400 mil doses de vacinas “numa semana a dez dias”. Segunda ronda pode ser crítica

Os especialistas já fazem previsões. Se por um lado a primeira fase da vacinação contra a covid-19 se adivinha rápida, a segunda será poderá ser muito complicada. Os representantes dos profissionais dos centros de saúde - …

Bruxelas conclui que Zona Franca da Madeira violou regras e quer devolução das "ajudas indevidas"

A Comissão Europeia (CE) conclui que o regime da Zona Franca da Madeira (ZFM) desrespeitou as regras de ajudas estatais, pois abrangeu empresas que não contribuíram para o desenvolvimento da região, pelo que Portugal deve …

Chuva de críticas ao plano nacional de vacinação: "É vasto em imprecisões e impreparações"

Francisco Rodrigues dos Santos considerou que "faltou planeamento" no plano de vacinação português e observou que "basta comparar" com aqueles anunciados "na Alemanha, no Reino Unido ou em Espanha para perceber que há diferenças abismais". O …

O corpo ideal? O mistério das enigmáticas figuras pré-históricas de Vénus pode ter sido resolvido

Um dos primeiros exemplos mundiais de arte, as enigmáticas estatuetas de "Vénus" esculpidas há cerca de 30 mil anos, intrigaram os cientistas durante quase dois séculos. Agora, o mistério das estranhas figuras pode ter sido …

Nova geringonça à vista? Rui Rio mostra-se disposto a governar mesmo sem vencer eleições

São muitos os sinais que tem dado. Rui Rio está disponível para liderar uma futura maioria de direita se esta vier a surgir no quadro de futuras eleições legislativas - mesmo que o PSD seja …

Cientistas encontram nova criatura gelatinosa no fundo do mar (mas podem nunca mais voltar a vê-la)

Uma equipa de investigadores da Administração Nacional de Pesca Oceânica e Atmosférica (NOAA) revelou que descobriu Duobrachium sparksae, uma nova espécie de ctenóforo - ou águas-vivas-de-pente. A descoberta foi feita remotamente usando imagens de vídeo de …

Costa anuncia hoje medidas que vão vigorar nos períodos de Natal e de passagem de ano

O primeiro-ministro anuncia hoje as medidas de combate à covid-19 enquadradas pelo decreto presidencial de estado de emergência, que indicativamente vigorará até 7 de janeiro, incluindo os períodos de Natal e de passagem de ano. Na …

Especialistas explicam de que forma o novo coronavírus pode afetar o cérebro

Através do uso de amostras de tecido de pacientes que já morreram, uma equipa de investigadores conseguiu desvendar os mecanismos pelos quais o coronavírus é capaz de chegar ao cérebro de pacientes com covid-19 e …

Há círculos fantasmagóricos nunca antes vistos no céu (e os astrónomos não sabem o que são)

Em setembro de 2019, uma equipa de investigadores fez uma apresentação sobre objetos interessantes encontrados em novos dados radioastronómicos. Esses objeto tinham formas muito estranhas que não cabiam facilmente em nenhum tipo de conceito conhecido. A …