Suspeitos de envenenar Skripal clamam inocência e dizem ser meros turistas

Os dois suspeitos de terem envenenado o antigo espião russo Sergei Skripal deram uma entrevista à televisão estatal russa RT a clamar a sua inocência.

Alexander Petrov e Ruslan Boshirov, suspeitos do envenenamento do antigo espião russo e agente duplo Sergei Skripal e da filha Yulia Skripal, garantem estar a ser acusados injustamente pelas autoridades.

Em entrevista à televisão estatal russa RT, ambos afirmam ter estado em Salisbury apenas em turismo, em março deste ano. Ainda assim, as autoridades britânicas insistem em afirmar que estes fazem parte dos serviços secretos russos.

“Os nossos amigos sugeriram que visitássemos esta maravilhosa cidade. Queríamos muito visitar as ruínas de Old Sarum e a catedral de Salisbury”, disseram os suspeitos na entrevista, ao contar pormenores do que fizeram durante os três dias em que estiveram em solo inglês.

Segundo Alexander Petrov e Ruslan Boshirov, ninguém fala das condições atmosféricas que se fizeram sentir no dia 3 e 4 de março, condições essas que não estiveram propícias ao turismo, razão pela qual dizem ter passado tão pouco tempo na cidade. “Temos muitas fotos da catedral. Deviam publicá-las.”

Segundo o Público, ambos afirmaram que nunca tinham ouvido falar dos Skripal antes “deste pesadelo”, mas que talvez tenham passado pela casa da família. Confrontado com as acusaõe de que a substância utilizada no envenenamento se encontrava numa garrafa de perfume de mulher Nina Ricci, ambos disseram que se tratava de algo “ridículo”.

“Se tivéssemos algo suspeito, [as autoridades alfandegárias] teriam colocado questões. Porque teria um homem um perfume de mulher na sua bagagem?”, questionaram.

Nenhum dos suspeitos sabe “o que fazer”. “Tememos pelas nossas vidas e pelas vidas da nossa família e amigos”, confessaram à jornalista da RT.

Governo britânico já reagiu

Segundo a RT, o Governo britânico reagiu à entrevista, afirmando que “tem confiança no facto de que estes homens são agentes do Serviço Militar de Inteligência Russo – o GRU – que usou uma arma química tóxica e ilegal nas ruas do seu país”. John Glen, deputado eleito por Salisbury, também acusou os dois indivíduos de não serem credíveis.

Já o porta-voz de Theresa May declarou esta quinta-feira que a entrevista se trata de “um insulto à inteligência do público”, acrescentando que “as mentiras e fabricações são extremamente ofensivas para as vítimas” e para as pessoas afetadas pelo ataque. Além disso, frisou, a polícia tem provas conclusivas contra os dois homens.

ZAP // RT

PARTILHAR

RESPONDER

Não há qualquer hipótese de resgatar os corpos dos 44 tripulantes do ARA San Juan

O ministro de Defesa da Argentina, Oscar Aguad, afirmou este domingo que não há tecnologia capaz de resgatar do mundo do mar o submarino ARA San Juan, localizado este sábado a 900 metros de profundidade …

Talvez os neandertais não fossem tão brutos como se pensava

Apesar de vários esqueletos de neandertais terem sido encontrados com ferimentos graves na cabeça e no pescoço, um novo estudo sugerem que não fossem tão violentos como se pensava. Na verdade, os níveis de lesões cranianas …

A galáxia mais brilhante do Universo é "canibal"

A galáxia mais brilhante já descoberta no Sistema Solar, a W2246-0526, localizada na constelação Aquarius, devorou não duas mas três das suas galáxias-satélite, o que pode explicar a sua forte luminosidade. De acordo com um novo …

Picasso roubado há 6 anos na Holanda terá sido encontrado sob uma árvore na Roménia

Procuradores romenos estão a investigar se um quadro que apareceu este sábado na Roménia é o mesmo que há seis anos foi roubado de um museu da Holanda, noticiou a agência de notícias Associated Press. A …

O colossal drone solar da Boeing vai voar em 2019

A Aurora Flight Sciences, subsidiária da Boeing, vai lançar em 2019 o seu drone solar Odysseus, que terá a capacidade voar durante meses de forma autónoma e o objectivo de dar acesso Internet a todo …

Justiça brasileira proíbe TV de divulgar inquérito sobre morte de Marielle Franco

A decisão judicial de proibir a emissão de reportagens sobre a investigação do assassinato da vereadora carioca responde a um pedido da polícia do Rio de Janeiro e do Ministério Público. A emissora afirma que …

Relatório revela 71 locais com elevado risco de inundações em Portugal

Portugal tem 71 zonas com elevado risco de inundação, de acordo com um relatório da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) que analisou fenómenos extremos ocorridos, fazendo previsões para o futuro. O relatório "Avaliação Preliminar do Risco …

Cinco pessoas mortas por intoxicação de CO em Vila Real

Cinco pessoas da mesma família morreram este domingo, devido a uma intoxicação, no concelho de Sabrosa, distrito de Vila Real, adiantou à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Vila Real. A …

O discurso de ódio já está em Portugal

O diretor da Amnistia Internacional Portugal, Pedro Neto, alertou, em entrevista à agência Lusa, para a presença do discurso de ódio em Portugal, apontando o combate à discriminação como o maior desafio atual dos direitos …

Menino francês suicida-se após castigo por usar telemóvel na escola

Um menino de 11 anos suicidou-se na cidade de Beausoleil, perto do Mónaco, no sul da França, depois de ter recebido um castigo no colégio por ter usado o telemóvel na sala de aula. A criança, …