Surto de salmonela ligado a produtos infantis infetou crianças em três países europeus

Um surto de salmonela relacionado com produtos de alimentação infantis baseados em proteína de arroz infetou mais de 30 crianças em França, na Bélgica e no Luxemburgo, divulgou o Centro Europeu de Controlo de Doenças.

De acordo com o Centro Europeu, o surto de salmonella poona infetou 32 crianças (30 em França, uma na Bélgica e outra no Luxemburgo) entre agosto do ano passado e fevereiro deste ano.

Os produtos suspeitos, baseados em proteínas de arroz, foram fabricados em Espanha entre agosto e outubro de 2018, comercializados por uma empresa francesa e distribuídos para a UE e para quatro países não europeus através de distribuidores e lojas online.

Em fevereiro, a Agência Espanhola de Segurança Alimentar e Nutrição (Aecosan) recomendou que não fossem consumidos alguns lotes de alimentos infantis das marcas Modilac e Blemil, depois de terem sido detetados na Europa casos de salmonelose que se suspeitava estarem relacionados com o consumo destes produtos.

Num comunicado divulgado na altura, a Aecosan lembrou que a 25 de janeiro tinha sido publicada uma notificação de alerta sobre a infeção por salmonella poona em lactentes em França associada ao consumo desses alimentos infantis da marca Modilac, comercializados pela empresa francesa Sodilac e fabricados em Espanha.

Uma vez que a origem era uma fábrica em Espanha, foram realizadas diversas análises de controlo, tanto pela empresa como pelas autoridades, todos com resultados negativos. No entanto, como medida de precaução, as Astúrias, onde a fábrica está localizada, suspenderam uma das torres de secagem da empresa e retiraram do mercado todos os produtos à base de arroz que ali tinham sido fabricados.

O ECDC diz que, até agora, todos os testes realizados foram negativos para salmonella poona, mas sublinha que a salmonela é difícil de detetar em produtos secos e requer métodos de amostragem e teste com um alto grau de sensibilidade.

Em janeiro deste ano iniciou-se uma retirada destes produtos infantis e alimentos para bebés da mesma marca pela empresa francesa em território francês, seguida de uma recolha no Luxemburgo.

Segundo o ECDC, os alertas públicos entretanto lançados em França, na Bélgica e em Espanha devem diminuir o risco de novas infeções. No entanto, admite, casos de surtos isolados podem ser relatados entre pessoas que tenham comprado ou consumido os produtos antes da retirada do mercado.

Para prevenir infeções durante a utilização de fórmulas para lactentes, o ECDC aconselha os estados-membros a considerarem a prestação de aconselhamento ao público sobre as regras básicas de higiene para a preparação de alimentos destinados a lactentes, incluindo informações sobre a preparação, manuseamento e armazenamento seguro de produtos lácteos em pó.

O Centro Europeu de Controlo de Doenças diz ainda que os casos de salmonelose em lactentes devem ser notificados às autoridades nacionais de saúde para sorotipagem e que os casos isolados de salmonella pona devem ser sequenciados para identificar se estão associados a este surto.

A salmonella poona é um dos subtipos de salmonela que pode causar infeção em humanos. Durante o período de 2013 a 2017 foram reportados casos em 23 países europeus, num total que ronda as duas centenas de casos em cada um dos cinco anos. A salmonela é uma bactéria que pode causar infeções alimentares, provocando vómitos, diarreia e febre.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

“É como ser queimado com ácido quente“. Planta venenosa australiana causa dores que podem durar anos

Os "cabelos" da planta gympie-gympie causam uma picada tão tóxica que a dor pode durar anos. Esta pode ser encontrada nas florestas australianas. A gympie-gympie, ou dendrocnide moroides, é um tipo de arbusto que recebe o …

Sporting 1-1 Famalicão | Leão volta a tremer e vê Porto a 6

Segundo empate consecutivo do Sporting na Liga NOS, e pelo mesmo resultado, 1-1. Na recepção ao Famalicão, o líder do campeonato começou bem, marcou, mas sofreu um golo de imediato e nunca mais se encontrou …

Arqueólogos descobrem túnel medieval na Polónia. Tinha restos mortais de 18 carmelitas

Uma equipa de arqueólogos descobriu um cemitério medieval onde estava sediado um mosteiro do século XIV. No local foi ainda encontrado um túnel com dezoito esqueletos de padres carmelitas. A descoberta ocorreu em Jaslo - uma …

Militantes apoiados pelo Al-Qaeda defendem uso de mel contra a covid-19

O Al-Shabaab, um grupo rebelde islâmico apoiado pela Al-Qaeda, apela ao boicote à vacina da AstraZeneca contra a covid-19. A alternativa é "cominho preto e mel". A vacina da AstraZeneca não está apenas a levantar preocupações …

Em menos de um ano, a polícia foi chamada a intervir pelo menos nove vezes na mansão dos Sussex

A vida nos Estados Unidos não tem sido fácil para os duques de Sussex. No último ano, a polícia da Califórnia foi chamada pelo menos nove menos à mansão onde o casal habita desde que …

Rivalidade entre China e Índia é obstáculo à maior aproximação entre os BRICS, diz especialista

Apesar de os BRICS representarem "o tipo de relações entre países que queremos no século XXI", a rivalidade entre a Índia e a China ainda é um obstáculo a uma maior integração, dizem os especialistas. Na …

Variante sul-africana pode resistir à Pfizer. China pondera misturar vacinas

A variante do coronavírus descoberta na África do Sul pode "romper" a vacina contra a covid-19 da Pfizer/BioNTech até certo ponto, concluiu um estudo em Israel, embora a sua prevalência no país seja baixa e …

Rússia garante que não haverá guerra com Ucrânia. EUA desconfiam e prometem consequências

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, descartou este domingo a possibilidade de uma guerra com a Ucrânia, depois de Kiev ter manifestado preocupação com o reforço de tropas russas nas suas fronteiras. “Ninguém está a embarcar …

Inspetores do SEF rejeitam extinção sem aval do Parlamento (e dizem estar em causa o Espaço Schengen)

O sindicato dos inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) rejeitou este domingo a extinção daquele organismo sem a aprovação formal da Assembleia da República e considerou que está em causa a permanência de …

Testes rápidos registaram maior número de sempre. APED defende venda nos super e hipermercados

O recurso a testes rápidos de antigénio à covid-19 está a aumentar em Portugal, tendo atingido o maior número a 7 de abril, com mais de 34 mil realizados nesse dia, segundo dados do Instituto …