Uma tarefa doméstica está a poluir sorrateiramente o ambiente

O que vestimos e como lavamos as nossas roupas influencia o número de microfibras sintéticas que libertamos no meio ambiente.

Há uma tarefa doméstica a poluir sorrateiramente o ambiente. Um novo artigo científico, publicado na PLOS One, indica que uma grande quantidade de microfibras é libertada no meio ambiente quando lavamos a nossa roupa.

Cerca de 14% de todo o plástico produzido é usado para fazer fibras sintéticas, principalmente para indumentária. Quando as roupas são lavadas, soltam pequenos fios, muito mais finos do que um fio de cabelo humano.

De acordo com o Inverse, a equipa da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, analisou o volume de microfibras sintéticas libertadas pela lavagem da roupa entre 1950 e 2016 e descobriu que quantidades semelhantes de plástico entram no solo e em seres vivos marinhos todos os anos: cerca de 5,6 megatoneladas, sendo que metade do total foi libertada só na última década.

À medida que o acesso ao tratamento de águas residuais aumenta em todo o mundo, as quantidade de microfibras que chegam à terra, especialmente às plantações, podem vir a aumentar.

Jenna Gavigan, investigadora da universidade norte-americana, disse que o objetivo da pesquisa era “criar uma estimativa básica das emissões de microfibras para que possamos compreender a escala do problema em todo o mundo”.

Resolver um problema tão global como a poluição do plástico deverá envolver mudanças para além do comportamento individual. Ainda assim, qualquer pessoa que tenha uma máquina de lavar em casa pode fazer algo para reduzir a quantidade de plástico que entra no ambiente.

A etapa mais prática de todas passa por reduzir o número de vezes que se lava a roupa. Os cientistas também aconselham a compra de roupas de alta qualidade; o uso de um saco de retenção de microfibras para evitar que estas poluam o ambiente e o desenvolvimento de um melhor tratamento de resíduos.

“Apesar de serem necessárias mais pesquisas sobre as interações entre as microfibras e o meio ambiente, especialmente em ecossistemas terrestres, isso não nos deve impedir de implementar medidas de mitigação no imediato”, rematam os cientistas.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Não sou cientista, mas sempre disse o mesmo em relação ao piso dos pneus…
    Já pensaram para onde vão os milhões de toneladas correspondente
    ao pneu que se desgasta durante o seu uso?
    Essa matéria não se evapora!!!
    E mesmo que sim, iria para a atmosfera…

    • É bem tranquil rabbit. Também já tinha debatido comigo próprio não apenas isso como os materiais resultantes do desgaste dos calços dos travões (penso que aquilo também leva borracha entre outros compósitos, mas leve lá o que levar, aquilo parece-me pouco amigo do ambiente e também se desgasta a bom ritmo).

RESPONDER

O envelhecimento celular em humanos foi parcialmente revertido (com o uso de oxigénio)

Investigadores da Universidade de Tel Aviv, em Israel, descobriram uma forma de reverter o processo de envelhecimento celular e podem ter feito um avanço na procura pela juventude eterna. O novo estudo publicado na revista Aging …

Porto 0-0 Man City | Pragmatismo portista garante “oitavos”

O FC Porto está nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Os “azuis-e-brancos” precisavam apenas de um empate, ou que o Olympiacos não vencesse em França, em casa do Marselha, e ambos os pressupostos aconteceram – …

O céu tingiu-se de roxo na Suécia (e a culpa era de uma plantação de tomates)

O céu ficou misteriosamente tingido de roxo em Trelleborg, a cidade mais a sul da Suécia, por causa da luz vinda de uma plantação de tomate enuma cidade próxima. Há algumas semanas, os moradores de Trelleborg …

Maurícias estão a abater um morcego ameaçado de extinção por interesses económicos

O morcego das Maurícias, em perigo de extinção, é mais uma vez o centro de um polémico abate nas mãos do Governo, para alarme das organizações de conservação da vida selvagem. Sob pressão de agricultores e …

Procurador-geral dos EUA: não há provas de fraude eleitoral generalizada

O procurador-geral dos Estados Unidos da América, William Barr, reconheceu hoje que não houve fraude em dimensão suficiente para invalidar a vitória do democrata Joe Biden nas eleições presidenciais norte-americanas. "Nesta altura, não vimos fraude a …

Parque de esculturas subaquático vai ser inaugurado em Miami

Miami vai servir de casa para um novo parque de esculturas subaquático como nunca viu. O ReefLine é projetado para servir como um recife artificial e vai estar disponível a receber visitantes em dezembro de …

Da "política do filho único" aos incentivos à natalidade: como a China tem mudado a sua estratégia populacional

A China está a planear incluir novas medidas para estimular a taxa de natalidade do país e lidar com o rápido envelhecimento da população. A estratégia passa pelo “plano de cinco anos” que deverá estar …

Vacinação será “grande prioridade” de presidência portuguesa da UE

O primeiro-ministro português, António Costa, referiu hoje que a vacinação contra a covid-19 deverá ser uma das “grandes prioridades” da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia (UE), após um encontro com o presidente do …

No Cambodja, os aldeões usam "espantalhos mágicos" para afastar a covid-19

Os aldeões do Cambodja têm evitado a pandemia de covid-19 sem máscaras nem distanciamento social, mas sim com "espantalhos mágicos" que espantam o vírus mortal. Os dois espantalhos de Ek Chan, um aldeão de 64 anos, …

O Arecibo desabou. É o fim de uma era à procura de vida extraterrestre

O Observatório de Arecibo, em Porto Rico, morreu. Três semanas depois de um dos principais cabos de sustentação da sua cúpula ter desabado, danificado irremediavelmente o radiotelescópio, o icónico caçador de vida extraterrestre antecipou-se à …