Suspeitos de envenenar Skripal clamam inocência e dizem ser meros turistas

Os dois suspeitos de terem envenenado o antigo espião russo Sergei Skripal deram uma entrevista à televisão estatal russa RT a clamar a sua inocência.

Alexander Petrov e Ruslan Boshirov, suspeitos do envenenamento do antigo espião russo e agente duplo Sergei Skripal e da filha Yulia Skripal, garantem estar a ser acusados injustamente pelas autoridades.

Em entrevista à televisão estatal russa RT, ambos afirmam ter estado em Salisbury apenas em turismo, em março deste ano. Ainda assim, as autoridades britânicas insistem em afirmar que estes fazem parte dos serviços secretos russos.

“Os nossos amigos sugeriram que visitássemos esta maravilhosa cidade. Queríamos muito visitar as ruínas de Old Sarum e a catedral de Salisbury”, disseram os suspeitos na entrevista, ao contar pormenores do que fizeram durante os três dias em que estiveram em solo inglês.

Segundo Alexander Petrov e Ruslan Boshirov, ninguém fala das condições atmosféricas que se fizeram sentir no dia 3 e 4 de março, condições essas que não estiveram propícias ao turismo, razão pela qual dizem ter passado tão pouco tempo na cidade. “Temos muitas fotos da catedral. Deviam publicá-las.”

Segundo o Público, ambos afirmaram que nunca tinham ouvido falar dos Skripal antes “deste pesadelo”, mas que talvez tenham passado pela casa da família. Confrontado com as acusaõe de que a substância utilizada no envenenamento se encontrava numa garrafa de perfume de mulher Nina Ricci, ambos disseram que se tratava de algo “ridículo”.

“Se tivéssemos algo suspeito, [as autoridades alfandegárias] teriam colocado questões. Porque teria um homem um perfume de mulher na sua bagagem?”, questionaram.

Nenhum dos suspeitos sabe “o que fazer”. “Tememos pelas nossas vidas e pelas vidas da nossa família e amigos”, confessaram à jornalista da RT.

Governo britânico já reagiu

Segundo a RT, o Governo britânico reagiu à entrevista, afirmando que “tem confiança no facto de que estes homens são agentes do Serviço Militar de Inteligência Russo – o GRU – que usou uma arma química tóxica e ilegal nas ruas do seu país”. John Glen, deputado eleito por Salisbury, também acusou os dois indivíduos de não serem credíveis.

Já o porta-voz de Theresa May declarou esta quinta-feira que a entrevista se trata de “um insulto à inteligência do público”, acrescentando que “as mentiras e fabricações são extremamente ofensivas para as vítimas” e para as pessoas afetadas pelo ataque. Além disso, frisou, a polícia tem provas conclusivas contra os dois homens.

ZAP // RT

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas descobrem os defeitos dentários que apodrecem os dentes

Os resultados deste novo estudo contribuem para o desenvolvimento de novos tratamentos para as cáries dentárias. Os investigadores capturaram o esmalte num detalhe sem precedentes. Uma equipa de investigadores está muito perto de descobrir aquilo que …

Balões da Google já "espalham" Internet nas vilas remotas do Quénia

Em 2013, surgiu a ideia de enviar balões para o Espaço próximo para conectar pessoas em locais do mundo sem Internet. A ideia, que parecia uma loucura, já é realidade. Depois de uma longa série de …

Descoberta nova espécie de dinossauro carnívoro em Portugal

Um novo género e espécie de dinossauro carnívoro terópode, cujos fósseis foram escavados em arribas dos concelhos de Torres Vedras e da Lourinhã, foi agora descrito na revista internacional "Journal of Vertebrate Paleontology" por paleontólogos …

The Crown. Afinal, vem aí uma sexta temporada

Peter Morgan, criador, produtor e argumentista de The Crown, anunciou esta quinta-feira (9), através do Twitter da plataforma de streaming Netflix, que a série britânica terá uma sexta temporada. “Quando começamos a discutir as histórias da …

Observatório Gaia revoluciona o rastreamento de asteroides

O observatório espacial Gaia da ESA é uma missão ambiciosa que tem o objetivo de construir um mapa tridimensional da nossa Galáxia, fazendo medições de alta precisão de mais de mil milhões de estrelas. No entanto, …

Tempestades de relâmpagos mataram 147 pessoas na Índia em apenas 10 dias

Tempestades de relâmpagos mataram 147 pessoas no estado de Bihar, no norte da Índia, no espaço de dez dias, noticia a AFP, que escreve que os números podem aumentar nos próximos tempos devido às alterações …

Investigação portuguesa descobriu 14 espécies marinhas com potencial para produção de antibióticos

Uma investigação conjunta da Universidade de Aveiro e da Universidade Católica descobriu 14 novas espécies e um género de fungos marinhos, com potencial para produção de antibióticos, revelou esta segunda-feira fonte académica. "Neste momento, estão a …

Impossíveis de cumprir. Directores preocupados com novas regras para as escolas

As orientações da Direcção Geral de Saúde (DGS) para as escolas com vista ao regresso das aulas presenciais, em Setembro, estão a preocupar os directores dos estabelecimentos de ensino. Isto porque as consideram impossíveis de …

Homicídios disparam na maioria das cidades norte-americanas durante a pandemia

O número de homicídios cometidos em solo norte-americano disparou na maioria das cidades do país na primeira metade de 2020, comparativamente com o mesmo período do ano passado, revela uma investigação do New York Times. …

Investigadores desenvolvem robô-cientista (e já descobriu um novo catalisador)

Uma equipa de cientistas da Universidade de Liverpool, no Reino Unido, construiu um robô-cientista móvel inteligente, que realiza experiências sem ajuda humana. O novo robô-cientista toma decisões sozinho e já descobriu um novo catalisador. Segundo a …