Suspeita de troca de favores entre Trump e a Ucrânia reforça impeachment

Jim Lo Scalzo / EPA

Mensagens entre representantes americanos e ucranianos sugerem uma troca de favores entre Donald Trump e o Governo ucraniano. Em causa estava um pacote de 400 milhões de euros que seriam concedidos após a confirmação de uma investigação a Joe Biden.

O apoio à destituição de Donald Trump aumentou, após a suspeita de uma troca de favores entre o presidente norte-americano e a Ucrânia. Mensagens de telemóvel mostram que um embaixador americano em Kiev estava convencido de que a Casa Branca reteve ajuda financeira para que a Ucrânia investigasse o antigo vice-presidente americano.

O pedido de investigação terá sido reforçado por diplomatas norte-americanos, tendo em conta a atuação do filho de Joe Biden no conselho de uma empresa de gás no país. Esta foi a condição imposta para a realização de uma visita de Estado do presidente ucraniano à Casa Branca.

De acordo com o Público, responsáveis dos dois países terão trocado mensagens para acertarem uma estratégia a seguir. As mensagens chegaram ao Congresso americano esta quinta-feira e, numa delas, o embaixador dos Estados Unidos mostra-se incomodado com o progresso das conversações.

“Isto significa que a ajuda à segurança e a reunião na Casa Branca dependem do lançamento de investigações?”, lê-se numa das mensagens trocadas entre os diplomatas. A ajuda à segurança é relativa a um pacote de 400 milhões de euros de ajuda ao Governo ucraniano que Trump tinha retido nos cofres.

Joe Biden é um dos principais adversários políticos de Donald Trump e é favorito a concorrer pelos Democratas às próximas eleições. As mensagens trocadas sugerem que uma possível melhoria nas relações entre Washington e Kiev só seria possível caso o Governo de Zelensky colaborasse na investigação ao filho de Biden.

Em 2016, na altura no cargo de vice-presidente, Biden exigiu que o Kiev afastasse o procurador-geral ucraniano caso quisesses receber um empréstimo de mil milhões de dólares. Em causa estava Victor Shokin, que estava a investigar a Burisma, empresa cujo filho de Biden estava no painel administrativo.

“Presumindo que o presidente Z convença Trump de que vai investigar […] acertaremos a data para a visita a Washington”, lê-se numa mensagem enviada pelo embaixador interino em Kiev, Kurt Volker, citada pela DW.

Caso se prove que a retenção de ajuda financeira a Kiev e a recusa em receber o presidente ucraniano na Casa Branca sem a confirmação de uma investigação a Hunter Biden, os Democratas têm aqui pano para mangas no processo de impeachment. O pedido de assistência a Zelensky para influenciar a campanha eleitoral poderá ser decisivo para garantir a destituição de Donald Trump.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. lol….

    russia gate parte dois.

    na 1ª parte gastaram mais do que a investigar os atentados de 11set2001 para se chegar à conclusão que não houve nada.

    aguarda-se o mesmo desfecho para a parte 2 do filme.

    enquanto isso os camaradas não falam do criminoso Biden e seu filho.

RESPONDER

Este ano não há São João nem Santo António. Festas populares canceladas em Lisboa e Porto

As Câmaras Municipais de Lisboa e do Porto resolveram cancelar as festividades de Santo António e de são João, respectivamente, por causa da pandemia de Covid-19. As marchas populares só voltam no próximo ano, com …

Sem ajudas do Governo, "não sei se os grandes vão continuar a ser grandes"

"É complicado encontrar soluções", assume o presidente do Marítimo numa altura em que o futebol está parado por causa da pandemia de Covid-19. A situação é "aflitiva" para muitos clubes, diz Carlos Pereira que acredita …

Governo dá tolerância de ponto nos dias 9 e 13 de abril

O primeiro-ministro assinou um despacho a conceder tolerância de ponto nos próximos dias 9 e 13, no período da Páscoa, a todos os trabalhadores que exercem funções públicas nos serviços da administração direta do Estado. “É …

Depois do papel higiénico, vendas de snacks e bebidas alcoólicas disparam

A Associação Espanhola de Supermercados fez um estudo sobre as alterações de consumo desde que foi decretado o estado de emergência. A procura por papel higiénico disparou meados de março, mas os produtos mais procurados …

Bloco quer proibir banca de distribuir lucros (e pede ajuda ao PSD)

O Bloco de Esquerda quer proibir os bancos de distribuírem dividendos em 2020 e pede ajuda ao PSD para o conseguir. Em videoconferência, Mariana Mortágua lançou um desafio ao líder social-democrata. O Bloco de Esquerda anunciou …

Ordens duvidam dos números de infetados (e admitem fazer o seu próprio levantamento)

Segundo os números anunciados na quarta-feira, havia 1.124 profissionais de saúde e oito deles estavam internados em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI). Mas estes números não convencem as Ordens. De acordo com o Observador, o bastonário …

Europa tem que ser o seu "próprio Plano Marshall". Centeno defende solução sem o "estigma" da austeridade

Mário Centeno continua a incentivar uma solução conjunta assente na ideia da solidariedade europeia perante "uma crise inesperada e sem precedentes" devido à pandemia de Covid-19. Como presidente do Eurogrupo, o ministro das Finanças de …

Há mais de 10 mil infetados em Portugal. DGS vai fazer testes de imunidade à população

O boletim epidemiológico da Direção-geral da Saúde deste sábado regista 10.524 casos de infeção por covid-19 em Portugal. Há mais 20 mortes, num total de 266 óbitos. Nas últimas 24 horas, até à meia-noite, foram registados …

Quase meio milhão de portugueses estão em lay-off. "Sistema é errado", diz Francisco Louçã

Uma semana depois de o Governo ter aberto a porta ao lay-off simplificado, mais de 22 mil empresas já recorreram a este novo regime. Atualmente, há 425.287 trabalhadores nessa situação. Francisco Louçã considera este sistema …

Costa "chocado" com caso da morte no aeroporto. Enfermeira, médico e polícias também investigados

Além dos três inspectores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) que são suspeitos de terem agredido um cidadão ucraniano, que acabou por morrer, também há outros elementos do SEF, um médicos e uma enfermeira, …