/

TAD rejeita providência cautelar do Vitória de Setúbal. Portimonense na I Liga

Rui Minderico / Lusa

Adeptos do Vitória de Setúbal protestaram contra a decisão da LPFP de excluir a equipa das provas profissionais

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) rejeitou, esta quinta-feira, a providência cautelar do Vitória de Setúbal, confirmando, assim, a exclusão do clube dos campeonatos profissionais e a presença do Portimonense na I Liga.

De acordo com a rádio Renascença, o Tribunal Arbitral do Desporto avaliou o processo e deu razão à Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), negando a providência cautelar pretendida pelo Vitória de Setúbal no sentido de suspender a decisão de desclassificação.

A rádio apurou que os sadinos e a Liga Portugal já foram notificados da decisão do TAD, o que permite realizar o sorteio das edições de 2020/2021 da I Liga e da II Liga, agendado para esta sexta-feira.

No final de julho, o clube de Setúbal anunciou que ia recorrer da decisão do impedimento de se inscrever nas competições profissionais, depois de a Comissão de Auditoria da LPFP ter reprovado o seu processo de licenciamento, situação que também aconteceu com o Desportivo das Aves, último classificado da I Liga.

Na altura, a Liga de Clubes convidou o Portimonense, que tinha sido 17.º posicionado e despromovido, a manter-se na I Liga, uma situação que agora se confirma com esta decisão do TAD. Os sadinos caem duas divisões e vão disputar o Campeonato de Portugal.

A LPFP também convidou o Cova da Piedade e o Casa Pia a manterem-se na II Liga, depois de terem sido despromovidos administrativamente, com o cancelamento do segundo escalão, devido à pandemia de covid-19.

Esta semana, foram definidas as equipas que vão participar na II Liga, depois de o Tribunal Arbitral do Desporto ter confirmado as subidas de Vizela e Arouca, após negar provimento ao recurso do Olhanense.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.